Bacca deixa em aberto permanência no Milan: "Sonho em jogar a Champions League"

Entretanto, atacante colombiano revela que vai aguardar o projeto do Diavolo para definir o seu futuro

Bacca deixa em aberto permanência no Milan: "Sonho em jogar a Champions League"
Bacca está com futuro incerto no Milan (Foto: Getty Images)

Ainda de férias após a disputa da Copa América pela Colômbia, o atacante do Milan, Carlos Bacca, falou pela primeira vez sobre seu futuro nessa quinta-feira (14). Em entrevista ao jornal espanhol AS, o jogador admitiu ter muitas ofertas de outros clubes e que sonha em jogar a estrelada Uefa Champions League, maior competições de clubes do mundo.

"O meu futuro está nas mãos de Deus. Todos nós sabemos que tenho um contrato de quatro anos com o Milan, mas tenho ofertas de clubes da Inglaterra, Espanha, Alemanha e até da Itália. Não é fácil tomar uma decisão, mas teremos muito tempo para isso. O meu agente está em constante contato com o Milan e esses clubes. Champions League? Tenho o sonho de jogá-la e trabalho duramente para isso", revelou o centroavante colombiano, de 29 anos. 

Bacca também comentou sobre a situação atual do Milan, afirmando que vai esperar a definição societária do clube para avaliar a sua permanência ou não. "Com a venda do Milan por parte do Berlusconi, vou avaliar o projeto do clube, as contratações e a partir daí, tomar uma decisão definitiva", disse o atleta. "Montella [novo treinador do Milan]? Não falei diretamente com ele, até porque estou de férias e o Milan conversa diretamente com o meu agente".

Carlos Bacca chegou ao Milan na temporada passada, depois de dois anos muito boas no Sevilla, por € 30 milhões. No clube italiano, mesmo com todos os problemas, anotou 20 gols durante a temporada entre Serie A e Copa Itália.  

Com isso, clubes como West Ham e Atlético de Madrid demonstraram interesse no atleta que não é considerado intocável pela vontade do treinador Vincenzo Montella em ter um jogador naquela função com mais mobilidade. O Diavolo pede o mesmo valor que pagou ao Sevilla há um ano para ceder o atleta.