Bologna apresenta oficialmente volante Ádám Nagy, ex-Ferencvaros

Após ter realizado boa Eurocopa pela Hungria, Nagy atraiu atenção de vários clubes, sendo Bologna quem ganhou a corrida pelo atleta

Bologna apresenta oficialmente volante Ádám Nagy, ex-Ferencvaros
Foto: Getty Images

O Bologna ganhou a concorrência contra Olympique de Marseille, Benfica e Leicester para contratar o meio-campista Ádám Nagy. O jogador húngaro se destacou na Eurocopa após a boa participação da Hungria, consequentemente atraindo a atenção de vários outros clubes. A contratação foi anunciada nesta quinta-feira (14), após o clube italiano ter feito um comunicado oficial em seu site oficial.

"FC Bologna 1909 anuncia a assinatura do meia Adem Nagy em uma base permanente do Ferencváros TC", dizia o comunicado.

A tradicional equipe italiana está apostando em jogadores jovens neste mercado de transferências, Nagy foi possui 21 anos e é o sétimo jogador nesta mesma faixa de idade a reforçar o Bologna. Além do húngaro, chegaram também o goleiro Filippo Perucchini, o zagueiro Deian Boldor, o meia Simone Verdi e os atacantes Federico Di Francesco, Lorenzo Musto e Ladislav Krejci.  

Na temporada passada, Ádám Nagy conseguiu faturar o Campeonato Húngaro e a Copa da Hungria pelo Ferencvaros, jogando em 25 partidas. Ele foi uma das grandes sensações do torneio nacional e era um dos principais jogador dos Zöld Sasok. Nagy ganhou mais destaque após sua participação nesta última edição da Eurocopa, que na qual a Hungria surpreendeu e foi eliminada nas oitavas de finais. O meio-campista foi um dos jogadores mais eficientes, tendo rapidamente muitos clubes atraídos pelo seu passe, mas o Bologna foi bem mais rápido e conseguiu vencer a corrida pelo atleta.

Aos 21 anos, Ádám Nagy foi revelado pelo Szentlorinc SE, tendo passagens por VSI Rio Maior e chegou ao Ferencvaros em 2014. Na seleção da Hungria, Nagy jogou o Mundial sub-20, tendo estreado na equipe principal nas eliminatórias para a Eurocopa, e por suas boas atuações foi recompensado com a convocação para a Eurocopa. Começou como titular nos jogos contra a Áustria, Islándia e na eliminação diante da Bélgica, contra Portugal ficou na reserva.