Montella admite não estar preocupado com poucas contratações no Milan

“Nós sabemos onde temos que reforçar”, diz técnico; clube acertou com apenas dois reforços nesta janela de transferências

Montella admite não estar preocupado com poucas contratações no Milan
Montella antes de iniciar o jogo contra o Liverpool, em Santa Clara, EUA, pela Champions Cup (Foto: Divulgação/Milan)

O técnico do Milan, Vincenzo Montella, admitiu não estar preocupado com a demora da diretoria em conseguir reforçar a equipe milanista. Como as tratativas para a venda de ações do clube a um grupo chinês estão paralisadas, os rossoneri não têm dinheiro em caixa para contratar grandes jogadores. Até o momento, a diretoria assinou com apenas dois atletas: o lateral-esquerdo Leonel Vangioni (estava acertado desde a última temporada) e o atacante Gianluca Lapadula.

No entanto, ao passar pela zona mista do Levi’s Stadium, na cidade californiana de Santa Clara, Estados Unidos, após a derrota do Milan para o Liverpool, por 2 a 0, pela International Champions Cup, Montella se mostrou tranquilo quando questionado sobre a baixa movimentação do Diavolo no mercado de transferências.

Nós temos ideias claras, estou em contato direto com o clube. Nós sabemos onde temos que reforçar”, afirmou o treinador a repórteres. “Não estou preocupado. Eu trabalho com os jogadores que temos à disposição. Eu não posso perder tempo com situações hipotéticas”, acrescentou.

A imprensa italiana tem especulado recentemente que, enquanto a negociação para a venda da agremiação aos chineses não se concretize, o Milan poderia colocar à venda o versátil lateral Mattia De Sciglio para conseguir dinheiro, a fim de investir o mercado.

Os veículos de comunicação da Itália relatam que o atacante Simone Zaza, da Juventus, e o meia-atacante Juan Cuadrado, do Chelsea, estão na mira do Milan. Ambos, inclusive, agradariam Montella, segundo os jornais esportivos do Belpaese. O principal empecilho para acertar com os dois seria a falta de dinheiro.

Bacca pode ficar

Em entrevista coletiva após a derrota para o Liverpool, o técnico Vincenzo Montella exaltou o atacante Carlos Bacca, que ainda está com futuro indefinido, e indicou que gostaria de contar com o colombiano após a pré-temporada. “Eu gosto de jogadores fortes, e Bacca é forte. Optamos por deixá-lo em casa para trabalhar. Espero colocá-lo em ótimas condições”, disse.

Artilheiro do Milan na última temporada, com 20 gols, Bacca passou a ser especulado longe dos rossoneri depois que a imprensa italiana ventilou os rumores de que o estilo do atacante não agradava Montella, que, por sua vez, é adepto de atacantes que tenham mais técnica para jogar fora da área. Bacca admitiu recentemente receber proposta de times das principais ligas europeias. Ele não viajou aos EUA com o restante do plantel rossonero porque disputou a Copa América Centenário com a Colômbia em junho, também em terra americana.