Spalletti explica decisão de retirar capitania de De Rossi e cobra mudança de postura na Roma

Treinador passou a responsabilidade de ser capitão para o lateral/meia Alessandro Florenzi

Spalletti explica decisão de retirar capitania de De Rossi e cobra mudança de postura na Roma
Spalletti gesticula à beira do campo durante o confronto ante o Cagliari (Foto: Enrico Locci/Getty Images)

A Roma fez uma partida um tanto quanto bipolar neste domingo (28), contra o Cagliari. Visitando a equipe da Sardenha, os giallorossi tiveram um excelente início de jogo, abriram dois gols de vantagem, mas acabaram sucumbindo à pressão adversário, levando um gol de empate aos 42 minutos da segunda etapa.

O treinador Luciano Spalletti, em entrevista após a partida, não soube dar explicações sobre a atuação da equipe: "Tentamos vencer, mas não foi suficiente. Não consigo explicar porque não tentamos matar o jogo antes", lamentou o italiano.

No entanto, o técnico romanista deixou bem claro que o problema do time é psicológico: "O nosso desempenho hoje prova que precisamos encontrar nosso equilíbrio psicológico e ter mais concentração para atingir nossos objetivos. Abrimos 2 a 0 e poderíamos ter controlado, mas não conseguimos nos segurar, ao primeiro sinal de dificuldade", afirmou.

Os problemas psicológicos do elenco romanista vêm sendo apontados como um problema desde a época em que o francês Rudi Garcia comandava a equipe, principalmente a partir da temporada 2014/15.

Além disso, Spalletti demonstrou extrema preocupação com o que pode acontecer caso esse tipo de atitude dentro de campo se mantenha: "Tem acontecido com muita frequência ultimamente. Quando temos que controlar o jogo, recuamos e entregamos a bola aos adversários, que aproveitam. Se não reagirmos a esse tipo de coisa, vai ser difícil definir quais objetivos podemos alcançar e estaremos perdidos antes mesmo de começar", disse o treinador de 57 anos.

Uma novidade que foi apontada na equipe neste domingo foi o jogador que vestia a braçadeira de capitão. O detentor desse título é, há muitos anos, o atacante Francesco Totti. No entanto, como o ídolo não vem jogando, quem assume na sua ausência é outro prata da casa, Daniele De Rossi. Expulso ainda no primeiro tempo na partida contra o Porto, pela Uefa Champions League, o volante não foi o capitão contra o Cagliari, e o lateral/meia Alessandro Florenzi assumiu a braçadeira.

Spalletti explicou o acontecido. "Foi um momento triste, mas De Rossi entendeu. Falei com ele primeiramente sobre minha decisão e depois na frente de todo o time. Todo jogador tem que pagar quando comete erros", ressaltou o técnico.