Itália e França medem forças em amistoso preparatório para as Eliminatórias à Copa do Mundo

Itália inicia nova etapa buscando classificação para o Mundial; França segue sofrendo com lesões, que atrapalham os planos de Deschamps; horário da partida: 16h

Itália e França medem forças em amistoso preparatório para as Eliminatórias à Copa do Mundo
Fotomontagem: VAVEL
Itália
França
Itália: Buffon; Bonucci, Chiellini, Barzagli; De Scglio, De Rossi, Verratti, Antonelli; Éder, Pellè, Immobile.
França: Mandanda; Corchia, Koscielny, Varane, Kurzawa; Kanté, Pogba, Payet; Martial, Griezmann, Giroud.
INCIDENCIAS: Partida amistosa a ser realizada no Stadio San Nicola, em Bari.

Na tarde desta quinta-feira (1º), Itália e França reeditarão a final da Copa do Mundo de 2006 em um amistoso internacional, o último antes do inicio das Eliminatórias visando o Mundial da Rússia em 2018. A partida acontecerá no Stadio San Nicola, em Bari. A bola rola às 16h.

O histórico de confrontos entre essas seleções é favorável aos italianos. Em 37 partidas, a Squadra Azzurra venceu 18 jogos, os franceses levaram a melhor em apenas nove oportunidades. Além de dez empates. Já aconteceram quatro confrontos em Copas do Mundo, sendo duas vitórias da Itália, um triunfo da França e um empate, com os Bleus levando a melhor nas penalidades. O último encontro foi em 2012, com a França vencendo por 2 a 1.

Seleção da Itália inicia uma nova etapa visando 2018

A Itália chegou até as quartas de final da Eurocopa, perdendo apenas na marca da cal para a Alemanha. A missão da equipe agora comandada por Giampiero Ventura é assegurar vaga à Copa do Mundo e um grupo com Espanha, Israel, Albânia, Macedônia e Liechtenstein. Para isso, terá que ficar na primeira colocação do Grupo I. O duelo contra a França servirá para testar o nível da equipe.

O experiente capitão Gianluigi Buffon comentou sobre essa nova etapa da Seleção Italiana: “Há uma renovação, um novo projeto, e por isso há muita curiosidade. Não vamos esquecer a decepção da noite contra a Alemanha. É importante saber onde queremos chegar. Quando você faz um exame de consciência e você sente que ainda tem muito para dar, você responder a isso, e é isso que eu faço.

LEIA: Ventura mantém base da Itália de Conte e promove novidades para jogos contra França e Israel

Buffon analisou o grupo e a situação estando ao lado da Espanha: “Apenas uma seleção vai conseguir a classificação diretamente, a outra vai para a repescagem europeia. Quando você está no mesmo grupo da Espanha, é normal que que a estrada seja íngreme e difícil.”

Giampiero Ventura tem 68 anos, começou sua carreira de treinador de equipes profissionais em 1980. Passou por vários clubes pequenos e estava no Torino. É um técnico que não tem um estilo fixo, se adapta a situação e deve usar o famoso 3-5-2 da Seleção Italiana.

+ Donnarumma se torna o jogador mais novo em 105 anos a ser convocado para Seleção Italiana

Formação? Buffon vai jogar, eu ainda tenho que avaliar os outros. Verratti precisa de cuidados. O objetivo é tê-lo de volta até em tempo integral. Verratti tem um grande potencial, mas foi contido por um problema físico. Ainda assim, ele é de primordial importância para a seleção nacional. Espero continuar o que Conte fez e, se possível, construir sobre seu legado”, disse o novo técnico da Itália.

França segue sofrendo com lesões, causando cortes na convocação inicial

Após perder a Euro em casa, a Seleção da França juntou os cascos para retomar as atividades. Mas os mesmos problemas com lesões enfrentados antes, seguem para essa Data Fifa. Três jogadores foram cortados da lista inicial. Os franceses tentarão a classificação no Grupo A ao lado de Holanda, Suécia, Bulgária, Belarus e Luxemburgo.

O técnico francês Didier Deschamps concedeu entrevista coletiva e falou sobre a reunião do grupo dois meses após a dura derrota para Portugal: “O desejo, o prazer de estar lá, a determinação, os jogadores têm. Estes são os melhores jogadores (da França). Usaremos o passado e projetaremos um novo objetivo. Nós não participamos das Eliminatórias da Euro e é verdade que nada substitui os jogos oficiais.

Deschamps saiu do 4-3-3 para o 4-2-3-1 durante a Eurocopa. Questionado sobre um possível retorno da antiga e ofensiva formação, o treinador disse: “São escolhas. Uma questão de condição física, distribuição de tempo e de jogo. Bem, não é uma preocupação deslocar de um sistema para outro.

Acompanhe todas as informações do futebol francês. Siga a VAVEL no twitter!

Raphaël Varane conversou com a imprensa e falou sobre a sua ausência na Euro e o retorno para as Eliminatórias: “Ficar ausente da Euro foi uma grande decepção. Isso é algo que eu quero deixar para trás e voltar mais forte. Em comparação com o grupo, a minha ausência não mudou meu relacionamento com meus colegas de seleção e com o treinador.

Lacazette sofreu uma pancada no jogo contra o Dijon ainda no primeiro tempo e deixou o jogo imediatamente com um trauma no joelho. Nabil Fekir Ele voltou a jogar, mas o Lyon anunciou que o jogador passará por uma artroscopia no mesmo local. Cabaye também foi cortado por lesão. Kevin Gameiro, Ousmane Dembélé e Geoffrey Kondogbia foram chamados.