Em alta, Rodrigo Caio pode chegar ao 'novo Milan' em janeiro junto com mais quatro jogadores

Zagueiro do São Paulo interessa ao clube rossonero, que acaba de ser vendido a chineses; grupo asiático deve investir pesado em contratações

Em alta, Rodrigo Caio pode chegar ao 'novo Milan' em janeiro junto com mais quatro jogadores
Campeão olímpico está na mira do gigante italiano (Foto: Getty Images)

O canal italiano Mediaset Premium informou, nesta quarta-feira (7), que o Milan, recentemente vendido para o grupo chinês Sino-Europe Sports, já tem cinco objetivos para o próximo mercado de transferências que, diferentemente desse que acabou de terminar, terá um orçamento alto. Os chineses vão investir cerca de € 300 milhões nos próximos três anos e cerca de € 85 milhões serão disponibilizados na próxima janela, em janeiro.

De acordo com o veículo italiano, o Diavolo está de olho em Rodrigo Caio, zagueiro do São Paulo; Mateo Musacchio, zagueiro do Villareal; Cesc Fàbregas, meio-campista do Chelsea; Milan Badelj, meio-campista, e Federico Bernardeschi, meia-atacante, ambos da Fiorentina. Com exceção do meia da Viola, Bernardeschi, todos os outros nomes têm algo em comum: interessavam ao Diavolo nesse último mercado, mas o clube não tinha o dinheiro suficiente para completar as transações.

O zagueiro do Tricolor, campeão há poucas semanas da Olimpíada Rio 2016 com o Brasil, tirou seu passaporte italiano e facilitou muito a sua ida à Europa. Mas o Milan terá que lidar com o interesse de outros clubes para contar com o futebol de Rodrigo Caio, como Napoli, Sevilla, Hamburgo e Paris Saint-Germain.

Seu valor varia entre € 10 e 15 milhões, mas que certamente pode aumentar, caso exista muita briga para contar com o futebol do promissor defensor de 23 anos. Rodrigo Caio chegaria para suprir uma posição carente já há algum tempo no time, já que o Diavolo conta com alguns zagueiros no elenco que não passam tanta confiança à torcida, a não ser o também jovem Alessio Romagnoli.

No último mercado de transferências, encerrado no dia 31 de agosto, o Milan contratou seis jogadores: Leonel Vangioni (ex-River Plate), Gianluca Lapadula (ex-Pescara), José Sosa (ex-Besiktas), Gustavo Gómez (ex-Lanús), Mario Pasalic (ex-Chelsea) e Matías Fernández (ex-Fiorentina).