Diego Milito rechaça dependência de Icardi na Internazionale: "Existem outros jogadores"

Ex-atacante exalta desempenho de seu compatriota, mas não acredita que a equipe dependa do camisa 9

Diego Milito rechaça dependência de Icardi na Internazionale: "Existem outros jogadores"
Milito é ídolo em Milão (Foto: Claudio Villa/Getty Images)

Ídolo recente da Internazionale, autor dos dois tentos do título da Uefa Champions League da temporada 2009/10, Diego Milito comentou, nesta sexta-feira (23), sobre o atual momento da equipe de Milão. Mesmo com um início conturbado dos nerazzurri na Serie A e na Uefa Europa League, o ex-atacante citou a vitória sobre a Juventus no último final de semana como ponto fundamental para uma retomada de confiança.

"A vitória contra a Juve certamente deu um grande impulso para a Inter, não há dúvida sobre isso. A equipe precisava de um desempenho dessa maneira, ainda mais tratando-se de um clássico. Estou feliz pelo time, eles estão encontrando o caminho para uma boa sequência", declarou Milito.

Compatriota e ex-companheiro de posição, Mauro Icardi teve sua saída de Milão dada como certa, mas se manteve no clube. O atacante de 23 anos iniciou a nova temporada na liga italiana com seis gols em apenas cinco partidas -- é o artilheiro do campeonato. Mas para Milito, o elenco atual da Inter é forte e saberia lidar bem com uma possível saída de Icardi.

LEIA MAIS: Atacantes se destacam no início da Serie A e prometem briga acirrada pela artilharia

"Icardi é o homem que dá o último toque para o gol, mas a Inter não depende dele. Existem outros jogadores na posição e até mesmo com liderança suficiente para substituí-lo caso seja necessário", ressaltou.

Milito pendurou as chuteiras recentemente, mais precisamente na última temporada, aos 36 anos de idade. O atacante havia retornado há algumas temporadas para o seu clube de coração, o Racing de Avalleneda, onde conseguiu levar a equipe para a conquista do Campeonato Argentino após 13 anos de fila. Com o manto nerazzurro, Diego atuou por cinco anos, onde conquistou uma Serie A, duas Copas Itália, uma Supercopa Italiana, um Mundial Interclubes e a tão sonhada Uefa Champions League, a qual a Inter não conquistava há exatos 45 anos.

Na quinta colocação, com dez pontos ganhos, a Inter vem de uma boa sequência de duas vitórias, conquistadas frente à Juventus e ao Empoli. Tendo a oportunidade de chegar à liderança da competição caso seus adversários tropecem e ela vença, a equipe de Milão recebe o Bologna no Giuseppe Meazza neste domingo (25), em duelo válido pela sexta rodada da Serie A.