Fiorentina e Milan se enfrentam em novo reencontro de Montella com Florença

Ex-treinador da Viola por três temporadas, Montella voltará pela segunda vez ao Franchi para enfrentar o time que comandou por três temporadas

Fiorentina e Milan se enfrentam em novo reencontro de Montella com Florença
Em 2014-15, cada time venceu um confronto (Foto: Divulgação/AC Milan)
Fiorentina
Milan
Fiorentina: Tatarusanu; Tomovic, Gonzalo, Salcedo; Bernardeschi, Carlos Sánchez, Badelj, Milic (Maxi Olivera); Borja Valero, Ilicic; Kalinic. Técnico: Paulo Sousa
Milan: Donnarumma; Calabria, Paletta, Romagnoli, De Sciglio; Montolivo, Kucka, Bonaventura; Suso, Niang, Bacca. Técnico: Vincenzo Montella
ÁRBITRO: Daniele Orsato, que será auxiliado por Elenito di Liberatore e Andrea Marzaloni
INCIDENCIAS: Partida válida pela 6ª rodada da Serie A Tim 2016-17, no Stadio Artemio Franchi, em FLorença, Itália; a partida começa às 15h45 (Horário de Brasília)

Em um dos confrontos mais tradicionais da Serie AFiorentina Milan querem manter seu momento positivo na temporada. O confronto deste domingo (25), marcará a segunda visita de Vincenzo Montella à Florença após deixar o clube por divergências com a diretoria da Viola.

Na temporada passada, cada time venceu em casa o rival por 2 a 0: em Florença, Marcos Alonso e Ilicic marcaram; em Milão, gols de Bacca e Boateng. Na história, foram 152 jogos pela Serie A, com 69 vitórias do Milan, 42 da Fiorentina e outros 41 empates.

Com 'margem para melhora', Sousa espera mais mobilidade da Viola

O início de temporada da Fiorentina, após um mercado pouco empolgante, é de oscilação. O time tem sete pontos em quatro jogos, um a menos que a maioria dos outros times, já que teve um jogo adiado. Após vencer a Roma no domingo passado (18), a Viola buscou o empate em 2 a 2 contra a Udinese na última quarta-feira (21). A equipe de Florença só perdeu na abertura da temporada, quando foi derrotada em Turim pela Juventus por 2 a 1.

O técnico Paulo Sousa está percebendo uma evolução no futebol do seu time e agora cobra mais criação de jogadas de gol. Diferente da última temporada, a Fiorentina não vem criando muitas chances durante os jogos. Na relação chutes por jogo, a Viola só finalizou mais que o Palermo até agora na Serie A - oito por partida em média.

"Estamos crescendo, inclusive na criação de ocasiões de gol. Precisamos ter mais movimentação e ser menos estáticos, com maior vontade de 'fazer mal': sempre mantendo o equilíbrio. Temos muita margem para melhora, mas estou satisfeito da vontade de vencer mostrada nos momentos de dificuldade", afirmou.

Sobre o rival da partida deste domingo (25), Sousa afirmou que não vê o Milan pronto para ser campeão, mas destaca que o time tem força - inclusive destacando os bastidores - e qualidade para brigar por posições importantes.

"Não acredito que os rossoneri estão já prontos para o título, mas seguramente podem lutar pelos primeiros lugares. Eles tem um clube importante nas costas e isso pode se ver pelo calendário, visto que eles sempre têm um dia a mais de descanso. O Milan tem grandes jogadores, muito italianos e grande qualidade. Repito, podem chegar lá em cima", disse.

Em mais um retorno à Florença, Montella avalia jogo como 'importante teste'

Com duas vitórias em sequência sem sofrer gols,, após um começo ruim, o Milan conquistou tranquilidade para trabalhar nos últimos dias. A vitória por 2 a 0 sobre a Lazio levou o time aos nove pontos, na 6ª colocação e, se vencer, pode terminar a rodada entre os três primeiros.

O treinador Vincenzo Montella, que passou três temporadas na Fiorentina, quer que o Milan deixe as duas vitórias para trás e se foque no 'importante teste' que vai enfrentar no Artemio Franchi.

"As duas vitórias estão no passado, nós agora estamos focados no jogo contra a Viola que será um importante teste para nós. Nós temos que continuar melhorando. Esse jogos podem ser traiçoeiros, mas eu quero que os garotos vão para o gramado com uma abordagem de alta intensidade", disse.

Sobre sua experiência em Florença, Montella falou das boas lembraças que tem, mas lamentou como sua passagem acabou. Antes do início da temporada 2015-16, o treinador saiu de forma inesperada por conta de problemas de relacionamento com a diretoria da Viola.

"Eu tenho boas recordações da minha passagem em Florença. Eu fiquei desapontado pelo modo como ela acabou, mas nós tínhamos diferentes pontos de vista e eu decidi finalizar meu contrato antes do tempo. Eu tive uma grande relação com a torcida. Falando dos meus jogadores, posso dizer que Borja Valero foi um dos jogadores chave da minha Fiorentina", afirmou.

Pela Viola, Montella terminou a Serie A em quarto lugar nas três temporadas no clube, foi vice-campeão da Coppa Italia em 2013-14 e semifinalista da Europa League em 2014-15. Na temporada passada, como treinador da Sampdoria, Montella visitou o Franchi e conseguiu um empate em 1 a 1.