Em boa fase, Milan encara desfalcado Sassuolo pela Serie A

Diavolo busca mais um triunfo que deixaria a equipe bem próximo dos primeiros colocados; neroverdi querem aprontar de novo em San Siro e ultrapassar o rival na tabela

Em boa fase, Milan encara desfalcado Sassuolo pela Serie A
Foto: Getty Images
Milan
Sassuolo
Milan: Donnarumma; Abate, Paletta, Romagnoli e De Sciglio; Kucka, Montolivo e Bonaventura; Suso, Bacca e Niang (Luiz Adriano). Técnico: Vincenzo Montella
Sassuolo: Consigli; Lirola, Acerbi, Peluso e Letschert; Biondini, Magnanelli e Mazzitelli (Pellegrino); Ragusa, Defrel e Politano. Técnico: Eusebio di Francesco
ÁRBITRO: Marco Guida (ITA)
INCIDENCIAS: Partida a ser disputada no estádio San Siro, em Milão, na Itália à partir das 13h (de Brasília).

Em boa fase, Milan enfrentará o desfalcado Sassuolo neste domingo (2), no estádio San Siro, em Milão, em partida que será válida pela sétima rodada da Serie A, às 13h.  O Diavolo tem dez pontos e está na sexta colocação na tabela de classificação. Já o Sassuolo tem um ponto a menos e figura na nona colocação.

Na última rodada, o Milan visitou a Fiorentina e a partida terminou empatada por 0 a 0. O Sassuolo enfrentou em casa a Udinese e conseguiu uma vitória simples por 1 a 0, gol marcado por Grégoire Defrel. 

Essas equipes se enfrentaram oito vezes em jogos oficiais e com uma boa vantagem do Sassuolo. Foram cinco vitórias dos neroverdi e apenas três triunfos do Diavolo. No último duelo, vitória do Sassuolo por 2 a 0, com gols marcados por Alfred Duncan e Nicola Sansone.  

Montella quer vitória em confronto direto pela Europa 

Depois de um começo ruim, o técnico Vincenzo Montella conseguiu bons resultados e a sua equipe já ocupa atualmente a sexta colocação. Mas ainda não é o bastante para o Milan, já que o objetivo mínimo do clube é voltar a jogar por competições europeias. 

Por isso, o time que fez quatro pontos nos jogos diante de Lazio e Fiorentina deve ser mantido com apenas uma mudança. Abate pode retomar a sua titularidade pela lateral direita no lugar do promissor Calabria, que treinou à parte durante a semana e não está 100% fisicamente. 

Outra mudança que talvez ocorra é no ataque, com Luiz Adriano que pode ganhar uma chance como titular no lugar de Niang. Assim, o brasileiro ocuparia vaga pela esquerda do ataque rossonero. No mais, deve ser o mesmo time das últimas partidas.  

Em entrevista coletiva, Montella avaliou a partida contra o Sassuolo como muito difícil e também afirmou que será um jogo direto entre duas equipes que lutam pelo mesmo objetivo na temporada.

"Apesar do Sassuolo ter muitos desfalques, não confio neles. Nós também temos uns quatro ou cinco, mas nessa epoca da temporada é até normal tê-los. O Sassuolo está entre as equipes que tem mais regularidade no campeonato em termos de resultado e continuidade de jogo, muito por conta do trabalho de seu treinador. É uma partida muito difícil e delicada, além de ser um confronto direto", salientou o treinador do Milan. 

Com vários desfalques, Sassuolo quer aprontar novamente 

Na temporada anterior, o Sassuolo ficou em sexto lugar e ficou com a vaga na Europa League que por muito tempo foi do Milan. Além disso, os neroverdi têm sido uma verdadeira pedra no sapato do Diavolo, desde o seu acesso, na temporada 2013/14, causando inclusive demissão de treinador.  

Para esse confronto, o técnico Eusebio di Francesco terá alguns problemas para montar a sua equipe, já que são sete desfalques certo e duas dúvidas. Entre os mais sentidos, está o do italiano Domenico Berardi, que começou muito bem a temporada e tem números muito bons contra o Milan – são oito gols em seis jogos.  

Na defesa, Peluso, que normalmente joga pela lateral esquerda, deverá atuar na zaga junto com Acerbi. No meio de campo, Mazzitelli e Pellegrino disputam uma vaga no time titular no lugar de Missirolli. Já no ataque, Matri é dúvida e Ragusa deve jogar no lugar de Berardi.  

Di Francesco, por sua vez, elogiou bastante o amigo Montella, afirmando que tinha certeza que o treinador faria o Milan crescer na temporada e disse estar contente por sua equipe estar jogando pela Europa, apesar de ter menos tempo para preparar a partida.

"Estou contente que o Milan tenha mais tempo para preparar o jogo, isso significa que estamos jogando algo tão bonito na Europa. Montella é um ótimo treinador, além de ser um amigo e eu tinha certeza que ele faria bem no Milan. Defesa? Eles estão muito bem ultimamente e precisamos melhor também nesse quesito", analisou.