Em briga na parte de cima da tabela, Roma busca recuperação diante da Internazionale

Giallorossi, em sétimo, e nerazurri, em terceiro, fazem o jogo mais importante da sétima rodada

Em briga na parte de cima da tabela, Roma busca recuperação diante da Internazionale
Foto: Giuseppe Bellini/Getty Images
Roma
Internazionale
Roma: Szczesny; Bruno Peres, Manolas, Fazio, Juan Jesus; De Rossi, Strootman; Florenzi, Nainggolan, Perotti; Salah. Técnico: Luciano Spalletti.
Internazionale: Handanovic; Ansaldi, Miranda, Murillo, Santon; Medel, João Mário; Candreva, Banega, Perisic; Icardi. Técnico: Frank de Boer.
INCIDENCIAS: Partida válida pela sétima rodada da Serie A, a ser realizada no estádio Olímpico, em Roma, na Itália.

Na parte de cima da tabela, a briga promete ser acirrada neste domingo (2). No estádio Olímpico de Roma, capital italiana, Roma e Internazionale se enfrentam, às 15h45, pela sétima rodada da Serie A. Separadas por apenas um ponto, as equipes realizam a partida mais importante da rodada.

Em sétimo lugar, com dez pontos, os giallorossi sofrem com a irregularidade no começo do campeonato. Nas últimas três rodadas, duas derrotas, para Fiorentina e Torino. Entre as derrotas, uma goleada sobre o Crotone por 4 a 0. Tanta oscilação fez com que o time caísse três posições na última rodada.

No terceiro lugar, com 11 pontos, a Inter sustenta uma invencibilidade de cinco jogos, sendo dois empates e três vitórias. Uma destas vitórias foi sobre a líder Juventus, resultado importante para segurar a equipe de Turim, permitindo ao time de Milão sonhar com a liderança em um futuro não tão distante.

Diante da Internazionale, Roma necessita vencer e convencer

Perante Fiorentina e Torino, equipes que estão no meio da tabela, duas derrotas difíceis de digerir. Nesse interim, a goleada sobre o lanterna Crotone não trouxe a paz que o time tanto precisa. Diante de seu adversário mais forte até agora, a Roma precisa mostrar serviço, se quiser ter ambições maiores na Serie A.

Essa incerteza no campeonato atinge até mesmo o treinador Luciano Spalletti"Até agora, nós não temos realmente dado uma forte indicação do que pretendemos", afirmou o comandante. A única ausência giallorossi é Vermaelen.

Até agora, 14 gols marcados e oito sofridos, revelando inconstância de esquema durante o jogo. Spalletti contra argumentou sobre isto dizendo que os números da posse de bola e das assistências apontam um bom caminho.

"Há ações e estatísticas que as pessoas não se importam de pensar. Nós temos os números óbvias como a posse de bola, objetivos, assistências. Mas há uma série de outros que você talvez não estão familiarizados com, ou não são tão interessado em, o que realmente dão uma boa ideia de como equilibrada a equipe é", declarou.

Sobre a montagem do time, Spalletti afirma que os treinos tem sido satisfatórios, apontando um caminho certo. Em relação ao adversário, o treinador sabe da força da Inter e que, a qualquer momento, isso se mostrará.

"Eu diria que temos treinado bem recentemente e que estamos no caminho certo. Precisamos nos concentrar no que podemos melhorar e, obviamente, levar os nossos adversários em consideração. A Inter é uma equipe forte, tal como a Roma, e mais cedo ou mais tarde eles vão mostrar o quão bons eles são", disse.

Grande começo de campeonato faz a Inter querer ir além

O empate em casa diante do Bologna por 1 a 1 na útlima rodada, após três vitórias em sequência, serviu para mostrar que é preciso estar sempre atento durante as partidas e, em um campeonato de pontos corridos, os erros podem ser fatais. Além disso, a derrota diante do Sparta Praga, pela Uefa Europa League, onde os nerazzurri demonstraram um desempenho pífio, acendeu o alerta.

Para a partida deste domingo, Frank de Boer terá a equipe quase completa a sua disposição. João Mário e Brozović estão de volta e podem ser utilizados. Quem também pode entrar, mas durante a partida, é Ansaldi. O jogador ainda não tem o rítmo necessário para atuar 90 minutos.

Elogiando bastante a si mesmo e ao rival, De Boer diz que os times precisam de tempo para mostrar o que podem. "Ambas as equipes querem ganhar. Somos duas equipes cheias de qualidade. Nós só precisamos de tempo para chegar onde nós merecemos ser. Roma tem a capacidade de vencer qualquer um.", afirmou.