Aos 37 anos e com muitas polêmicas, atacante Adrian Mutu anuncia aposentadoria

Após a 'era' Hagi na Romênia, o Briliantul foi o grande ídolo do futebol romeno, com passagens memoráveis pelo futebol italiano

Aos 37 anos e com muitas polêmicas, atacante Adrian Mutu anuncia aposentadoria
Foto: Divulgação/ Fiorentina

Um dos atacantes mais goleadores dos anos 2000 pendurou as chuteiras nesta última terça-feira (11). Com uma carreira marcada por muitos gols, recordes e polêmicas envolvendo uso de drogas e brigas judiciais, Adrian Mutu se despediu do futebol aos 37 anos, após ter tido uma passagem apagada no Targu Mures, da Romênia, na temporada passada, fazendo apenas quatro jogos e não marcando nenhum gol.

Mutu brilhou com as camisas do Hellas Verona, Parma e Fiorentina, sendo considerado inclusive, um grande ídolo dos torcedores da Viola. Na carreira, o romeno atuou em 522 partidas, marcando 199 gols. Pela seleção, foram 77 jogos e 35 gols, ficando lado a lado com Gheorghe Hagi, único atleta do país que havia conseguido chegar a números como estes.

Após oficializar o fim da carreira, Mutu deu uma em entrevista à rádio Europa FM, confirmando que está se preparando para iniciar a carreira como treinador: "Acabou para mim. Hoje eu comecei a frequentar a escola de treinamento, onde estamos treinando as crianças entre seis e oito anos", disse o mais novo ex-atleta, e prosseguiu: "Em meados de novembro, eu vou terminar de estudar para a minha licença B, embora fazendo um que obriga-me a ser um assistente técnico na primeira divisão romena", contou.

O consagrado atacante ainda disse qual foi o primeiro pedido como treinador aos seus jovens comandados: "Quando entrei no vestiário, as primeiras coisas que eu pedi foram seriedade, disciplina e pontualidade", concluiu.

​                                   

Polêmicas e a carreira com poucos títulos conquistados

Na carreira de Mutu tiveram muitos gols, mas o que faltou na trajetória do atacante romeno foram títulos. No total, ele conquistou apenas quatro, que foram: uma Premier League, uma Serie A, uma Liga Romena e uma Taça da Romênia

Jogando pelo Chelsea, que havia sido recentemente comprado pelo milionário russo Roman Abramovich, Mutu passou pelos momentos mais difíceis da carreira. Após ter jogado muito bem no Hellas Verona e Parma, os Blues se interesseram no romeno e pagaram 22,5 milhões de euros para tê-lo. O começo foi muito promissor, marcando quatro gols em três partidas, mas depois nada começo a dar certo. 

O romeno teve uma relação difícil com José Mourinho no Chelsea. O jogador ainda não passou em um teste de drogas para a cocaína em setembro de 2004.  Resultando em uma multa de 20 mil libras a partir da  The FA (Football Association), pegando também um gancho de sete meses sem poder jogar. Além disso, por ter quebrado uma cláusula contratual na equipe londrina, atacante e clube foram parar na justiça, sendo Mutu condenado à pagar uma quantia de 17 milhões de euros ao Chelsea.

Em 2011, Mutu também foi suspenso da seleção romena após ter sido flagrado bebendo em um bar com seu companheiro de equipe, Gabriel Tamas, enquanto os demais jogadores estavam jogando um amistoso contra San Marino. Já em 2013, Mutu novamente foi impedido de jogar pela Romênia, depois de ter publicado no seu Facebook, uma imagem do gerente de futebol da seleção romena, Victor Piturca, com o Mr. Bean.

Carreira de Adrian Mutu

Mas apesar de toda essa controvérsia, Mutu ganhou quatro vezes o prêmio de jogador romeno do ano, ficando atrás somente de Gheorghe Popescu, com seis e Gheorghe Hagi, com sete. 

O ex-atacante foi reveledo pelo tradicional Arges. Tendo passagens por Dinamo Bucaresti, Internazionale, Hellas Verona, Parma, Chelsea, Juventus, Fiorentina, Cesena, Ajaccio, Petrolul Ploiesti, Pune City e Targu Mures. Ma seleção, Mutu nunca jogou uma Copa do Mundo, mas disputou duas Eurocopas (2000 e 2008).