Montella descarta Fàbregas no Milan: "Não tem as mesmas características que Montolivo"

Treinador do Diavolo afirma que equipe precisa de um jogador que tenha predicados semelhantes ao do capitão, que não deve mais atuar na temporada

Montella descarta Fàbregas no Milan: "Não tem as mesmas características que Montolivo"
Fàbregas estaria na mira do Milan para o início de 2017 (Foto: Julian Finney/Getty Images)

Nessa quarta-feira (12), Vincenzo Montella, treinador do Milan, comentou acerca da lesão de Riccardo Montolivo em entrevista ao jornal italiano Corriere dello Sport. O técnico foi enfático ao dizer que o volante italiano é quase insubstituível no atual elenco rossonero e contou que queria colocar o jovem Manuel Locatelli, reserva imediato, aos poucos no time titular.

"Creio que [Montolivo] seja insubstituível, porque é um jogador que contribui bastante defensivamente e ofensivamente para o time. Será uma perda maior do que o imaginado. Criticas sobre ele? Por ser o capitão do time nesses anos em que os resultados foram abaixo do esperado, é normal que ele seja o mais criticado, mas é um atleta que ajuda muito dentro e fora de campo", afirmou.

"Locatelli? Não sei se ele já está pronto, mas comigo ele sempre entrou nos momentos importantes da partida e isso quer dizer que confio nele. Entretanto, é justo recordar que ele jogou apenas 5/6 pedaços de partidas. Eu gostaria de fazê-lo atuar com mais calma", analisou o treinador italiano de 42 anos. 

Montella falou também sobre possíveis substitutos para Montolivo e parece ter descartado uma possível vinda do espanhol Cesc Fàbregas, do Chelsea, por não ter as mesmas características do experiente italiano: "Reforço em janeiro? Necessito de um jogador com as características identicas às de Montolivo, ou seja, um jogador que contribua nas duas fases e que também saiba jogar em um meio de campo com dois homens. Fàbregas? Não creio que tenha essas características", afirmou. 

Foto: Marco Luzzani/Getty Images
Foto: Marco Luzzani/Getty Images

Por fim, contou uma história engraçada com o presidente Silvio Berlusconi em relação ao ataque rossonero e revelou que ele quer um Milan cada vez mais jovem e italiano. "Temos tantos jovens por conta do projeto de Berlusconi que quer o time com os onze titulares italianos e jovens. As vezes quando nos falamos, ele me diz: quais são os dois atacantes e eu respondo: por que não podemos jogar com três?", concluiu.