Torcedores da Internazionale atacam Icardi após 'mentiras' em seu livro: "Estamos horrorizados"

Curva Nord criticou o atacante e pediram para que ele deixe a condição de capitão da equipe

Torcedores da Internazionale atacam Icardi após 'mentiras' em seu livro: "Estamos horrorizados"
Icardi foi vaiado na derrota da Inter para o Cagliari, neste domingo (16), em Milão (Foto: Pier Marco Tacca/Getty Images)

De contrato renovado com a Internazionale, o atacante Mauro Icardi se envolveu em uma grande polêmica com a torcida do clube italiano devido a um relato em sua autobiografia “Sempre avanti”, lançada recentemente. No livro, o argentino reporta um incidente que aconteceu após a derrota para o Sassuolo, por 3 a 1, em Reggio Emilia, no dia 1º de fevereiro de 2015.

Icardi descreve na autobiografia que ao cumprimentar a torcida da Inter, cujo protestava contra a atuação da equipe, percebeu uma criança pedindo por sua camisa. Ele tirou a vestimenta e entregou ao garoto. No entanto, os torcedores tiraram a camisa das mãos do menino e atirou a peça novamente a Icardi. O jogador, então, se enfureceu e confrontou os ultras (componentes da torcida organizada interista).

Após o lançamento do livro, a torcida organizada da Inter, Curva Nord, emitiu um comunicado pedindo para Icardi abrir mão da condição de capitão da equipe. “Estamos horrorizados. O livro é ridículo e, com respeito aos torcedores, há apenas mentiras. Um indivíduo como este não merece a braçadeira de capitão. Não há mais desculpas. A Inter simplesmente não merece isso. Você está acabado com a gente. Você está feito. Entregue a braçadeira de capitão, seu palhaço. Sim, isso que exigimos”, dizia a nota dos ultras.

Icardi, por sua vez, se mostrou contra aos questionamentos dos torcedores e admitiu estar indignado e decepcionado. “Estou surpreso e desapontado. Eu simplesmente queria resumir a atmosfera do acidente. É verdade que no livro que disse algumas frases exageradas. Na biografia, eu também escrevi que ‘usei palavras ameaçadoras para os torcedores e eu não deveria ter feito isso. Estou desapontado. Desapontado com o caos que foi criado. Eu simplesmente reportei a minha lembrança do incidente. Eu não queria ofender ou desrespeitar ninguém”, explicou o atleta, em uma publicação na sua conta no Instagram.

A braçadeira de capitão é representa a realização dos meus sonhos de infância. Eu sempre tento fazer gols porque eu amo a Inter. Espero que vocês entendam como são importantes e o quanto respeito vocês. Eu só peço uma coisa: fiquem com a Inter como sempre ficaram, porque os meus colegas e eu precisamos de vocês. Com carinho, Mauro”, acrescentou.

A Curva Nord não aceitou as desculpas e vaiou Icardi quando o atacante entrou em campo para fazer o aquecimento antes do duelo contra o Cagliari, neste domingo (16), no Giuseppe Meazza, pela oitava rodada da Serie A. Para completar, o camisa 9 perdeu um pênalti no primeiro tempo. Após mandar a penalidade para fora, os torcedores ironicamente aplaudiram e xingaram o argentino.

"Você não é um homem... Você não é um capitão... Você é apenas um pedaço de m....", dizia uma faixa na arquibancada do Giuseppe Meazza para o jogo contra o Cagliari (Foto: Reprodução)
"Você não é um homem... Você não é um capitão... Você é apenas um pedaço de m....", dizia uma faixa na arquibancada do Giuseppe Meazza durante o jogo contra o Cagliari (Foto: Reprodução)