Com três indicações, Juventus é o único time italiano a fornecer jogadores à Bola de Ouro 2016

Buffon, Dybala e Higuaín são os representantes da liga italiana na lista de 30 candidatos

Com três indicações, Juventus é o único time italiano a fornecer jogadores à Bola de Ouro 2016
Dupla está presente na lista de 30 candidatos à Bola de Ouro 2016 (Foto: Marco Bertorello/AFP)

Destaques da Juventus, Gianluigi Buffon, Paulo Dybala e Gonzalo Higuaín foram premiados pela excelente performance neste ano. Os três são os escolhidos da revista France Football para representar o futebol italiano na disputa pelo prêmio Bola de Ouro 2016. E não é para menos.

Bola de Ouro 2016: Neymar é o único brasileiro entre os 30 finalistas

Aos 38 anos, Buffon provou que continua sendo um dos melhores goleiros do planeta. Almejando jogar até a Copa do Mundo de 2018, o veterano fez defesas milagrosas, quebrou recordes e impediu que os adversários balançassem as redes da Juve. Nem mesmo as recentes falhas contra a Espanha e a Udinese foram capazes de manchar o 2016 do camisa 1.

Buffon, uma bandeira da Juventus (Foto: Marco Luzzani/Getty Images)
Buffon, uma bandeira da Juventus (Foto: Marco Luzzani/Getty Images)

Ainda que os gols tenham demorado a sair no início da atual temporada, Dybala teve um ano acima das expectativas na Juve. Foi decisivo em muitos jogos, marcou belos gols e terminou a Serie A 2015/16 como vice-artilheiro, com 19 tentos em 35 jogos. Criou-se a expectativa de que o argentino pudesse usar a camisa 10 nesta temporada, mas ele preferiu continuar com a 21. E assim como Zinedine Zidane – outro que brilhou com o número 21 nas costas –, Dybala caminha a passos largos para se tornar um dos jogadores mais completos do mundo.

Higuaín e Dybala: atacantes fatais da Juve (Foto: Gabriele Maltinti/Getty Images)
Higuaín e Dybala: atacantes fatais da Juventus (Foto: Gabriele Maltinti/Getty Images)

Por fim, Higuaín, vide o jogador mais caro da Itália e o terceiro mais valioso do mundo. Muito da indicação de ‘Pipita’ à Bola de Ouro deste ano passa por seu rendimento absurdo na última temporada, quando defendia o Napoli. Para se ter uma ideia, o argentino quebrou o recorde de gols na Serie A, superando Gunnar Nordahl, ex-atacante do Milan na década de 1940 e 1950. Depois, rumou à Juventus em uma negociação muito polêmica. Mas contestações à parte, Higuaín continuou com seu faro artilheiro no clube de Turim neste início de temporada, fato que o credenciou ainda mais para integrar a lista dos 30 finalistas.

Único italiano na lista

Gianluigi Buffon é o único atleta nascido na Itália presente na lista de 30 nomes indicados ao prêmio Bola de Ouro 2016. Assim, o goleiro se junta a Pierre-Emerick Aubemayang (Borussia Dortmund - Gabão), Gareth Bale (Real Madrid - País de Gales), Kevin De Bruyne (Manchester City - Bélgica), Zlatan Ibrahimovic (Manchester Unites - Suécia), Robert Lewandowski (Bayern de Munique - Polônia), Riyad Mahrez (Leicester City - Argélia), Luka Modric (Real Madrid - Croácia), Neymar (Barcelona - Brasil) e Arturo Vidal (Bayern de Munique - Chile) com somente um representante por país.

O último atleta italiano a conquistar a Bola de Ouro foi o ex-zagueiro Fabio Cannavaro, em 2006. Criado em 1956, a premiação já parou nas mãos de cinco italianos: Omar Sivori (1961), defendendo a Juventus; Gianni Rivera (1969), defendendo o Milan; Paolo Rossi (1982), defendendo a Juventus; Roberto Baggio (1993), defendendo a Juventus; e Fabio Cannavaro (2006), defendendo o Real Madrid.