Roma vira contra Sassuolo fora de casa e mantém caça à liderança

Notícia ruim na vitória romana por 3 a 1 foi a lesão de Florenzi, que deve ficar fora do restante da temporada

Roma vira contra Sassuolo fora de casa e mantém caça à liderança
Foto: Getty Images
Sassuolo
1 3
Roma
Sassuolo: Consigli; Gazzola (Lirola), Cannavaro, Acerbi, Peluso; Mazzitelli, Pellegrini; Positano, Defrel, Adjapong (Ricci); Matri (Biondini).
Roma: Szczesny; Florenzi (Totti), Manolas, Fazio, Emerson; De Rossi, Strootman (Paredes); Salah, Nainggolan, El Shaarawy (Rudiger); Dzeko.
Placar: 1-0, min. 12, Cannavaro. 1-1, min. 57, Dzeko. 1-2, min. 76, Dzeko. 1-3, min. 78, Nainggolan.
ÁRBITRO: Antonio Damato (ITA) Cartões amarelos para: Mazzitelli (S), Pellegrini (S), Lirola (S)

Com dificuldades, a Roma venceu o Sassuolo por 3 a 1 fora de casa, e segue na vice-liderança da Serie A. Após sair atrás com gol de Cannavaro, o clube da capital virou com dois gols do artilheiro do campeonato Dzeko e Nainggolan.

Com o resultado, a Roma vai a 22 pontos, e segue na vice-liderança, enquanto o Sassuolo vai a 13ª posição, com 13 pontos. Na próxima rodada, a Roma irá enfrentar o Empoli, fora de casa, no domingo (30). Enquanto isso, o Sassuolo irá a capital enfrentar a Lazio, também no domingo. 

Sassuolo sai na frente na primeira etapa apesar de domínio romanista

O jogo era igual nos primeiros minutos, até que aos 12 minutos de jogo, o time da casa saiu na frente: O levantamento perfeito de Politano encontrou Paolo Cannavaro, que subiu mais alto que a defesa romanista e faz um cabeceio à queima-roupa bem no canto direito. O arremate foi potente e preciso, sem chance para Szczesny. Placar aberto a favor do Sassuolo.

A partir daí, a Roma passou a criar mais chances na partida: primeiro aos 26, em chute de fora de Nainggolan que passou perto da meta neroverdì. Nos minutos finais, duas boas chances para os romanistas: Aos 40, Salah recebeu cruzamento da entrada da área e tocou à esquerda do gol de Consigli. Três minutos depois, aos 43, foi a vez de Dzeko acertar o travessão, mas a primeira etapa terminaria com vantagem do time da casa.

Roma vira o jogo na segunda etapa com a marca do artilheiro

No segundo tempo, após minutos sem grandes ações, a pressão romanista que já acontecia na primeira etapa, finalmente surtiu efeito: aos 11 minutos, Salah faz um passe perfeito no meio da defesa e acionou Dzeko, que ficou frente a frente com o goleiro e fuzilou à queima-roupa no canto direito, para empatar o jogo para os giallorossi.

O Sassuolo não teve grandes chances na segunda etapa, e aos 30 minutos, o espanhol Pol Lirola perdeu a bola pra Dzeko, tentou recuperá-la e derrubou o bósnio na área: pênalti que o próprio camisa 9 romanista bateu e converteu, chutando no canto esquerdo, sem chances para Consigli. Foi o décimo gol do artilheiro do campeonato, e que alcançou a marca que Batistuta havia feito em 2000-01, temporada do mágico Scudetto romanista: 10 gols em 10 jogos. 

A Roma ainda fechou o jogo com um gol aos 32 minutos, quando Dzeko lançou El Shaarawy, que chutou, e no rebote do goleiro Consigli, Nainggolan aproveitou pra marcar e fechar o placar, para concretizar a quarta vitória consecutiva giallorossa no campeonato.

A preocupação nos minutos finais ficou após a saída de Florenzi, que se machucou com suspeita de rompimento dos ligamentos do joelho e saiu de maca, com o jogador chegando a declarar ao técnico Luciano Spalletti com "mister, rompi os ligamentos do joelho", como captado pela transmissão. Mas com o apito final do árbitro, a festa era dos jogadores pelos três pontos.