Roma fica no zero com Empoli e deixa Juventus isolada na liderança da Serie A

Giallorossi chegam próximo do gol na primeira etapa, mas diminuem o ritmo no segundo tempo e veem arqueiro Skorupski brilhar

Roma fica no zero com Empoli e deixa Juventus isolada na liderança da Serie A
Foto: Gabrielle Maltinti/Getty Images
Empoli
0 0
Roma
Empoli: Skorupski; Bellusci, Veseli, Costa, Pasqual; Diousse (Marcel Buchel, min.75), Saponara, Croce, Krunic (Tello, min.55); Gilardino (Maccarone, min.66), Pucciarelli.
Roma: Szczesny; Rudiger (Juan Jesus, min.66), Fazio, Emerson (Bruno Peres, min.53), Manolas; Nainggolan, Paredes, De Rossi (Perotti, min.82); Salah, Dzeko, El Shaarawy.
ÁRBITRO: Marco Di Belo. Veseli (min.10), Bellusci (min.17), Manolas (min.29), Pasqual (min.35), Diousse (min.62), Gilardino (min.66), De Rossi (min.66), Salah (min.92).
INCIDENCIAS: Partida válida pela 11ª rodada da Serie A 2016/17. Realizada no Estádio Carlo Castellani, em Empoli, na Itália.

Pontos desperdiçados e que certamente farão no fim da competição. Na tarde deste domingo (30), a Roma somente empatou contra o Empoli, no Carlo Castellani, em confronto válido pela  11ª rodada da Serie A. Tecnicamente superior durante toda a primeira etapa, faltou ambição à equipe de Luciano Spalletti, principalmente na etapa complementar, mas vale ressaltar a partida simplesmente fantástica de Lucasz Skorupski, que operou milagres e grandes defesas durante a partida.

O empate em Empoli deixa a Roma com quatro pontos atrás da líder Juventus, deixando a Velha Senhora isolada no topo após a vitória diante do Napoli no sábado (29). Os comandados de Luciano Spalletti recebem na próxima rodada o Bologna no Estádio Olímpico, visando se aproximar novamente do rival de Turim. Mas antes, a Roma defende a liderança do Grupo E da Uefa Europa League diante do Áustria Viena, vice-líder do grupo.

Mesmo contando com um elenco experiente, incluindo nomes de peso como os de Pasqual e Gilardino, o Empoli permanece há oito partidas sem vencer na Serie A. Na zona de rebaixamento por conta de obter um saldo de gols inferior ao do Pescara, e com apenas uma vitória na competição, conquistada ainda na terceira rodada diante do lanterna Crotone, a equipe azzurra volta a campo pelo no próximo domingo (6), quando enfrenta justamente o Pescara no Adriático, que também luta para se livrar das últimas colocações.

Com defesas monumentais, Skorupski garante a igualdade no placar na etapa inicial

Precisando da vitória para não perder a Juventus de vista, a Roma pressionou o adversário mesmo atuando fora de casa. Atleta giallorossi mas emprestado ao Empoli, o arqueiro Lukasz Skorupski mostrou serviço logo nos primeiros minutos. Primeiro quando defendeu brilhantemente uma cabeçada quase perfeita de Edin Dzeko, após uma linda jogada individual de Emerson. Logo em seguida foi a vez do polônes operar um milagre ao defender com o braço direito o chute à queima roupa de Mohamed Salah.

Com um pouco mais de confiança após um início arrasador e intenso da Roma, o Empoli foi equilibrando aos poucos a partida. Mesmo sem finalizar com muito perigo, a equipe da região da Toscana igualou a posse de bola e buscou o ataque da mesma maneira que seu adversário, mas falhava no último passe próximo à área giallorossa.

Aos 18' Bellusci falhou feio e teve que parar com falta a arrancada de Dzeko a um passo da grande área. O árbitro Marco Di Belo, atrapalhado, mostrou o que seria um segundo cartão amarelo para o defensor do Empoli, e em seguida apresentou o cartão vermelho, mas logo se corrigiu, já que era Veseli o único atleta em campo pendurado.

A jogada área em direção à Dzeko seguiu sendo a principal arma da Roma no jogo, especialmente com Emerson na ponta direita, que avançava com frequência. Mas a equipe voltou a levar perigo em uma jogada ensaidada pela direita, que terminou nos pés de El Shaarawy, que livre de marcação bateu firme, mas a zaga afastou para a linha de fundo.

No último lance que antecedeu o intervalo, Manuel Pasqual, ex-Fiorentina, cobrou falta com categoria que passou muito perto da meta de Szczesny.

Equipes diminuem o ritmo e o placar é mantido

Um dos destaques da primeira etapa, o defensor Emerson foi substituído na volta do intervalo por outro brasileiro, Bruno Peres. No Empoli, o colombiano Andrés Tello entrou na vaga de Krunic, buscando dar mais velocidade ao ataque dos donos da casa. Dentro de campo pouca coisa mudou. O Empoli tentava equilibrar o duelo nas ações ofensivas mas a Roma era quem chegava com mais perigo, e cada vez mais perto do primeiro gol. 

Aos 66' Gilardino invadiu a área em ótimas condições pra marcar para o Empoli, mas o atacante escolheu cair após o contato de Danielle De Rossi dentro da área, o árbitro bem posicionado nada assinalou e ainda puniu o atacante com um cartão amarelo. Bruno Peres de perna direita voltou a levar perigo a meta de Skorupski ao finalizar de fora da área, mas a bola teimava em não entrar.

Do outro lado, Saponara alcançou uma bola quase perdida, a bola sobrou para o experiente Maccarone que praticamente na pequena área finalizou pra fora, desperdiçando a melhor oportunidade do Empoli na partida. Perotti, que também havia entrado na etapa complementar, cruzou na medida para Dzeko que cabeceou mal pra longe da meta de Skorupski.

Em seguida Maccarone em impedimento diminuiu o ritmo e deixou Pasqual ultrapassá-lo, com a defesa completamente paralisada a Roma viu Pasqual soltar uma bomba que obrigou Szczesny a fazer uma grande defesa, impedindo um resultado ainda pior para os giallorossi. No último lance do jogo, El Shaarawy de perna esquerda bateu bonito, mas novamente ele, Skorupski brilhou mantendo a igualdade no placar.