Presidente do Napoli admite que tentou a contratação de Aubameyang

Aurelio De Laurentiis confessa que buscou nos últimos três anos a aquisição do atacante do Borussia Dortmund

Presidente do Napoli admite que tentou a contratação de Aubameyang
Aubameyang é destaque do Borussia Dortmund (Foto: Getty Images)

O presidente do Napoli, Aurelio De Laurentiis, falou nesta quarta-feira (2) à Radio Kiss Kiss Napoli, dentre os assuntos tratados, sobre a falta que Arkadiusz Milik, lesionado, vem fazendo ao ataque partenopeo. O homem número um de Nápoles também comentou sobre a tentativa de trazer Pierre-Emerick Aubameyang, atacante do Borussia Dortmund, para a Itália.

"Nós não esperávamos que Milik estivesse fora por tanto tempo, mas esperamos tê-lo de volta em 15 de janeiro. O estilo de futebol de Sarri requer características específicas. É muito difícil para um homem de futebol como Sarri encontrar os elementos certos para sua filosofia. Muitas pessoas me dão conselhos sobre o line-up, e é algo que eu aprecio, pois mostra amor e participação na equipe, mas no final o treinador é quem decide. Os torcedores não estão interessados ​​em equilíbrio tático", afirmou.

Desde a lesão de Milik, quem assumiu o ataque do Napoli foi Manolo Gabbiadini, que tem por característica ficar mais estático dentro da área. O modo como Sarri pensa o futebol exige muita movimentação de seus homens de frente. Mesmo Gonzalo Higuaín, na temporada passada, saia da área para buscar o jogo em determinados momentos. O novo contratado dos Azzurri vinha desempenhando bem essa função antes de sua lesão. A alternativa para o treinador napolitano vem sendo apostar em Dries Mertens na função de falso 9, o que, apesar de não ser totalmente efetivo, acaba funcionando melhor diante da má fase de Gabbiadini.

Sobre Aubameyang, especulado na equipe do sul da Itália nas últimas janelas de transferência, De Laurentiis admitiu interesse no atleta. “Eu tenho falado sobre Aubameyang por três anos, mas eu finalmente percebi que ele não é uma necessidade para o Napoli", desconversou. 

Contudo, tirar Aubameyang do Borussia Dortmund não seria nada barato. O jogador é muito valorizado na Alemanha. Desde que chegou por lá, disputou 156 partidas, e marcou 90 gols.