Icardi prefere técnico italiano a estrangeiro na Inter e destaca Champions como meta do clube

Para capitão da equipe, seria melhor contratar um comandante que já conhece a Serie A; Stefano Pioli deve ser o futuro treinador do time

Icardi prefere técnico italiano a estrangeiro na Inter e destaca Champions como meta do clube
Foto: Claudio Villa/Internazionale

Capitão da Internazionale, o atacante Mauro Icardi afirmou que, devido ao atual momento do clube, seria melhor haver um técnico italiano à frente da equipe. Após 84 dias, o holandês Frank de Boer foi demitido do comandando nerazzurro e recebeu muitas críticas da imprensa por não conseguir corresponder às expectativas na Itália.

De Boer demitido: Internazionale faz mais uma vítima da 'síndrome pós-Mourinho'

Se chegar um treinador italiano vai ser melhor porque ele já conhece a Serie A. Estamos quase no Natal, então não há tempo a perder”, disse Icardi, em entrevista ao canal Mediaset Premium, após a vitória sobre o lanterna Crotone, nesse domingo (6).

No momento, a imprensa italiana crava o italiano Stefano Pioli como o futuro treinador da Inter. O nome de Gianfranco Zola, ex-Cagliari, também chegou a ser ventilado em Milão, tal como Marcelino, espanhol que deixou em agosto o Villarreal. Mas ambos os negócios não progrediram.

Os veículos afirmam, ainda, que Pioli assinará contrato até 2018 e chamará Walter Samuel, ex-zagueiro, para compor a comissão técnica. O defensor ficou nove temporadas na Inter (2005 a 2014), aposentando-se neste ano após defender o Basel, da Suíça.

Champions League

A Inter ocupa a nona colocação da Serie A, tendo conquistado 17 pontos em 12 rodadas. Está a oito do primeiro time dentro da zona de classificação à Uefa Champions League, o rival Milan.

Apesar da distância, Icardi garante que a meta do clube é alcançar ao fim da temporada uma vaga na maior competição de clubes do planeta. “A Champions é sempre o objetivo da equipe. Devemos continuar a fazer bem. Vamos ver onde estaremos em maio”, declarou.