Inter sofre pressão com superioridade numérica, mas bate Fiorentina e sobe na tabela

Time de Milão abriu 3 a 0 com 20 minutos, mas levou pressão da Viola que chegou a descontar para 3 a 2, mas gol de Icardi aos 91 garante vitória nerazzura

Inter sofre pressão com superioridade numérica, mas bate Fiorentina e sobe na tabela
Inter ultrapassou Viola com vitória no Meazza (Foto: Uefa.com/Getty Images)
Internazionale
4 2
Fiorentina
Internazionale: Handanovic; D'Ambrosio, Ranocchia, Miranda, Ansaldi; Brozovic, Kondogbia (João Mário, intervalo); Candreva (Éder, min. 79), Banega (Felipe Melo, min. 69), Perisic; Icardi. Técnico: Stefano Pioli
Fiorentina: Tatarusanu; Salcedo, Gonzalo, Astori; Tello (Josh Pérez, min. 75), Badelj, Borja Valero, Milic (Tomovic, intervalo); Ilicic, Bernardeschi (Chiesa, min. 65); Kalinic. Técnico: Paulo Sousa
Placar: 1-0, min. 3, Brozovic. 2-0, min. 9, Candreva. 3-0, min. 19, Icardi. 3-1, min. 37, Kalinic. 3-2, min. 62, Ilicic. 4-2, min. 90+1, Icardi
ÁRBITRO: Antonio Damato, auxiliado por Filippo Meli e Marco Barbirati. Amarelos: Kondogbia, Brozovic, Miranda, Felipe Melo, Ranocchia, Ansaldi (INT); Salcedo, Badelj, Borja Valero (FIO). Vermelho: Gonzalo (FIO)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 14ª rodada da Serie A Tim 2016-17, no Stadio Giuseppe Meazza, em Milão, Itália

Em um dos grandes jogos da edição 2016-17 da Serie A, a Internazionale bateu a Fiorentina por 4 a 2 e pegou o elevador na tabela de classificação. Brozovic, Candreva e Icardi fizeram 3 a 0 com menos de 20 minutos, mas Kalinic descontou ainda no primeiro tempo. A Viola ainda perdeu o capitão Gonzalo expulso no fim do primeiro tempo, porém pressionou na segunda etapa, fez mais um com Ilicic, mas levou o quarto gol com Icardi aos 91.

Agora a Inter chega a três jogos sem derrota no Italiano e sobe para o 8º lugar, com 21 pontos em 14 jogos. Com uma partida a menos, a Viola perde sua sequência de seis jogos invicta e ocupa a 9ª colocação, com 20.

A Inter volta a campo na próxima sexta-feira (2/12) contra o Napoli, fora de casa, às 17h45. Já a Fiorentina joga no domingo (4/12) em casa contra o lanterna Palermo, às 17h45.

Inter abre larga vantagem, Viola reage, mas vê capitão expulso no fim

A Inter teve um começo dos sonhos no Meazza. Logo aos 3, após cruzamento de Ansaldi da esquerda, a zaga da Fiorentina afastou parcialmente e Brozovic bateu forte da entrada da área para abrir o placar logo no início em Milão. Atrás no placar logo no início, a Fiorentina se lançou a frente e a estratégia fez o time chegar perto do gol adversário, mas deu espaço para os mandantes.

Aos 7, Bernardeschi recebeu na entrada da área, arriscou e Handanovic soltou. No rebote, o goleiro esloveno se recuperou salvando a finalização de Kalinic, mas o jogo já estava paralisado por impedimento. Dois minutos depois, Perisic entrou na área pela esquerda, Tatarusanu deu um tapa para afastar, mas a bola sobrou livre para Candreva, que só escorou para o gol para fazer 2 a 0.

O jogo continuou aberto em Milão e a Fiorentina continuava tentando seu gol para voltar ao jogo, mas a Inter mantinha-se bem postada para buscar aumentar a vantagem. Aos 11, Valero recebeu de Bernardeschi dentro da área, meteu no meio das pernas de Miranda e saiu na cara de Handanovic, que saiu bem do gol e travou a finalização do espanhol.

Aos 19, Icardi recebeu dentro da área, deixou Gonzalo no chão e mesmo com zagueiros a frente bateu de canhota para fazer o terceiro. A Inter caminhava para uma vitória importante. Três minutos depois, mais Fiorentina no ataque. Milic saiu com espaço dentro da área, mas Handanovic fechou bem o ângulo e fez a defesa.

A Viola tomou conta da posse de bola após o terceiro da Inter, que tentava buscar espaços para achar mais gols, mas tinha uma defesa pouco confiável contra a movimentação dos avançados da Viola. Aos 32, Ilicic bateu falta de longe e colocou no canto esquerdo, mas Handanovic voou e mandou para escanteio. Aos 37, em grande lançamento de Badelj para a área, Kalinic ganhou na corrida de Candreva e bateu na saída de Handanovic para descontar no Meazza.

A Fiorentina ia esperançosa para o intervalo, mas aos 45, mais um punhal do coração do time de Florença. Em contra-ataque puxado pelo meio, Icardi avançou pela direita, foi derrubado por Gonzalo Rodríguez na entrada da área e o árbitro Antonio Damato decidiu de forma polêmica expulsar de forma direta o zagueiro da Fiorentina. Na cobrança da falta, Banega colocou no canto esquerdo, mas Tatarusanu espalmou. Assim, a Inter foi com uma confortável vantagem de 3 a 1 no placar e de 11 a 10 no número de jogadores.

Viola assusta, mas Icardi resolve no fim

A Fiorentina voltou para o segundo tempo sem medo de se lançar ao ataque apesar da inferioridade numérica e o que se viu no Meazza foi um jogo muito intenso e de chances para os dois lados. Aos 6, Ilicic avançou pelo meio e arriscou de pé direito da entrada da área, mas Handanovic defendeu no susto. No minuto seguinte, Perisic avançou pela esquerda, foi a linha de fundo e cruzou para Banega, que bateu de primeira, mas Tatarusanu pegou no reflexo em dois tempos.

Aos 12, após tabela de Banega com Icardi, Perisic recebeu livre na esquerda e bateu forte, mas Tatarusanu raspou na bola e ela explodiu na trave. Três minutos depois, mais uma chance dos mandantes. Candreva recebeu lançamento de João Mário com espaço na direita da área e arriscou chute, porém outra vez Tatarusanu apareceu para fazer a defesa.

A Viola manteve uma postura ousada e foi recompensada aos 17. Ilicic recebeu grande lançamento de Valero no contra-ataque, avançou pela esquerda e bateu cruzado. A bola desviou, subiu e matou o goleiro Handanovic, que nada pode fazer para evitar o 3 a 2. A Inter quase matou o jogo dois minutos depois, Candreva arriscou chute de fora da área, a bola explodiu em Astori e pegou Tatarusanu no contrapé, mas ela passou raspando a trave esquerda da Viola.

A Fiorentina terminou o jogo com mais posse de bola - 55% -, e esteve rondando a área interista por longo tempo no segundo tempo. Ao longo dos 45 finais, o time de Florença foi perdendo fôlego por conta do desgaste e Paulo Sousa lançou os jovens Chiesa e Josh Pérez, que fez sua estreia como profissional.

Aos 32, Badelj recebeu de Chiesa na entrada da área e arriscou de longe, mandando com perigo sobre o gol interista. Dois minutos depois, em contra-ataque puxado pela esquerda, João Mário recebeu de Perisic livre de frente para Tatarusanu, mas mandou por cima de forma inacreditável.

A Inter viu-se ameaçada até os minutos finais, mas, aos 46, Perisic fez jogada pela direita, arriscou de pé esquerdo e Tatarusanu salvou. Mas, no rebote, Icardi ficou livre e mandou para as redes para acabar com a agonia da torcida nerazzuri e fechar o placar em 4 a 2.