Napoli e Internazionale se enfrentam de olho em ascensão na tabela da Serie A

Equipes ocupam posições abaixo da zona de classificação para as ligas europeias; time de Milão deve prestar homenagem à Chapecoense

Napoli e Internazionale se enfrentam de olho em ascensão na tabela da Serie A
Foto: Valerio Pennicino/Getty Images
Napoli
Internazionale
Napoli: Reina; Hysaj, Koulibaly, Albiol, Ghoulam; Hamsík, Diawara, Allan; Insigne, Gabbiadini, Callejón. Técnico: Maurizio Sarri.
Internazionale: Handanovic; Ansaldi, Miranda, Murillo, D’Ambrosio; Brozovic, Kondogbia; Candreva, Banega, Perisic; Icardi. Técnico: Stefano Pioli.
ÁRBITRO: Nicola Rizzoli (ITA).
INCIDENCIAS: Partida válida pela 15ª rodada da Serie A, a ser realizada no estádio San Paolo, em Nápoles, na Itália.

De olho em posições melhores na classificação da Serie ANapoli e Internazionale medem forças nesta sexta-feira (2), às 17h45 (de Brasília), no estádio San Paolo, em Nápoles. O confronto é válido pela 15ª rodada da liga italiana.

Os mandantes vêm de um empate com sabor de derrota, também jogado em casa, diante do Sassuolo na última segunda-feira (28). A partida, que terminou em 1 a 1, fez com que os napolitanos despencassem para a sétima posição na tabela, com 25 pontos, distanciando-se ainda mais da zona de classificação para os torneios continentais.

Por outro lado, os nerazzurri chegam de uma importante vitória, em casa, sobre a Fiorentina, por 4 a 2, também na segunda-feira. O resultado deu animo para que a equipe de Milão se aproximasse das primeiras colocações. Agora, a Inter ocupa a oitava colocação, com 21 pontos, quatro a menos que o rival desta sexta-feira.

O recente histórico de confrontos na cidade de Nápoles é amplamente favorável ao time da casa. Nos últimos dez jogos, o Napoli não perdeu nenhum para os rivais. A última vitória da Internazinoale no San Paolo ocorreu na temporada 1997/98 – um triunfo por 2 a 0. Para piorar a situação dos visitantes, nas últimas quatro partidas disputadas fora de casa na Serie A, a Inter perdeu três e empatou uma.

Sarri poderá poupar alguns titulares por conta da Champions

O comandante partenopeo Maurizio Sarri pode optar por não utilizar força máxima diante da Internazionale, em virtude da decisão do meio de semana diante do Benfica, pela Uefa Champions League. Na competição euripeia, o clube do sul da Itália necessita de um empate para se garantir nas oitavas de final do torneio. Porém, a recente onda de maus resultados da equipe deverá forçar Sarri a usar o que de melhor seu elenco oferece.

Para a partida diante da Inter, o treinador tem apenas dois desfalques. O ainda lesionado Arkadiusz Milik e o suspenso Dries Mertens, que levou o terceiro cartão amarelo diante do Sassulo na última rodada. O treinador deverá optar pelo ingresso de Manolo Gabbiadini no lugar do belga. O atacante italiano vem sendo duramente criticado pela imprenssa e torcida, por passar por má fase e não ter substituído à altura o polonês Milik.

O lateral do Napoli, Faouzi Ghoulam, concedeu entrevista nessa quinta-feira (1º) à Rádio Kiss Kiss e comentou sobre a período sem gols de Gabbiadini.

"Manolo Gabbiadini está indo bem e estamos confiando nele. Ele precisa de confiança. Ele é um futebolista fantástico, mas está faltando algo agora. Ele vai jogar bem. Amanhã [sexta-feira] queremos vencer e saborear a vitória. Não será fácil, mas vamos dar tudo diante dos nossos torcedores", garantiu o defensor.

Pioli deve repetir escalação usada diante da Fiorentina

O treinador nerazzurro Stefano Pioli poderá contar com os 11 atletas que iniciaram o jogo contra a Fiorentina, na última segunda-feira. O comandante só não terá à disposição três jogadores, todos lesionados: Davide SantonGary Medel e Rodrigo Palacio.

Em entrevista coletiva nessa quinta-feira, pós-treino, o técnico da Inter ressaltou a importância do jogo, além de enaltecer o o time de Maurizio Sarri. "O Napoli é um adversário forte, e o jogo será em um campo difícil. Diminuiremos o espaço para tentar vencer. Será um jogo importante para as duas equipes", disse.

Assim como várias clubes europeus estão fazendo, o time de Milão deve prestar uma homenagem à Chapecoense, que perdeu jogadores e comissão técnica no trágico acidente aéreo na madrugada da última terça-feira (29/11), em Medellín, na Colômbia, ocasionando a morte de 71 pessoas. Segundo a imprensa italiana, o atacante e capitão da equipe, Mauro Icardi, carregará o escudo do clube catarinense em sua braçadeira.