Roma vence Tottenham em jogo com três gols nos últimos cinco minutos

Equipe italiana vencia por 2 a 0 até os 42 minutos da segunda etapa, quando cedeu o empate, mas acabou marcando novamente nos acréscimos

Roma vence Tottenham em jogo com três gols nos últimos cinco minutos
Tumminello (à esq.) comemora seu gol sendo observado por Ünder, que também deixou sua marca (Foto: Robbie Jay Barratt-AMA/Getty Images)
Tottenham
2 3
AS Roma

É comum que os times tirem um pouco o pé em amistosos de pré-temporada, principalmente para evitar lesões mais sérias que possam prejudicar o desempenho dos jogadores durante os campeonatos. No entanto, não foi o que aconteceu na vitória da Roma por 3 a 2 sobre o Tottenham pela International Champions Cup. As duas equipes entraram com fome de bola na partida, que só foi decidida nos últimos cinco minutos.

Antes dos 15 minutos, a Roma teve um pênalti marcado a seu favor e contou com a precisão habitual de Diego Perotti para abrir o placar. Na segunda etapa, predominaram entradas duras e Harry Kane protagonizou belos lances e a pior dividida da partida, quando acertou o tornozelo do zagueiro Manolas e quase iniciou uma grande confusão dentro de campo. No entanto, com a bola rolando, os giallorossi acabaram marcando o segundo com a promessa Cengiz Ünder. No fim, os londrinos acabaram diminuindo com Winks. Logo depois, Janssen aproveitou cruzamento de Nkoudou e deixou tudo igual. No entanto, na saída de bola, Tumminello recolocou os italianos à frente e garantiu a vitória da Roma.

As duas equipes seguem nos Estados Unidos e ainda têm mais uma partida pela competição amistosa. No próximo domingo (30), a Roma enfrenta a Juventus, em Foxborough. Enquanto isso, os Spurs também farão um clássico nacional, mas contra o Manchester City, no sábado (29). 

Roma abre o placar com gol de pênalti e vence primeira etapa

Escalada com alguns de seus principais titulares, a Roma abriu o placar logo no começo do jogo. Nainggolan tentou um cruzamento, a bola acertou a mão do defensor e a arbitragem apontou a marca da cal. Quem partiu para a bola foi o argentino Perotti, que aproveitou a chance para fazer o primeiro gol da partida. Pouco depois, o belga puxou belo contra-ataque e rolou para Defrel. O estreante puxou para a perna esquerda e tentou bater colocado, mas acabou mandando para fora.

O Tottenham quase chegou ao empate após grande finalização de Dembelé, que recebeu dentro da área, arriscou mesmo sem ângulo e viu a bola desviar na defesa antes de acertar o travessão de Alisson. Apesar de ser apenas um jogo de pré-temporada, as duas equipes mostravam vontade de vencer e não aliviavam nas divididas durantes a primeira etapa. Kolarov e Alderweireld se estranharam em dado momento, assim como Defrel e Walker-Pieters.

A equipe inglesa pressionava e, em excelente lançamento de Trippier, Kane fez domínio perfeito, arriscou de fora da área e Alisson apareceu bem para fazer a defesa, evitando o empate. O camisa 10 do time londrino ainda fez jogada espetacular, driblando Juan Jesus, mas acabou chutando em cima da zaga, desperdiçando boa oportunidade.

Segundo tempo é decidido no fim, com chuva de gols nos últimos minutos

Trazendo muitas mudanças de ambos os lados, a segunda etapa começou com uma grande chance para o Tottenham. Após cruzamento de Georgiou, Kane não conseguiu dominar, mesmo livre, e desperdiçou a bola para empatar. Logo na sequência, Ünder recebeu belo lançamento, venceu a defesa adversária na velocidade, mas acabou chutando por cima. Aos 7 minutos, Kane protagonizou um dos lances mais feios do jogo. Pressionando a saída de bola, entrou com um carrinho alto e acertou o tornozelo de Manolas, que acabou conseguindo retornar para a partida, mesmo sentindo muitas dores.

A reclamação por conta do lance foi tanta que o árbitro acabou por ordenar a expulsão de um dos membros da comissão técnica do Tottenham, fato bastante incomum para uma pré-temporada. No fim das contas, ninguém deixou o banco de reservas. Um princípio de confusão foi armado, novamente com participação do centroavante do Tottenham. Com a bola, enfim, rolando, Dele Alli arriscou de fora da área após boa troca de passes, a redonda desviou na zaga e quase entrou.

Se posicionando bem, Kane teve mais uma grande chance, mas demorou a finalizar e Héctor Moreno acabou travando bem a finalização. Após a cobrança de escanteio, Bruno Peres deu um susto nos torcedores da Roma, depois de receber cotovelada em disputa no alto. Reavaliado pelos médicos, acabou retornando ao gramado sem problemas.

Apesar da pressão dos ingleses, foi a Roma quem balançou as redes. Strootman apareceu quase como um ponta-esquerda, tentou o cruzamento e Wimmer cortou mal, dando praticamente uma assistência para Cengiz Ünder, que também vestiu a camisa giallorossa pela primeira vez, ampliar.  Já aos 40, Bruno Peres vacilou e Georgiou acertou boa finalização, mas parou em excelente defesa de Skorupski. Nos últimos minutos, Janssen acertou a trave e, no rebote, Winks aproveitou falha do goleiro polonês para diminuir a vantagem romanista.

Enganou-se quem pensou que a vitória da Roma já estava decretada. Depois de diminuir aos 42, o Tottenham manteve a pressão e, aos 45 minutos do segundo tempo, conseguiu igualar o marcador. Nkoudou avançou pela direita e cruzou para Janssen empatar. No entanto, logo na saída de bola, Strootman apareceu mais uma vez como ponta-esquerda e cruzou para o garoto Marco Tumminello mandar para o fundo das redes, colocando a Roma na frente novamente.


Share on Facebook