Com reta final alucinante, Lazio vence Juventus e conquista Supercopa Italiana

Equipe laziale domina ações, abre 2 a 0, mas vê rival reagir e empatar já nos minutos finais; gol da vitória veio nos acréscimos, dos pés de Alessandro Murgia

Com reta final alucinante, Lazio vence Juventus e conquista Supercopa Italiana
(Foto: Alberto Pizzoli/AFP/Getty Images)
Juventus
2 3
Lazio
Juventus: Buffon; Barzagli, Benatia (De Sciglio, min. 56), Chiellini, Alex Sandro; Khedira, Pjanic; Cuadrado (Douglas Costa, min. 56), Dybala, Mandzukic (Bernardeschi, min. 33); Higuaín. Técnico: Massimiliano Allegri.
Lazio: Strakosha; Wallace, de Vrij, Radu; Basta (Marusic, min. 74), Parolo, Lucas Leiva (Murgia, min. 79), Lulic (Lukaku, min. 74); Luis Alberto, Milinkovic-Savic, Immobile. Técnico: Simone Inzaghi.
Placar: 0-1, min. 31, Immobile. 0-2, min. 53, Immobile. 1-2, min. 85, Dybala. 2-2, min. 90, Dybala. 2-3, min. 93, Murgia.
ÁRBITRO: Davide Massa (ITA). Cartões amarelos: Buffon (min. 30), Lucas Leiva (min. 40), Mandzukic (min. 52), Lulic (min. 70), Pjanic (min. 73), Parolo (min. 83), Immobile (min. 89)
INCIDENCIAS: Partida válida pela Supercopa Italiana, realizada no Estádio Olímpico, em Roma, Itália.

Neste domingo (13),  Juventus e Lazio protagonizaram a primeira decisão da temporada italiana. Mesmo sem receber a sua capacidade máxima, o Estádio Olímpico testemunhou grande festa das duas torcidas. Com mosaico de bandeiras da torcida laziale e festa de luzes da torcida bianconera, as duas equipes entraram em campo buscando a primeira taça de 2017/18.

Em campo, saiu de campo com o troféu a equipe que mais procurou a vitória. A Lazio, muito disciplinada taticamente, foi superior durante boa parte do tempo e venceu a rival de Turim por 3 a 2, gols de Ciro Immobile (2) e Alessandro Murgia. Paulo Dybala marcou os gols da Juventus.

Com a conquista, a Lazio chegou ao seu quarto título de Supercopa Italiana: 1998, 2000, 2009 e 2017. A Vecchia Signora, por sua vez, perdeu a chance de se isolar como maior vencedora do torneio nacional.

O próximo compromisso dos comandados de Simone Inzaghi será a estreia pela Seria A, dia 20/08, diante do recém-promovido SPAL. A Juventus recebe o Cagliari, dia 19/08.

Sufoco inicial da Juventus e reação laziale

Immobile comemora gol que inaugurou o placar (Foto: Alberto Pizzoli/AFP/Getty Images)

A atual hexacampeã italiana começou o jogo sufocando o seu adversário. Logo aos 3', Alex Sandro recebeu belo lançamento, invadiu a área e cruzou com perfeição para Cuadrado escorar. Strakosha fez milagre, salvando com os pés. Na cobrança de escanteio, Pjanic rolou para Dybala, e o novo camisa 10 bianconero finalizou forte, para nova defesa de Strakosha. O goleiro ainda fez nova defesa logo no minuto seguinte, após bela finalização de Higuaín, na entrada da meia-lua.

Sentindo a pressão, a Lazio optou por mudar de estratégia e começou a pressionar a saída de bola juventina, não dando liberdade para o meio-campo da Juve trabalhar. A mudança de postura surtiu efeito e a Lazio conseguiu equilibrar as ações, levando perigo ao gol de Buffon, ora com Immobile, ora com a chegada dos meias Savic e Lulic. 

Asfixiada pela forte marcação laziale, a Juventus começou a errar muitos passes e se desorganizar. Aos 31', o castigo veio. Immobile foi lançando às costas da zaga juventina, invadiu a área, tentou driblar Buffon e caiu. O árbitro Davide Massa marcou penalidade duvidosa e deu cartão amarelo para o goleiro da Juve. O próprio Immobile bateu com perfeição e abriu o placar no Estádio Olímpico.

Animada pelo gol e sentindo o bom momento, a equipe biancoceleste foi pra cima e quase ampliou. Basta recebeu livre na área e finalizou forte, obrigando Buffon a fazer grande defesa. Na sobra, Lucas Leiva mandou um petardo de fora da área, e o veterano goleiro novamente espalmou, dessa vez para escanteio. 

Ciro goleador e reta final insana em Roma

Immobile foi o nome da partida no Estádio Olímpico (Foto: Marco Rosi/Getty Images)

Na volta para o segundo tempo, pouca coisa pareceu mudar no panorama da partida. A equipe de Inzaghi seguiu dona do jogo, envolvendo a Juventus com boa troca de passes e muita marcação. Aos 53', após belíssimo cruzamento de Parolo, Ciro Immobile subiu demais e escorou para o fundo das redes, batendo facilmente a marcação de Barzagli

Sentindo sua equipe completamente batida, Allegri promoveu duas alterações: De Sciglio e Douglas Costa entraram nos lugares de Benatia e Cuadrado. Todavia, com 2 a 0 no placar, a Lazio passou a administrar, dando pouquíssimos espaços. Parecia que pouco aconteceria na reta final do jogo. Mas não foi o que aconteceu.

Nos minutos derradeiros, o jogo pegou fogo. Aos 85', Dybala cobrou falta na entrada da área com perfeição, tirando da barreira e surpreendendo Strakosha. A partir daí, a Juventus foi só pressão. Aos 90', Alex Sandro invadiu a área e caiu, alegando ter sido tocado por Murgia. O árbitro Davide Massa apontou a marca da cal, em nova marcação discutível.

O novo camisa 10 da Juventus foi pra cobrança do pênalti e igualou o marcador, deslocando o goleiro biancocelesti. Em cinco minutos, a Lazio perdia a vantagem que construíra durante a partida. Quando tudo caminhava para a prorrogação, o meia Lukaku fez belíssima jogada pela esquerda, driblou De Sciglio e rolou para o meio da área. O jovem Murgia só completou para o fundo da rede, anotando aos 48', o gol do título.

Itália