'Seca' e frustração: a saga de Gonzalo Higuaín em jogos grandes na Uefa Champions League

Com exceção de fases preliminares, atacante balançou as redes apenas duas vezes em duelos "pesados" da competição, somando suas passagens por Real Madrid, Napoli e Juventus

'Seca' e frustração: a saga de Gonzalo Higuaín em jogos grandes na Uefa Champions League
(Foto: Manuel Queimadelos Alonso/Getty Images)

Apesar do alto valor (€ 90 milhões) investido pela Juventus em 2016 para tirar Gonzalo Higuaín do Napoli, o camisa 9 está longe de ser uma unanimidade entre a torcida bianconera. Seu poderio ofensivo dentro das fronteiras italianas já está mais do que provado, com seu nome sempre figurando entre os artilheiros das competições nacionais. Mas quando falamos de competições internacionais, a situação de 'Pipita' muda de figura.

Na realidade, o camisa 9 convive há anos com a pecha de "pouco decisivo" nos jogos mais pesados de Uefa Champions League. Na última terça-feira (12), após uma atuação fraca diante do Barcelona no Camp Nou, Gonzalo foi substituído na reta final do jogo e, nitidamente frustrado, acenou de forma obscena à torcida blaugrana, que o vaiava.

Higuaín mostra dedo do meio à torcida do Barça, no Camp Nou (Foto: Urbanandsport/NurPhoto via Getty Images)

A Gazzetta dello Sport da última quinta-feira (14) ressaltou a seca de Gonzalo Higuaín em jogos mais pesados da competição mais importante do continente. Em toda a sua carreira, incluindo as passagens do atleta por Real Madrid e Napoli, o camisa 9 anotou apenas dois gols contra clubes de "primeira prateleira" na Europa.

O periódico italiano considerou apenas duelos decisivos (mata-mata, sem preliminares) contra Barcelona, Real Madrid, Manchester United, Manchester City, Liverpool, Bayern de Munique, Arsenal e Borussia Dortmund. Higuaín anotou gol apenas contra os dois últimos desta lista.

+ Presidente do Napoli não vê Higuaín decisivo na Juventus: 'Ganharam muitos títulos sem ele'

Após a derrota por 3 a 0 contra o Barcelona, o treinador Massimiliano Allegri falou sobre a situação de seu centroavante. Para o comandante, Higuaín precisa entrar em campo mais relaxado, só assim conseguirá ajudar mais a sua equipe e recuperar a confiança.

"Ele começou bem, mas precisa entrar mais relaxado em partidas assim, pois as vezes se irrita e simplesmente abaixa a cabeça. Ele não pode fazer isso, tem qualidades importantes para nós mas precisa melhorar neste aspecto. É necessária uma extrema força mental para permanecer vivo em partidas como esta", afirmou.

Na edição de 2016/17, o centroavante bianconero balançou as redes em cinco oportunidades: duas vezes contra o Dinamo Zagreb, duas vezes contra o Monaco (semifinal da competição) e uma vez contra o Lyon.