Lazio fica atrás duas vezes, mas vira contra Vitesse fora de casa e estreia com vitória na UEL

Italianos foram para o intervalo em desvantagem, mas viraram em grande segundo tempo na Holanda e venceram por 3 a 2

Lazio fica atrás duas vezes, mas vira contra Vitesse fora de casa e estreia com vitória na UEL
Murgia marcou gol da vitória em Arnhem (Foto: Divulgação/SS Lazio)
Vitesse
2 3
Lazio
Vitesse: Pasveer; Dabo (Colkett, min. 83), Miazga, Kashia, van der Werff, Büttner; Foor, Bruns (Mount, min, 88); Rashica, Linssen, Matavz (Castaignos, min. 79). Técnico: Henk Fraser
Lazio: Strakosha; Bastos, de Vrij, Luiz Felipe (Immobile, intervalo); Marusic, Murgia, Parolo, Di Gennaro (Milinkovic-Savic, min., 62), Lukaku (Lulic, min. 65); Luis Alberto, Caicedo. Técnico: Simone Inzaghi
Placar: 1-0, min. 33, Matavz. 1-1, min. 51, Parolo. 2-1, min. 57, Linssen. 2-2, min. 68, Immobile. 2-3, min. 75, Murgia
ÁRBITRO: Liran Liany, auxiliado por David Biton e Dvir Shimon, todos de Israel. Amarelo: Luiz Felipe, de Vrij, Lulic (LAZ)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 1ª rodada do Grupo K da Uefa Europa League 2017-18, no Estádio GelreDome, em Arnhem, Holanda

Na Holanda, a Lazio teve muitas dificuldades, mas venceu o Vitesse por 3 a 2, de virada, e largou bem no Grupo K da Uefa Europa League. Matavz abriu o placar para os mandantes, Parolo empatou, mas Linssen recolocou os vitas em vantagem. Aí, Immobile e Murgia fizeram para os italianos e definiram a vitória visitante no GelreDome.

Pela Europa League, os times voltam a campo no dia 28 de setembro. O Vitesse vai até a França enfrentar o Nice, enquanto a Lazio recebe o Zulte Waregem, jogos às 14h. Pela Eredivisie, os vitas, vice-líderes, recebem o VVV-Venlo, no domingo (17), às 11h45. No mesmo dia pela Serie A, o time laziale recebe o Genoa, às 15h45.

Vitesse aproveita espaços e larga na frente

O primeiro tempo na Holanda foi marcado por equilíbrio e pela dificuldade das equipes de achar espaço na defesa rival. Mesmo jogando fora de casa, a Lazio teve mais posse de bola - 62% - e finalizou nove vezes, contra cinco dos vitas, mas pouco fez o goleiro Pasveer trabalhar: cada time acertou apenas uma bola na meta rival.

A primeira oportunidade do jogo foi da Lazio logo aos 6. Em lançamento longo, a zaga mandante se atrapalhou, Caicedo ficou com a bola e driblou o goleiro, mas sem ângulo finalizou para fora. Apesar dessa falha inicial, a defesa do Vitesse se comportou bem e deu poucas chances aos italianos, e as chances foram criadas apenas em bolas aéreas.

Aos 14, Marusic avançou pela direita, levantou na segunda trave e Luis Alberto desviou de cabeça, mandando com perigo à esquerda de Pasveer. Aos 20, a resposta do Vitesse. Bruns bateu falta para a área, Kashia subiu mais que a defesa laziale e desviou, por cima do gol. Quatro minutos depois, na cobrança de escanteio, Di Gennaro cruzou a área e De Vrij cabeceou perigosamente, na rede por cima do gol.

Com Büttner e Linssen do lado esquerdo, o Vitesse aproveitava os espaços dados pelo lado direito da Lazio para chegar com perigo. A jogada do gol veio do outro lado, mas explorou esse problema. Aos 33, após lançamento de Dabo, Rashica ganhou de Luiz Felipe na corrida e cruzou na pequena área para Matavz, que apareceu livre nas costas de Bastos para abrir o placar para os mandantes na Holanda.

A Lazio passou a ter mais domínio na reta final do primeiro tempo, mas com pouca criatividade não conseguiu passar pela defesa holandesa, que segurou o 1 a 0 para o intervalo no GelreDome.

Lazio aciona banco e vence em segundo tempo movimentado

Com Immobile entrando na vaga de Luiz Felipe, a Lazio ficou mais ofensiva e começou o segundo tempo com uma postura muito mais agressiva. Logo aos 2, depois de longo sequência de troca de passes, Luis Alberto avançou pelo meio e, com espaço, arriscou chute de longe e exigiu boa defesa de Pasveer.

Aos 5, no lançamento de Murgia, Immobile apareceu nas costas de Dabo, ajeitou para dentro e bateu forte, mas Pasveer salvou com o pé. Na sequência, a defesa do Vitesse se atrapalhou em várias chances para afastar o perigo, e Parolo bateu forte e de primeira da entrada da área para empatar em Arnhem.

O início dava sinais de que a Lazio conseguiria uma virada com certa tranquilidade, mas, após o gol sofrido, foi o Vitesse quem cresceu no jogo. Aos 10, após jogada de Linssen, Bruns avançou pelo meio e arriscou chute venenoso, mandando perigosamente à direita do gol. Dois minutos depois, Rashica recebeu de Bruns na direita, acelerou para cima de Lukaku e cruzou rasteiro. A bola passou por toda a defesa laziale Linssen apareceu no meio da área para tocar para o gol e fazer 2 a 1.

Após voltar a frente do placar, o time holandês permaneceu pressionando e por pouco não ampliou sua vantagem. Aos 17, em cobrança rápida de lateral, Matavz recebeu de Dabo, ganhou de Bastos com facilidade e arriscou de canhota de fora da área, mas Strakosha desviou para escanteio. No minuto seguinte, em grande jogada pela direita, Rashica passou fácil por Lukaku, deu assistência de calcanhar e Bruns chegou batendo forte, mas a bola passou à direita.

Mas, na qualidade individual, a Lazio empatou. Aos 21, em grande troca de passes no campo de ataque, Milinkovic conectou Caicedo, que ajeitou de calcanhar e Immobile tocou com categoria rasteiro para empatar o jogo.

A grande velocidade do jogo abriu espaços, que os italianos souberam aproveitar e voltaram a ter mais chances. Aos 27, após jogada individual pela direita, Parolo cruzou rasteiro e Caicedo finalizou rasteiro, mas Pasveer, bem posicionado, segurou em dois tempos. Dois miutos depois, em nova troca de passes próxima à área, Immobile ajeitou pelo meio, van der Werff cortou mal e a bola sobrou para Murgia, que tocou na saída de Pasveer e fez 3 a 2.

O técnico do Vitesse, Henk Fraser, fez alterações tentando colocar seu time mais a frente, mas foram poucas as chances daí para frente. Na melhor delas, aos 39, em jogada de linha de fundo, Rashica tocou para Bruns, que levantou na primeira trave e Castaignos antecipou a defesa, mas perdeu grande chance, mandando por cima. Assim, apesar do grande esforço dos mandantes, as falhas individuais e a qualidade da Lazio foi determinante para a vitória por 3 a 2.