Dybala rouba a cena, anota hat-trick e conduz Juventus à vitória contra o Sassuolo

Em fase espetacular, argentino assume artilharia isolada da Serie A, com oito gols; Juventus segue com 100% de aproveitamento na competição

Dybala rouba a cena, anota hat-trick e conduz Juventus à vitória contra o Sassuolo
(Foto: Daniele Badolato - Juventus FC/Juventus FC via Getty Images)
Sassuolo
1 3
Juventus
Sassuolo: Consigli; Letschert, Cannavaro, Acerbi; Lirola, Mazzitelli (Duncan, min. 58), Magnanelli (Matri, min. 78), Sensi, Adjapong; Politano, Falcinelli. Técnico: Cristian Bucchi.
Juventus: Buffon; Lichtsteiner (Barzagli, min. 72), Rugani, Chiellini, Alex Sandro; Pjanic, Matuidi; Cuadrado, Dybala (Bernardeschi, min. 83), Mandzukic; Higuain (Douglas Costa, min. 78). Técnico: Massimiliano Allegri.
Placar: 0-1, min. 15, Dybala. 0-2, min. 49, Dybala. 1-2, min. 51, Politano. 1-3, min. 62, Dybala.
ÁRBITRO: Davide Massa (ITA). Cartões amarelos: Alex Sandro (min. 30), Adjapong (min. 55), Bernardeschi (min. 86)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 4ª rodada da Serie A 2017/18, realizada no Stadio Città del Tricolore, em Reggio Emilia, Itália.

Na manhã deste domingo (17), a Juventus entrou em campo pela quarta rodada da Serie A 2017/18. Buscando esquecer a dolorosa derrota contra o Barcelona pela Uefa Champions League, os comandados de Massimiliano Allegri visitaram o Sassuolo, no Stadio Città del Tricolore.

Orquestrada por um inspiradíssimo camisa 10, a Juventus venceu por 3 a 1, tripletta de Paulo Dybala. O argentino chegou à incrível marca de oito gols em quatro partidas de Serie A, deixando Mauro Icardi (5) pra trás e assumindo a artilharia isolada do campeonato. Este foi o segundo hat-trick de Dybala na temporada 2017/18.

Com a vitória, a equipe bianconera manteve os 100% de aproveitamento na competição e chegou aos 12 pontos somados, mesma pontuação da Internazionale. A Juventus lidera a Serie A pelos critérios de desempate.

A Vecchia Signora volta a campo já na próxima quarta-feira (20), quando enfrenta a Fiorentina, no Allianz Stadium. O Sassuolo visita o Cagliari, no mesmo dia. As partidas são válidas pela quinta rodada do campeonato italiano.

O camisa 10 faz a diferença

(Foto: Marco Bertorello/AFP/Getty Images)

A Juventus começou a partida com muito apetite, pressionando os donos da casa logo nos minutos iniciais. Aos 4', Pjanic assustou o goleiro Consigli com chute forte de média distância. Em seguida, aos 10', Higuaín recebeu cruzamento de Alex Sandro e finalizou bem, para boa intervenção do arqueiro do Sassuolo.

De tanto pressionar, a equipe bianconera conseguiu o seu gol. E que golaço! Aos 15', Mandzukic recebeu na velocidade pela esquerda e tocou rasteiro para Dybala, na altura da meia-lua. De primeira, sem precisar dominar, o argentino finalizou em curva, tirando de Consigli e estufando as redes do Sassuolo: 1 a 0. Este foi o 50º gol de 'La Joya' em 100 partidas com a camisa da Juventus.

Após o gol, a equipe neroverdi parece ter acordado na partida, equilibrando mais as ações e buscando o ataque. Aos 26', Falcinelli teve a chance do empate logo na primeira finalização da equipe na partida, mas parou em belíssima defesa de Buffon. Aos 33', Adjapong arriscou chute firme de fora da área, para nova defesa segura do capitão juventino.

Início quente e hat-trick do argentino

(Foto: Marco Bertorello/AFP/Getty Images)

O início da segunda etapa pôs fogo na partida. Logo aos 4', Dybala recebeu de Cuadrado dentro da grande área, e, no meio de seis marcadores, conseguiu finalizar de bico, com muita categoria, no cantinho de Consigli: 2 a 0

Mas a boa vantagem juventina não durou muito tempo. Aos 6', Adjapong recebeu lançamento, bateu a marcação de Lichtsteiner e tentou encobrir Buffon. Apesar do desvio do goleiro da Juventus, a bola caiu nos pés de Politano, que só precisou completar para o fundo das redes, sem goleiro. O gol animou os torcedores neroverdis nas arquibancadas do Stadio Città del Tricolore.

Mas a empolgação dos donos da casa foi freada por um inspirado camisa 10. Aos 17', Dybala sofreu falta forte na entrada da grande área. O próprio argentino foi pra cobrança e, batendo por cima da barreira, acertou o angulo de Consigli, sem nenhuma chance de reação para o arqueiro neroverdi. 3 a 1 e show da joia juventina.

Novamente com a vantagem de dois gols, a equipe de Turim passou a administrar a partida, mantendo a posse de bola e envolvendo o adversário. Cuadrado teve chance clara de ampliar o marcador, mas teve seu chute bloqueado quase em cima da linha. Na reta final da partida, Douglas Costa e Bernardeschi ganharam minutos em campo, substituindo Higuaín e Dybala, o dono do jogo.