Milan pressiona, mas toma dois gols em cinco minutos e perde para Roma

Dzeko e Florenzi marcam no segundo tempo e dão vitória aos giallorossi; time milanês termina jogo com um a menos

Milan pressiona, mas toma dois gols em cinco minutos e perde para Roma
Foto: Marco Luzzani/Getty Images
Milan
0 2
Roma
Milan: Donnarumma; Musacchio, Bonucci, Romagnoli; Borini (Bonaventura, min. 84), Kessié, Biglia, Çalhanoglu, Ricardo Rodríguez; André Silva, Kalinic (Cutrone, min. 79). Técnico: Vincenzo Montella.
Roma: Alisson; Bruno Peres, Manolas (Juan Jesus, min. 86), Fazio, Kolarov; Nainggolan, De Rossi, Strootman (Pellegrini, min. 30); Florenzi, Dzeko, El Shaarawy (Gerson, min. 78). Técnico: Eusebio Di Francesco.
Placar: 0-1, min. 72, Dzeko. 0-2, min. 77, Florenzi.
ÁRBITRO: Luca Banti (ITA). Cartões amarelos: Çalhanoglu (min. 33), Dzeko (min. 51), Biglia (min. 62). Cartão vermelho: Çalhanoglu (min. 80).
INCIDENCIAS: Partida válida pela sétima rodada da Serie A, realizada no estádio San Siro, em Milão, Itália.

Com dois gols no segundo tempo, a Roma bateu o Milan, neste domingo (1º), em Milão, e colocou ainda mais pressão sobre o técnico milanista, Vincenzo Montella. A equipe da casa flertou com o gol durante boa parte do jogo, mas Edin Dzeko e Alessandro Florenzi fizeram 2 a 0 num intervalo de cinco minutos e mataram o duelo. Hakan Çalhanoglu ainda foi expulso e deixou os rossoneri com um a menos nos últimos dez minutos do segundo tempo. A partida valeu pela sétima rodada da Serie A.

A Roma venceu sua quinta partida seguida no campeonato. A equipe romana chega a 15 pontos e sobe à quinta colocação. Vale lembrar que os giallorossi têm uma partida a menos. Já o Milan se distancia ainda mais das primeiras colocações. O Diavolo, com 12 pontos, figura na sétima colocação.

Devido à parada para a Data Fifa, período para a realização de jogos entre seleções, os campeonatos europeus fazem uma pausa de duas semanas. Na próxima rodada, o Milan disputará o Derby della Madonnina contra a Internazionale, dia 15 de outubro, às 16h45, no San Siro. Um dia antes, às 15h45, outro grande clássico do futebol italiano: Roma e Napoli protagonizarão o Derby del Sole, no Olímpico.

Primeiro tempo equilibrado no San Siro

Etapa inicial foi bem disputada (Foto: Marco Luzzani/Getty Images)
Etapa inicial foi bem disputada (Foto: Marco Luzzani/Getty Images)

As equipes se estudaram durante os 15 minutos iniciais. Nenhuma chance de gol foi criada. Porém, um vacilo de Donnarumma ao afastar a bola mal, quase resultou em um gol de Strootman, que tentou marcar do meio da rua.

Os dois times exerciam a marcação sob pressão no ataque, visando impedir a progressão de jogo do rival a partir da saída de bola. Aos 30 minutos, o técnico da Roma, Eusebio Di Francesco, perdeu um homem importante para a construção de jogo da equipe: Strootman sentiu uma lesão e foi substituído por Pellegrini.

A partida se manteve equilibrada durante todo o primeiro tempo. Antes do intervalo, Pellegrini fez jogada individual, invadiu a área e finalizou de canhota, fraco, para a defesa tranquila de Donnarumma. O time do Milan, por sua vez, chutou três vezes na etapa inicial, mas nem um deles acertou a meta de Alisson.

Roma marca dois e vence em Milão

Çalhanoglu deixa o campo após receber o segundo cartão amarelo (Foto: Marco Luzzani/Getty Images)
Çalhanoglu deixa o campo após receber o segundo cartão amarelo (Foto: Marco Luzzani/Getty Images)

No retorno para o segundo tempo, o Milan avançou suas linhas e passou a rondar com frequência a área da Roma. Porém, devido à estrutura organizacional do time romano sem a posse da bola, os rossoneri tinham dificuldade para encontrar espaços e chegar ao gol de Alisson.

Mesmo que não conseguissem chutar a bola, o Milan era o dono do jogo no segundo tempo. Mas, aos 60 minutos, a defesa milanista dormiu no lance e Florenzi sair cara a cara com Donnarumma, aproveitando ótimo passe de Pellegrini. O jovem goleiro, contudo, se agigantou na frente do camisa 24, operando a defesa.

A resposta do Milan foi quase que imediata. Bonucci, dentro da área, soltou um petardo, que parou nas mãos de Alisson. O lance animou os atletas do Milan, que sufocaram a Roma ainda mais. Aos 68 minutos, Kalinic girou em cima de Manolas, levou para a perna canhota e arrematou, porém Alisson estava bem colocado e realizou a defesa.

Dzeko celebra seu gol (Foto: Marco Luzzani/Getty Images)
Dzeko celebra seu gol (Foto: Marco Luzzani/Getty Images)

O que os milanistas não esperavam era um chute de fora da área fosse suficiente para brecar a empolgação do time. Dzeko recebeu de Pellegrini, fez a proteção, finalizou, a bola desviou em Romagnoli e matou Donnarumma. Um banho de água fria na equipe de Montella.

Arriscando da intermediária, André Silva tentou empatar o jogo logo depois do 1 a 0. Mas nada disso aconteceu, e a Roma fez o segundo. Nainggolan avançou pela esquerda, chutou de canhota, Donnarumma defendeu e deu rebote; Florenzi, livre, estufou as redes.

Para completar a tragédia, Çalhanoglu cometeu falta Nainggolan e recebeu o segundo cartão amarelo. Com um a mais em campo, a Roma cadenciou o restante da partida, levou três pontos para a capital da Itália e colocou mais pressão em Vincenzo Montella, técnico do Milan.

Itália