Allegri acha justo empate contra Atalanta e critica uso do árbitro de vídeo

Recurso do árbitro de vídeo foi utilizado por duas vezes na partida; Em uma das situações para anular um gol da Juventus

Allegri acha justo empate contra Atalanta e critica uso do árbitro de vídeo
Allegri só terá a oportunidade reverter a situação da Juventus daqui duas semanas por conta pausa para Data-Fifa (Foto: Emílio Andreoli/Getty Images)

Perdendo os seus 100% de aproveitamento para a Atlalanta neste domingo (1°), a Juventus viu o Napoli despontar na primeira colocação somando 21 pontos, enquanto a equipe de Turim estaciona em segundo lugar com 19.

O jogo marcado pela utilização do VAR (video assistent refree, em inglês), que definiu o andamento da partida ao anular um gol de Mandzukic e auxiliar em um pênalti que foi desperdiçado pela a Juventus terminando a partida em 2 a 2 após a Vecchia Signora abrir diferença de dois gols.

Incomodado com a adaptação do árbitro de vídeo, o técnico Massimilliano Allegri concedeu entrevista coletiva e expôs o que pensa  sobre a utilização do recurso digital no futebol.

"Se nós quisermos que o futebol não seja mais um esporte, então devemos utilizar o VAR a todo o momento. Contudo, se chegarmos em Março, onde todos os pontos se tornam decisivos, então os jogos irão durar de três a quatro horas",  critica o treinador.

O recurso do árbitro de vídeo foi aprovado para utilização nesta temporada em três ligas europeias, incluindo a Serie A. Desde então, a ajuda tecnológica vem atuando frequentemente na terra da bota, fato incomoda Allegri, que viu o gol de Mandzukic anulado após cotovelada de Lichtsteiner em Alejandro Gomez fora do lance de jogo.

"No meu ponto de vista, tecnologia deveria ser usada em situações objetivas: impedimentos, dentro ou fora da área e pênaltis. Quando isso se volta para situações subjetivas, pessoas nunca irão concordar. Esse é o esporte", completa Allegri.

Mesmo expondo o seu protesto quanto as adaptações da arbitragem, Allegri comentou sobre a partida como um todo, esquecendo os incidentes isolados. 

"Foi uma boa atuação em termos técnicos e na intensidade do jogo, parecíamos confortáveis na partida. Entretanto, sofremos um gol durante uma cobrança de falta e as coisas começaram a ficar mais tensas para o nosso lado. No final das contas saímos no lucro, porque corremos o risco de perder em um contra-ataque. Eu só estou desapontado por termos sofrido dois gols por erros bobos", completou o técnico juventino.