De Rossi acerta soco na cara do adversário, é expulso e Roma cede empate ao Genoa

Volante deixou sua equipe com um a menos e viu Lapadula empatar o jogo

De Rossi acerta soco na cara do adversário, é expulso e Roma cede empate ao Genoa
Roma tropeça na corrida pelo Scudetto (Foto: Paolo Rattini/Getty Images)
Genoa
1 1
Roma
Genoa: Perin; Izzo, Spolli, Zukanovic, Rosi; Bertolacci, Miguel Veloso, Rigoni; Taarabt, Laxalt, Pandev. Técnico: Davide Bellardini
Roma: Alisson; Florenzi, Fazio, Juan Jesus, Kolarov; Nainggolan, De Rossi, Strootman; El Shaarawy, Dzeko, Perotti
Placar: 0-1, min. 59, El Sharaawy. 1-1, min. 69, Lapadula.
ÁRBITRO: Piero Giacomelli
INCIDENCIAS: Partida válida pela 14° rodada da Serie A, 2017/18

Neste domingo (26), a Roma foi até o estádio Luigi Ferraris para encarar os donos da casa, o Genoa, em jogo válido pela 14ª rodada da Serie A. Com uma certa dificuldade para encarar os grifoni, o time da capital, que estava  embalado por uma vitória no dérbi contra a Lazio, empatou em 1 a 1.

Os romanistas abriram o placar, mas os anfitriões igualaram com Lapadula, de pênalti em lance de contou com o auxílio do VAR (Árbitro Assistente de Vídeo, em tradução livre. O volante De Rossi, da Roma, deu um soco na cara de Lapadula dentro da área e foi expulso.

O empate foi um mal negócio para o Genoa que amarga na 17° colocação, com apenas 10 pontos. Já a Roma tropeça em jogo essencial para manter a boa fase que poderia ser decisiva para se manter no pelotão da frente na briga pelo scudetto, estacionando na quarta posição com 32 pontos.

Com o empate de hoje, a Roma volta a campo no dia primeiro de dezembro, contra a SPAL, em Roma. Enquanto o Genoa terá de esperar até a segunda-feira (4), para receber o Hellas Verona, na 15° rodada da Serie A.

Marcação intensa e pouca efetividade na primeira etapa

Ao soar o apito do árbitro, ficou claro qual seria a proposta dos donos da casa. A marcação. O Genoa não deu espaço para a equipe giallorossi trabalhar jogadas pelo meio de campo, obrigando os comandados de Eusebio Di Francesco a buscar alternativas pelos lados do campo. Kolarov, foi um dos jogadores mais acionados na primeira por ter a sua característica ofensiva, com subidas que também eram anuladas pela efetiva marcação do Genoa. 

Os donos da casa, por sua vez, sequer assustaram Allisson. Embora a proposta fosse trabalhar no contra-ataque, o Genoa não conseguiu encaixar nenhuma jogada de efeito para que o goleiro romanista sujasse o uniforme. Contudo, a atenção quanto aos detalhes sem a bola, foram o suficientes para não dar chances a Dzeko, e o principal fator, anulando os principais criadores de jogadas do time, que eram Nainggolan e Perotti

Tapa na cara e jogo mais aberto

Com o início da segunda etapa, a marcação passou a ser a mesma, efetiva e sem dar espaços para os atletas que orquestravam as jogas. Entretanto, assim como no primeiro tempo, as jogadas passaram a ser pelas laterais. Tal fato surtiu efeito aos 59 minutos, quando Florenzi acertou belo cruzamento para El Sharaawy, que se adiantou à marcação e tocou no contra pé do goleiro Perin. Com o gol, o ítalo-egípcio chega aos seu quarto gol em 11 partidas.

Quando o gol já demonstrava que a Roma não conseguiria ampliar o placar, por conta da marcação agressiva do Genoa. Contudo, após o gol, os Grifoni juntaram a marcação com a agressividade no ataque. A postura foi comprovada quando o técnico, Davide Bellardini, colocou Lapadula, que mudou a cara de uma partida que parecia definida com o placar simples, de 1 a 0.

O camisa 10 entrou, e logo em seu primeiro lance sofreu uma agressão de De Rossi, dentro da área enquanto esperava pela batida de escanteio. Com o auxílio do VAR, o árbitro confirmou o pênalti e expulsou o meio-campista romano, que viu do vestiário Lapadula igualar o placar.

 

(Foto: Paolo Rattini/Getty Images)
(Foto: Paolo Rattini/Getty Images)

 

A partir deste ponto, o jogo ficou aberto e as chances passaram a ser criadas pelos dois lados. Os visitantes ainda acertaram a trave com Kevin Strootman, e viram Lapadula dar trabalho para a defesa romanista que por pouco não cedeu à vitória. Ainda nos acréscimos, Perin fez defesa providencial em cima da linha, após bola alçada na área, mas o placar já estava decretado, e ambas as equipes voltaram pra casa com um ponto para cada lado, após um jogo de fortes emoções dentro das quatro linhas.