Milan domina partida, mas peca nas finalizações e fica no empate contra Torino

Diavolo joga bem, mas esbarra em tarde pouco inspirada do atacante Kalinic; apesar do empate frustrante, rossoneros recuperam sétima posição

Milan domina partida, mas peca nas finalizações e fica no empate contra Torino
(Foto: Marco Luzzani/Getty Images)
Milan
0 0
Torino
Milan: Donnarumma; Zapata, Bonucci, Romagnoli, Rodriguez; Suso, Kessié, Montolivo, Bonaventura (Calhanoglu, min. 71); Silva, Kalinic (Cutrone, min. 76). Técnico: Vincenzo Montella.
Torino: Sirigu; De Silvestri, N’Koulou, Burdisso, Ansaldi; Baselli (Acquah, min. 87), Rincon, Obi; Niang (Boyè, min. 76), Belotti, Ljajic (Falqué, min. 69). Técnico: Sinisa Mihajlovic.
ÁRBITRO: Massimiliano Irrati (ITA). Cartões amarelos: Rincón (min. 62)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 14ª rodada na Serie A 2017/18, realizada no Estádio San Siro, em Milão, Itália.

O Milan lutou, criou e dominou as ações, mas esbarrou em suas próprias deficiências e saiu do San Siro, neste domingo (26), com um empate frustrante ante ao Torino.

Em tarde pouquíssimo inspirada do atacante Kalinic, brilhou a estrela do goleiro Sirigu, responsável pela manutenção do 0 a 0 no marcador, com pelo menos três grandes defesas durante a partida.

O empate levou o Milan aos 20 pontos, mesma pontuação de Chievo e Bologna. Todavia, a equipe rossonera reassumiu a sétima posição, pois leva vantagem no número de vitórias. O Torino estacionou na décima posição, com 19 pontos somados.

Na próxima rodada, o Diavolo encara o lanterna Benevento, no Estádio Ciro Vigorito. Esta partida será realizada no próximo domingo (3). O Torino, por sua vez, terá compromisso já no meio de semana. Na quarta (29), a equipe Granata joga em casa contra o Carpi, em duelo válido pela quarta rodada da Copa Itália. Pela Serie A, enfrentam a Atalanta, em Turim, no sábado (2). 

Milan domina, mas desperdiça chances

(Foto: Marco Luzzani/Getty Images)

Precisando vencer para subir na tabela e continuar vivo na luta por competições europeias, o Milan tomou as rédeas da partida logo nos minutos iniciais. Aos 5', Kalinic recebeu livre na área e teve nos pés grande chance de abrir o marcador, mas sua finalização beijou a trave de Sirigu e saiu. A pressão rossonera seguiu, e aos 9', em belíssima cobrança de falta, Suso parou em incrível defesa do goleiro do Torino.

Aos 15', os donos da casa chegaram mais uma vez, após bela triangulação. Bonaventura tentou invadir a área, mas a bola explodiu na mão do defensor rival. Irrati mandou o jogo seguir, para a insatisfação dos jogadores milanistas. Aos 23', Zapata descolou cruzamento perfeito para André Silva, mas o atacante português não conseguiu direcionar bem a finalização.

Aos 'trancos e barrancos', o Torino conseguiu neutralizar o ímpeto inicial do Diavolo. O jogo passou a ficar truncado e muito faltoso, sem grandes oportunidades a partir de sua segunda metade. Já na reta final, aos 43', o Milan teve nova grande chance, a partir de um contra-ataque fulminante, mas Kalinic errou o penúltimo passe, que deixaria Suso cara a cara com Sirigu.

Kalinic falha, Sirigu brilha e empate persiste

(Foto: Marco Luzzani/Getty Images)

A equipe rossonera voltou para a segunda etapa com a mesma postura agressiva. Aos 2', Bonucci arriscou finalização de média distância, sem grande perigo. Aos 6', o zagueiro arrancou do campo de defesa, fez bela tabela com Suso e arriscou novo chute, assustando o goleiro Sirigu. Aos 11', Ljajic teve boa oportunidade na bola parada, mas a cobrança de falta ficou na barreira milanista. 

Timidamente, o Torino passou a tentar equilibrar as ações, ficando um pouco mais no campo de ataque. O Milan voltou a assustar aos 22', quando Kalinic, mais uma vez, teve duas chances claras consecutivas, mas parou em dois milagres de Sirigu. Insatisfeito com os inúmeros erros do atacante, Montella sacou o croata e colocou Cutrone em campo. Çalhanoglu também entrou no jogo, substituindo um apagado Bonaventura.

Nos dez minutos finais da partida, a equipe visitante percebeu seu adversário com a guarda mais baixa, e passou a ambicionar os três pontos fora de casa. Sem ser testado o jogo inteiro, Donnarumma apareceu em grande estilo aos 41', fazendo duas defesas consecutivas em finalizações de Belotti e Falqué. Nos acréscimos, Cutrone chegou a balançar as redes, mas em posição irregular.