Agindo rápido, Sassuolo demite Cristian Bucchi e anuncia Beppe Iachini como novo treinador

Com quatro derrotas nos últimos cinco jogos, Bucchi não resiste e deixa time neroverdi; experiente, Iachini assume equipe na 16ª posição

Agindo rápido, Sassuolo demite Cristian Bucchi e anuncia Beppe Iachini como novo treinador
(Foto: Divulgação/U.S.Sassuolo Calcio)

Se em 2015/16 o Sassuolo foi a sensação do futebol italiano, terminando a Serie A em sexto lugar, o panorama é bastante diferente na atual temporada. Ocupando apenas a 16ª posição da classificação, a equipe neroverdi está à apenas um ponto do Genoa, equipe que abre a zona de rebaixamento.

Comandado pelo treinador Cristian Bucchi, o Sassuolo construiu fraquíssima campanha de três vitórias, dois empates e nove derrotas. Em 14 rodadas, foram apenas oito gols feitos - segundo pior ataque da competição, atrás apenas do lanterna Benevento -, e 24 sofridos.

O revés por 2 a 0 no último sábado (25), jogando em pleno Città del Tricolore contra o vice-lanterna Hellas Verona, foi a gota d'água para a diretoria neroverdi. A situação de Bucchi no comando técnico do Sassuolo ficou ainda mais insustentável com suas declarações na coletiva pós-jogo. Rasgando o verbo, o treinador afirmou: "nosso problema é falta de caráter. Um treinador pode ensinar táticas e bom condicionamento físico, mas não pode ensinar caráter"

Na manhã desta segunda-feira (27), o clube anunciou formalmente a demissão de Cristian Bucchi. Agindo rapidamente no mercado, a diretoria não tardou em oficializar o acerto com Giuseppe Iachini, de 54 anos. O novo treinador assinou contrato com o Sassuolo até junho de 2019.

Experiente, Beppe Iachini é 'especialista' em promover equipes à Serie A. Sob seu comando, Chievo (2008), Brescia (2010), Sampdoria (2012) e Palermo (2014) retornaram à elite do futebol italiano.