Buffon é eleito melhor jogador do futebol italiano e não descarta retorno à Azzurra

Durante premiação, camisa 1 da Juventus recebeu a honraria de melhor jogador do país em 2016/17 e deixou futuro na Seleção Italiana em aberto

Buffon é eleito melhor jogador do futebol italiano e não descarta retorno à Azzurra
Buffon posando para a foto com seus dois prêmios (Foto: Getty Images)

Após um amargo empate com a Suécia no San Siro, placar que deixou a Itália fora do Copa do Mundo de 2018, Buffon deixou o estádio em lágrimas, confirmando sua aposentadoria. Antes das Eliminatórias, o lendário goleiro havia afirmado que o Mundial de 2018 seria sua última competição oficial pela Nacional, caso a Itália conquistasse a classificação.

Porém, na cerimônia do Gran Gala del Calcio Italiano, realizada em Milão na última segunda-feira (28), o goleiro deu brecha acerca de um possível retorno a Azzurra. Em sua fala após receber o prêmio de melhor jogador da Itália na última temporada, Buffon não excluiu a possibilidade de voltar a vestir uma das camisas que lhe consagrou.

"É claro que tenho uma certa idade, mas sempre fui um soldado para a Azzurra e para a Juventus, então não posso negar isso. Mesmo se estivesse com 60 anos, se houvesse vários goleiros, responderia (a uma convocação) porque eu concordo com a ideia da nação'', afirmou.

Com 39 anos de idade, Gianluigi Buffon é o jogador com o maior número de partidas realizadas pela Seleção Italiana. Ao lado de Lothar Matthäus (Alemanha) e Antonio Carbajal (México), o goleiro juventino detém o recorde de maior número de convocações para Copa do Mundo, com cinco mundiais no currículo.

Além do prêmio principal, o goleiro também recebeu a honraria por estar no time ideal da temporada 2016/17, juntamente com mais seis companheiros que atuaram na última temporada: Dani Alves (atualmente no PSG), Bonucci (atualmente no Milan), Alex Sandro, PjanicHiguaín e Dybala. Koulibaly, Hamsik e Mertens, do Napoli e Nainggolan, da Roma, completaram o time ideal anunciado durante a premiação.

Mesmo jogando pelo Paris Saint-Germain, Daniel Alves foi à Milão receber o prêmio pelo seu grande desempenho na Juventus em 2016/17 e aproveitou para rever seus ex-companheiros. Em entrevista, o lateral brasileiro voltou a falar sobre sua polêmica saída do clube de Turim, afirmando que não estava feliz na Itália.