Fiorentina bate Sassuolo com facilidade e ultrapassa Milan na tabela

Simeone, Veretout e Chiesa marcaram os gols da Viola, que voltou a vencer após quatro rodadas e assumiu a sétima colocação; Sasol perde na estreia do novo comandante

Fiorentina bate Sassuolo com facilidade e ultrapassa Milan na tabela
Foto: Divulgação/ACF Fiorentina
Fiorentina
3 0
Sassuolo
Fiorentina: Sportiello; Laurini (Vitor Hugo, min. 75), Pezzella, Astori, Biraghi; Badelj, Veretout, Benassi; Chiesa, Thereau (Babacar, min. 75), Simeone (Saponara, min. 86). Técnico: Stefano Pioli
Sassuolo: Consigli; Goldaniga, Cannavaro, Acerbi; Gazzola (Pol Lirola, min. 65), Magnanelli, Missiroli, Peluso; Berardi (Falcinelli, min. 62), Politano (Ragusa, mi. 79), Matri. Técnico: Giuseppe Iachini
Placar: 1-0, min. 33, Simeone. 2-0, min. 42, Veretout. 3-0, min. 73, Chiesa
ÁRBITRO: Luca Banti, auxiliado por Filippo Meli e Enrico Caliari. Amarelo: Benassi (FIO); Berardi, Magnanelli, Cannavaro (SAS)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 15ª rodada da Serie A Tim 2017-18, no Stadio Artemio Franchi, em Florença, Itália

Em partida muito segura, a Fiorentina dominou o Sassuolo, venceu por 3 a 0 e subiu cinco posições na tabela da Serie A. Depois de duas derrotas e dois empates em sequência, a Viola voltou a vencer, graças aos gols de Simeone, Veretout e Chiesa.

Agora o time de Florença alcança o sétimo lugar, com 21 pontos, a mesma pontuação do Milan, que empatou na rodada com o lanterna Benevento, mas com saldo de gols melhor. O Sasol, na estreia do novo técnico Iachini, perde a 10ª partida no Italiano, e ocupa o 16º lugar, com 11, apenas um ponto a frente da zona de rebaixamento.

Os dois times voltam a campo no próximo domingo (10). A Fiorentina viaja para enfrentar o vice-líder Napoli, às 12h, enquanto o Sassuolo faz confronto direto contra o rebaixamento diante do Crotone, em casa, às 15h. Jogos no horário de Brasília. 

Viola domina primeiro tempo e abre dois no placar

O primeiro no Artemio Franchi foi um dos melhores demonstrados pela Fiorentina desde que Stefano Pioli assumiu o comando. Vindo de um empate importante fora de casa contra a Lazio, a Viola demonstrou qualidade para dominar o adversário e foi pouco assustado pelo Sassuolo do estreante técnico Giuseppe Iachini. Foram 13 finalizações do time da casa na primeira etapa, contra cinco dos visitantes, além de 69% de posse de bola em favor dos mandantes.

A primeira chance da Viola veio logo aos 3. Thereau recebeu cruzamento na segunda trave, e finalizou de canhota, mas Consigli segurou sem problemas. O começo da Fiorentina não foi de grandes chaces, a não ser em bolas paradas, mas, com paciência, o time foi construindo as jogadas sem afobação e aos poucos foi conseguindo achar espaços na defesa neroverdi. Aos 18, Biraghi cruzou da esquerda, Thereau ajeitou de cabeça e Chiesa apareceu na segunda trave, mandando à esquerda do gol.

Aos 28, após grande lançamento de Veretout, Chiesa apareceu nas costas da defesa livre de frente para o gol, mas cabeceou em cima de Consigli, que mandou para escanteio. Três minutos depois, Laurini recebeu com espaço pela direita, e cruzou na entrada da pequena área para Simeone, que apareceu livre e tocou de cabeça para fazer 1 a 0.

A melhor chance do Sassuolo veio aos 37. Pezzella se atrapalhou na saída de bola, Politano recuperou, avançou pela esquerda e finalizou forte em chute cruzado, mas Sportiello salvou com o pé. Apesar desse susto, a Viola conseguiu ampliar pouco tempo depois. Chiesa puxou contra-ataque pela direita e tocou para Thereau, que avançou e atravessou na segunda trave para Veretout completar para o gol e deixar mais tranquila a vantagem viola no Artemio Franchi.

Fiorentina controla e administra triunfo

O início do segundo tempo foi de certa pressão do Sassuolo, que subiu sua marcação, rondou a área da Fiorentina e teve alguns cruzamentos perigosos, mas sem muita efetividade. A chance mais perigosa desse momento do jogo veio aos 5. Politano recebeu na linha de fundo e cruzou para Acerbi, que subiu livre, mas cabeceou para fora.

Depois deste momento de maior presença ofensiva dos visitantes, a Fiorentina conseguiu se restabelecer no jogo, e não sofreu grandes sustos. Foram apenas três finalizações do Sassuolo no segundo tempo, contra 10 da Viola, que manteve a média de posse de bola da primeira etapa - terminou com 64%.

Aos 15, em dois escanteios cobrados por Biraghi em sequência, por pouco a Viola não ampliou. Primeiro, Thereau cabeceou livre na pequena área, mas Consigli mandou para escanteio. Na sequência, Pezzella foi quem teve espaço para cabecear e, após a bola passar pelo meio de vários jogadores, o goleiro neroverdi apareceu para salvar os visitantes em grande defesa.

Tentando aumentar a força de seu ataque, Iachini trocou Berardi e Gazzola por Falcinelli e Lirola, mas o Sassuolo não conseguiu aumentar seu volume de oportunidades. A Viola aproveitou a postura mais ofensiva dos visitantes e criou seu terceiro gol no contra-ataque.

Aos 27, Badelj roubou a bola no meio campo e tocou para Thereau, que deu grande assistência para quebrar a defesa do Sassuolo e deixou Chiesa com espaço para sair na cara do gol, e tocar por cima de Consigli para fazer 3 a 0. Com Babacar e Saponara em campo na reta final, a Fiorentina até teve mais oportunidades em contra-ataques, mas não aproveitou nenhuma delas e confirmou sua vitória por três gols de diferença.