Com 'reservas' brilhando, Juventus vence lanterna Olympiacos e avança às oitavas da UCL

Equipe italiana conta com golaço de Bernardeschi e grande atuação de goleiro Szczesny para garantir segunda posição do Grupo D

Com 'reservas' brilhando, Juventus vence lanterna Olympiacos e avança às oitavas da UCL
(Foto: Divulgação/Juventus FC)
Olympiacos
0 2
Juventus
Olympiacos: Proto; Elabdellaoui, Engels, Nikolao, Koutris; Romao, Tachtsidis; Pardo, Odjidja (Fourtonis, min. 61), Seba; Djurdjevic. Técnico: Takis Lemonis.
Juventus: Szczesny; De Sciglio, Benatia, Barzagli (Rugani, min. 70), Alex Sandro; Khedira, Matuidi; Cuadrado (Bernardeschi, min. 83), Dybala (Pjanic, min. 62), Douglas Costa; Higuain. Técnico: Massimiliano Allegri.
Placar: 0-1, min. 15, Cuadrado. 0-2, min. 89, Bernardeschi.
ÁRBITRO: David Fernández Borbalán (ESP). Cartões amarelos: Djurdjevic (min. 43), Benatia (min. 49), Nikolao (min. 55)
INCIDENCIAS: Partida válida pela última rodada da fase de grupos da Uefa Champions League, realizada no Estádio Karaiskákis, em Atenas, Grécia.

Não foi fácil, mas a Juventus carimbou seu passaporte rumo às oitavas de final da Uefa Champions League 2017/18. Na noite desta terça-feira (5), a equipe de Turim foi ao Estádio Karaiskákis, enfrentar o lanterna do Grupo D, Olympiacos.

Se algum torcedor juventino esperava um rival fragilizado, se surpreendeu com a atuação dos donos da casa. Mostrando muito brio, a equipe grega causou problemas aos italianos, principalmente na bola área. Graças aos gols de Juan Cuadrado e Federico Bernardeschi, além da excelente atuação do goleiro polonês Szczesny, a Juventus saiu de Atenas com a classificação garantida.

Com 11 pontos somados, a Vecchia Signora garantiu a segunda posição. O Sporting, derrotado por 2 a 0 pelo Barcelona na outra partida da chave, permaneceu em terceiro e entrará já no mata-mata da Europa League

Os confrontos de oitavas de final da Uefa Champions League 2017/18 serão conhecidos através de sorteio, a ser realizado na próxima segunda-feira (11).

Cuadrado abre o marcador, Szczesny salva

(Foto: Aris Messinis/AFP/Getty Images)

A primeira etapa começou movimentada, com a Juve dominando a posse de bola e o Olympiacos buscando o contra-ataque. Logo nos primeiros minutos, Dybala recebeu bom passe de De Sciglio e teve chance clara de abrir o marcador, mas parou em grande defesa do goleiro Proto. Aos 11', Benatia conseguiu um corte providencial, parando ataque perigosíssimo dos donos da casa.

Aos 15', após longa troca de passes do time de Turim, Alex Sandro recebeu lançamento longo de Matuidi, avançou pela esquerda e cruzou firme para o meio da área. Cuadrado acompanhou bem e, livre de marcação, concluiu para o fundo do gol: 1 a 0. Aos 25', após boa triangulação juventina, o colombiano quase anotou o segundo, mas viu Proto se antecipar e ficar com a bola.

O bom ritmo dos primeiros minutos deu lugar a um jogo morno. Somente aos 41', uma das equipes voltou a assustar. Após cobrança de escanteio de Seba, Nikolao desviou de cabeça para o meio da área. Djurdjevic, quase na pequena área, completou também de cabeça, exigindo de Szczesny uma defesa milagrosa.

Sufoco dos donos da casa, reserva resolve

(Foto: Aris Messinis/AFP/Getty Images)

A Juventus voltou desligada para a segunda etapa, e sofreu forte pressão dos donos da casa. Aos 13', Szczesny precisou trabalhar por duas vezes consecutivas, primeiro parando finalização de Pardo, depois impedindo o gol de Marin, lançado com grande liberdade dentro da grande área. Aos 15', após cobrança de escanteio, Djurdjevic caiu reclamando penalidade, mas o árbitro ignorou.

Sentindo o mau momento de sua equipe, Allegri sacou Dybala e promoveu Pjanic, tentando recuperar a cadência e o meio de campo. Douglas Costa passou a ser a principal válvula de escape da equipe italiana, mas suas investidas pelo lado esquerdo de ataque seguiam neutralizadas pelo sistema defensivo grego. A substituição pouco surtiu efeito, e os donos da casa seguiram dominando as ações.

Aos 37', Nabouhane recebeu excelente cruzamento de Koutris e cabeceou na trave, animando a fanática torcida presente no Estádio Karaiskákis. Já na reta final, Allegri promoveu sua última alteração, trazendo Bernardeschi para o lugar de Cuadrado. Aos 44', provando que tem estrela, o camisa 33 fez belíssima jogada individual e finalizou forte, sem chance para o goleiro Proto: 2 a 0 e alívio bianconero.