Berlusconi ataca de treinador, sugere mudança tática e aprova Kaká como dirigente do Milan

Ex-presidente do clube palpitou sobre qual esquema o time deve atuar; brasileiro é especulado para assumir cargo na diretoria

Berlusconi ataca de treinador, sugere mudança tática e aprova Kaká como dirigente do Milan
Para Berlusconi, Milan tem de atuar no 4-3-1-2 (Foto: Simona Granati/Corbis via Getty Images)

Presidente mais vitorioso da história do Milan, Silvio Berlusconi acredita que o time italiano precisa alterar o esquema tático para poder engrenar na temporada. De acordo com o ex-mandatário milanista, a equipe do técnico Gennaro Gattuso tem de jogar no 4-3-1-2, sistema que os rossoneri utilizaram na conquista dos últimos títulos.

"Sou o ex-presidente, mas continuo sendo um grande torcedor do Milan. Sinto uma forte dor, às vezes dificilmente vejo a partida inteira porque não concordo com alguns jogadores e a formação. O sistema que nos levou a muitos sucessos não deve ser esquecido, isto é, aquele com dois atacantes", disse Berlusconi, em entrevista ao programa de TV Premium Sport.

"Um deles deve ser Suso, com Jack [apelido de Bonaventura] jogando como Kaká atrás dos atacantes, e ele nem é muito inferior ao Ricardo [primeiro nome de Kaká]", completou do ex-dirigente, citando que dois dos principais jogadores do elenco atual, o meia-atacante Suso e o meio-campista Giacomo Bonaventura, podem se beneficiar com a troca de sistema tático.

"Com a formação atual [4-3-3], nossos dois craques, Suso e Jack – também devemos acrescentar o terceiro craque, [o goleiro Gianluigi] Donnarumma –, foram jogados para as pontas, e eles estão muito longe do gol. Com essa formação, houve partidas em que nem chutamos a gol por um tempo inteiro. As pontas devem ser dos nossos laterais, como acontecia com [o ex-treinador Arrigo] Sacchi, então, na área, haverá pelo menos três jogadores à espera de cruzamentos", observou.

Berlusconi afirmou, também, ter sua sugestão endossada por Arrigo Sacchi, Carlo Ancelotti e Fabio Capello, técnicos vitoriosos na história do Milan. 

Berlusconi ficou 31 anos à frente da diretoria do Milan e conquistou 30 títulos

"Falei com ele [Sacchi], Ancelotti e Capello e todos concordaram com essa avaliação. Será que os treinadores não entendem? Espero que desta vez esse conselho seja levado em consideração; foi assim que eu me tornei o presidente mais bem sucedido da história", bradou.

Por fim, o ex-cartola desejou boa sorte ao ex-jogador e atual treinador do time rossonero, Gennaro Gattuso, mas é enfático: sem não mudar o esquema tático, o Diavolo ficará estagnado. "Quero desejar um grande boa sorte ao Gattuso, mas com essa formação, tendo apenas um atacante, não vamos chegar a lugar nenhum", concluiu.

Na oitava posição da Serie A, a 14 pontos do G-4, o Milan começou a temporada, ainda sob o comando de Vincenzo Montella, utilizando um sistema de três zagueiros. Com a saída de Montella devido aos resultados negativos, Gattuso assumiu o time e retornou ao 4-3-3, formação usada na temporada passada.

Possível retorno de Kaká

Kaká pode retornar ao Milan de terno e gravata (Foto: Marco Luzzani/Getty Images)
Kaká pode retornar ao Milan de terno e gravata (Foto: Marco Luzzani/Getty Images)

Um dos grandes ídolos brasileiros da história do Milan, Kaká anunciou aposentadoria no último domingo (17) e afirmou que pretende se tornar dirigente esportivo. O Milan não esconde o desejo de ter o brasileiro na cúpula do clube.

"Kaká pode ser muito importante, não apenas como uma bandeira para o clube, mas, acima de tudo, como uma figura importante para o projeto e a estrutura do Milão nos próximos anos. Ele tem uma decisão muito importante a fazer", dizia um comentário do clube dentro do clipping dessa quarta-feira (20) que os rossoneri publicam diariamente em seu site oficial.

+ Ídolo do Milan, Kaká diz se 'arrepiar' com coro da torcida e relembra quase ida ao City

Questionado sobre o possível retorno de Kaká ao Milan, desta vez como dirigente, Berlusconi aprovou a ideia. "Gostaria de muitas coisas porque sofro com o fato de que certos jogadores não estão mais no Milan e que os jogadores que assumiram não estão à altura dos jogadores que foram para outro lugar", declarou.