Babacar sai do banco para decidir e Fiorentina derrota Cagliari fora de casa

Senegalês saiu do banco e marcou seu quarto gol na Serie A, garantindo a vitória viola por 1 a 0, na sétima partida seguida do time sem perder na temporada

Babacar sai do banco para decidir e Fiorentina derrota Cagliari fora de casa
Foto: Enrico Locci/Getty Images
Cagliari
0 1
Fiorentina
Cagliari: Cragno; Romagna, Andreolli, Pisacane (Sau, min. 86); van der Wiel, Barella, Cossu (Diego Farias, intervalo), Ionita (Faragò, min. 63), Padoin; João Pedro; Pavoletti. Técnico: Diego López
Fiorentina: Sportiello; Milenkovic (Carlos Sánchez, min. 83), Vitor Hugo, Astori; Chiesa, Badelj (Laurini, min. 88), Veretout, Benassi, Biraghi; Thereau (Babacar, min. 70), Simeone. Técnico: Stefano Pioli
Placar: 0-1, min. 83, Babacar
ÁRBITRO: Marco di Bello, auxiliado por Alessandro Lo Cicero e Oreste Muto. Amarelos: João Pedro, Barella (CAG); Vitor Hugo, Chiesa (FIO). Vermelho: João Pedro (CAG)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 18ª rodada da Serie A Tim 2017-18, na Sardegna Arena, em Cagliari, Itália

Mantendo sua melhor sequência invicta da temporada, a Fiorentina chegou ao sétimo jogo sem perder, vencendo o Cagliari por 1 a 0, fora de casa pela 18ª rodada da Serie A. O senegalês Babacar, que saiu do banco, marcou o único gol da partida da Sardegna.

Com 26 pontos, a Fiorentina sobe momentaneamente para a 7ª colocação, um ponto atrás da Sampdoria, que ocupa o 6º posto. Já o Cagliari, que não vence há seis partidas na temporada, ocupa o 14º lugar, com 17 pontos, três a frente da zona de rebaixamento.

Pela Serie A, os dois times voltam a campo no próximo sábado (30). Às 12h, o Cagliari visita a Atalanta, enquanto a Fiorentina recebe o Milan, às 9h30. Antes, pelas quartas-de-final da Copa Itália, a Viola visita a Lazio, na terça-feira (26), às 18h. Jogos no horário de Brasília.

Fiorentina domina, mas para em Cragno

O primeiro tempo na Sardegna Arena foi de grande superioridade da Fiorentina, mesmo jogando fora de casa. A Viola teve 63% de posse de bola e finalizou 16 vezes, contra apenas quatro dos mandantes. Atuando pela primeira vez na temporada com três zagueiros, a Viola teve Chiesa muito ativo como ala pela direita, e Veretout participando pelo meio para criar várias chances na primeira etapa.

A primeira oportunidade mais clara veio aos 18. Simeone recebeu de Benassi na entrada da pequena área, girou para cima da marcação e chutou cruzado, mas o goleiro segurou sem problemas. Seis minutos depois, em ótima jogada pela esquerda, Astori lançou Biraghi, que cruzou na segunda trave para Simeone cabecear para o chão, porém Cragno salvou.

Aos 31, em contra-ataque puxado por Veretout, Simeone recebeu na esquerda e cruzou rasteiro para Chiesa finalizar na segunda trave, mas outra vez Cragno fez ótima defesa para manter o 0 a 0. Depois de um começo de mais dificuldades para criar, a Viola passou a achar espaços e pressionou o Cagliari. Aos 36, Chiesa fez jogada individual partindo da direita, passou por vários marcadores e ignorou os companheiros bem posicionados até finalizar de pé esquerdo, mas, desequilibrado, mandou para fora. Quatro minutos depois, novamente o italiano recebeu de Badelj na direita, partiu para dentro e bateu forte de pé esquerdo, mandando à esquerda do gol.

A chance mais clara do Cagliari no primeiro tempo aconteceu apenas aos 44. João Pedro recebeu na esquerda após pivô de Pavoletti, achou espaço e bateu colocado, à esquerda do gol. No fim, apesar do grande domínio da Viola, os sardos conseguiram segurar o empate sem gols para o intervalo.

Babacar marca outra vez e garante vitória viola

O início da segunda etapa em Cagliari manteve o panorama da primeira etapa, com a Fiorentina pressionando e criando chances, mas pecando na pontaria. Aos 8, após corte mal feito por Ionita, Veretout invadiu a área, Andreolli tirou parcialmente e Simeone ficou com rebote. O argentino finalizou de canhota na pequena área, mas Romagna travou o chute.

Aos 12, Thereau recebeu na direita e levantou no meio da área para Badelj, que cabeceou livre, mas perdeu grande chance, mandando à direita. Diferente da primeira etapa, a Viola não manteve a pressão exercida, até por conta de questões físicas. O Cagliari melhorou, até pela entrada do brasileiro Diego Farias, que entrou no intervalo, e ao lado do seu compatriota João Pedro, melhorou a criação de jogadas dos sardos, mas o time da casa pouco chegou perto da meta de Sportiello.

Mesmo abaixo na segunda etapa, a Fiorentina conseguiu seu gol, com uma arma que comumente vem do banco para resolver. Aos 38, em cruzamento de pé esquerdo, Chiesa colocou na área, a zaga não afastou e Babacar apareceu na segunda trave para tocar no contrapé do goleiro e abrir o placar para a Viola. Foi o quarto gol do centro-avante na Serie A em 13 jogos - todos saindo do banco de reservas. Logo na sequência, Chiesa recebeu de Veretout na entrada da área, partiu para cima da marcação e chutou cruzado, mas a bola desviada passou à direita do gol.

Na reta final, o técnico Stefano Pioli colocou Carlos Sánchez e Laurini para segurar a vantagem. A tentativa de reação do Cagliari foi freada pela expulsão de João Pedro, que tomou cartão vermelho direto após pisão em Chiesa. Assim, a Viola segurou o 1 a 0, chegou ao sétimo jogo sem derrota na temporada e o quarto seguido na Serie A sem sofrer gols.