Na centésima partida de Donnarumma, Milan empata com Fiorentina fora de casa

Diavolo acumula três jogos sem vitória na Serie A; Viola soma sua sétima partida sem perder na liga italiana

Na centésima partida de Donnarumma, Milan empata com Fiorentina fora de casa
Astori e Cutrone lutaram pela posse da bola em Florença (Foto: Gabriele Maltinti/Getty Images)
Milan
1 1
Fiorentina
Milan: Sportiello; Laurini, Pezzella (Vitor Hugo, min. 73), Astori, Biraghi; Benassi (Eysseric, min. 66), Badelj, Veretout; Théréau, Simeone, Gil Dias (Chiesa, min. 54). Técnico: Stefano Pioli.
Fiorentina: Donnarumma; Calabria, Bonucci, Romagnoli, R. Rodríguez; Kessié (Locatelli, min. 90+2), Montolivo, Bonaventura (André Silva, min. 72); Suso, Cutrone, Borini (Çalhanoglu, min. 53). Técnico: Gennaro Gattuso.
Placar: 1-0, min. 71, Simeone. 1-1, min. 74, Çalhanoglu.
ÁRBITRO: Luca Banti (ITA). Cartões amarelos: Romagnoli (min. 39), Veretout (min. 82).
INCIDENCIAS: Partida válida pela 19ª rodada da Serie A, realizada no estádio Artemio Franchi, em Florença, Itália.

Fiorentina e Milan empataram em 1 a 1 neste sábado (30), no estádio Artemio Franchi, em Florença, pela 19ª rodada da Serie A. Ambas as equipes fizeram um primeiro tempo fraco, e os gols ficaram para a etapa final. Giovanni Simeone – filho de Diego Simeone, técnico do Atlético de Madrid – marcou o tento da Viola, enquanto Hakan Çalhanoglu empatou para o Diavolo.

Um dos goleiros mais promissores do futebol mundial, Gianluigi Donnarumma completou sua partida de número 100 vestindo a camisa rossonera. O jovem jogador, de 18 anos, poderia ter atingido a marca no dérbi contra a Internazionale, mas estava machucado.

Com o resultado, a Fiorentina nem sobe nem desce na tabela de classificação. O time viola permanece no oitavo lugar, com 27 pontos. Já o Milan ascende duas posições e, agora, aparece na nona colocação, com 25 pontos. Os rossoneri, porém, podem voltar ao 11º posto no decorrer da rodada.

Fiorentina e Milan voltarão a campo nos últimos dias da primeira semana de janeiro. Na sexta-feira (5), a Viola terá um difícil duelo contra a Internazionale, também em Florença, às 17h45 (de Brasília). Um dia depois, às 12h (de Brasília), o Milan enfrentará o Crotone, em Milão. Ambos os jogos válidos pela 20ª rodada da Serie A.

Primeiro tempo fraco em Florença

Ambas as equipes criaram poucas chances de gol (Foto: Gabriele Maltinti/Getty Images)
Ambas as equipes criaram poucas chances de gol (Foto: Gabriele Maltinti/Getty Images)

A primeira etapa em Florença foi morna. Com o apoio da torcida, a Fiorentina tentava propor jogo e variava seu esquema tático entre o 4-3-3 e 3-4-3. Porém, a equipe de Stefano Pioli não encontrava espaços na defesa milanista.

Já os visitantes, cujo estilo de jogo é aguardar o avanço do adversário e buscar o contra-ataque pelas pontas, trabalharam mais pela direita, com Calabria, Kessié e Suso bem ativos. No entanto, o time de Gennaro Gattuso pouco produziu no primeiro tempo. O centroavante Cutrone e o ponta-esquerda Borini, por sua vez, apareceram poucas vezes.

O jogo só foi esquentar faltando cinco minutos para o término da etapa inicial. Théréau encontrou uma brecha na defesa rossonera e acionou Simeone, que saiu cara a cara com Donnarumma e obrigou o goleiro a fazer boa defesa.

Minutos depois, Théréau apareceu mais uma vez como garçom: deu um lindo lançamento para Gil Dias, o português cabeceou forte, para baixo, Donnarumma defendeu no reflexo, e a bola ainda tocou no travessão antes de sair pela linha de fundo.

Um gol para cada lado

Bonucci não consegue cortar, e Simeone dá um disparo de cabeça para abrir o placar (Foto: Gabriele Maltinti/Getty Images)
Bonucci não consegue cortar, e Simeone dispara de cabeça para marcar (Foto: Gabriele Maltinti/Getty Images)

A Fiorentina voltou melhor do intervalo, e dois minutos após o reinício de jogo, Donnarumma precisou trabalhar. Badelj arrematou de canhota, buscando o canto baixo, mas o arqueiro milanista espalmou de mão direita.

O embate realmente estava mais animado no segundo tempo. Prova disso é que o Milan deu seu primeiro chute a gol. Em jogada individual, Suso levou para a perna canhota, bateu colocado e viu Sportiello operar grande defesa.

Os dois técnicos executaram substituições semelhantes. Borini deu lugar a Çalhanoglu no Milan, enquanto Gil Dias deixou o campo para a entrada de Chiesa na Fiorentina. Çalhanoglu continuou fazendo o mesmo papel de Borini na ponta esquerda. Já Chiesa assumiu a ponta esquerda e mandou Théréau à outra extremidade do ataque.

Aos 71 minutos, a Fiorentina abriu o placar. Biraghi cruzou na medida para Simeone soltar um petardo com a cabeça, sem chances para Donnarumma. A Viola, entretanto, não teve muito tempo para comemorar.

Três minutos depois, o Milan empatou. Suso saiu da marcação dentro da área, chutou, o goleiro defendeu, Çalhanoglu pegou o rebate e colocou 1 a 1 no placar.

Aproximando o fim de jogo, os dois goleiros garantiram o empate. Donnarumma assegurou firme o chute rasteiro de Théréau, ao passo que Sportiello defendeu o arremate de André Silva.