Técnico da Inter, Spalletti se irrita por falta de opções na zaga: "Até minha mãe sabe que precisamos"

Comandante teve que terminar o jogo contra a Fiorentina, fora de casa, com um lateral improvisado de zagueiro

Técnico da Inter, Spalletti se irrita por falta de opções na zaga: "Até minha mãe sabe que precisamos"
Spalletti perdeu a paciência após mais um jogo sem vitória (Foto: Gabriele Maltinti/Getty Images)

A Fiorentina ampliou a sequência negativa da Internazionale. Com o empate em 1 a 1 atingido nesta sexta-feira (5), em Florença, pela Serie A, o time de Milão chegou a sete jogos sem vitórias no tempo normal – precisou dos pênaltis para derrotar o Pordenone, da terceira divisão italiana, nas oitavas de final da Copa Itália. Após a partida, o técnico Luciano Spalletti conversou com o Premium Sport, na zona mista do estádio Artemio Franchi, e se mostrou irritado com a falta de zagueiros em seu elenco.

O brasileiro Miranda está fora de combate desde o jogo contra o Sassuolo, no dia 23 de dezembro, devido a uma lesão de primeiro grau no sóleo da perna direita. O substituto imediato do camisa 23 é Andrea Ranocchia, que vinha sofrendo com dores nas costelas e, no duelo com a Fiorentina, teve de ser substituído no segundo tempo. No lugar de Ranocchia, entrou o lateral-esquerdo Yuto Nagatomo, que obrigou o também lateral Davide Santon a ir para a zaga.

"Eu não sei mais o que dizer. Pois se eu disser que está faltando jogadores, como posso ir ao vestiário? Estamos em dificuldade numérica, mas como devo fazer? Eu faço meu trabalho, há dificuldades, é óbvio para todos que estamos precisando de um zagueiro. Você quer uma recompensa por poder contar o número de jogadores no plantel? Até minha mãe de 80 anos de idade, em casa, sabe que estamos precisando de um zagueiro", disparou o treinador.

Spalletti está passando perrengue sem Miranda (Foto: Marco Bertorello/AFP)
Sem Miranda, Spalletti está passando perrengue na zaga (Foto: Marco Bertorello/AFP)

Spalletti não perdoou nem o repórter que fazia a entrevista. "Você me perguntou o mesmo desde o início da temporada, eu lhe disse a mesma resposta umas 750 vezes, mas você continua perguntando. Temos que trabalhar e ganhar, não perder credibilidade e chorar pela falta de um jogador", bradou.

Na janela de transferências antes do início da temporada, a Inter contratou apenas um zagueiro: Milan Skriniar, ex-Sampdoria. O jogador, que custou certa de € 18 milhões (R$ 67,8 milhões, de acordo com a cotação da época), se firmou com um melhores beques desta edição da Serie A. Porém, depois da lesão de Miranda, nem as boas atuações do jovem eslovaco de 22 anos têm ajudado o setor defensivo.

"Temos que nos contentar com o que temos e, na minha opinião, realizamos um bom desempenho às vezes. Não vou usar isso como uma desculpa, porque eu tenho que fazer o meu trabalho e ganhar pressionando essas situações", concluiu Spalletti.