Prospecção de jovens: dirigente do Milan viaja à Alemanha para observar possíveis reforços

De acordo com jornal Gazzetta dello Sport, três atletas estão na mira do diretor Massimiliano Mirabelli

Prospecção de jovens: dirigente do Milan viaja à Alemanha para observar possíveis reforços
Thorgan Hazard e Julian Brandt serão observados por Mirabelli (Foto: Dean Mouhtaropoulos/Bongarts/Getty Images)

Massimiliano Mirabelli, diretor esportivo do Milan, confirmou nesta semana que o clube não comprará jogadores na atual janela de transferências, mas já parece estar projetando a próxima temporada. É que o cartola vai viajar à Alemanha para assistir a alguns jogos e analisar alguns jogadores promissores que podem entrar no radar do Diavolo. E, de acordo com o jornal Gazzetta dello Sport, ele já começa nesta sexta-feira (12), onde observará o jovem ponta-esquerda Julian Brandt (21), que atua no Bayer Leverkusen e que enfrenta em casa o poderoso Bayern de Munique no retorno da Bundesliga.

Já no dia seguinte, vai acompanhar in loco o encontro entre Leipzig e Schalke 04 e ficará de olho no meio-campista Maximilian Meyer (22), que atua nos visitantes e tem contrato se encerrando em junho deste ano, podendo se tornar uma grande oportunidade de mercado. No domingo (14), o dirigente vai até a cidade de Colônia observar com mais atenção o belga Thorgan Hazard (24), meia-atacante do Borussia Monchengladbach e que é irmão de Eden Hazard, do Chelsea.

+ Após primeiro gol, Bonucci descarta saída do Milan e afirma que responderá críticas em campo

Além deles, outro jogador que parece estar na agenda de observações é o volante Julian Weigl (22), que atua no Borussia Dortmund. O atleta vem se recuperando bem de grave lesão que sofreu já no fim da temporada passada e possivelmente disputará a Copa do Mundo na Rússia com a Seleção Alemã.

Mirabelli parece ter um local preferido para fazer as suas observações, já que na janela anterior trouxe dois jogadores que atuavam no futebol alemão: o lateral-esquerdo Ricardo Rodríguez, ex-Wolfsburg, e o meia-atacante Hakan Çalhanoglu, ex- Bayer Leverkusen. Ele também chegou a negociar com o Borussia Dortumund pelo atacante Pierre-Emerick Aubameyang, mas os aurinegros pediram cerca de € 100 milhões para vender o artilheiro gabonês, muito mais do que o Milan podia pagar.

Os rossoneri só voltarão a jogar na outra semana, onde visitarão o Cagliari, no domingo (21), quando a Serie A voltará às atividades normalmente.