Quagliarella marca tripletta e Sampdoria quebra invencibilidade da Fiorentina

Vitória por 3 a 1 da Samp manteve o time na zona de Europa League e acabou com sequência de oito jogos da Viola sem perder na Serie A

Quagliarella marca tripletta e Sampdoria quebra invencibilidade da Fiorentina
Foto: Paolo Rattini/Getty Images
Sampdoria
3 1
Fiorentina
Sampdoria: Viviano; Bereszynski, Silvestre, Ferrari, Strinic; Torreira, Linetty, Praet; Gastón Ramírez; Kownacki (Zapata, min. 58), Quagliarella (Caprari, min. 74). Técnico: Marco Giampaolo
Fiorentina: Sportiello; Laurini, Pezzella, Vitor Hugo; Chiesa, Badelj, Benassi (Saponara, min. 65), Eysseric (Carlos Sánchez, min. 71), Biraghi; Simeone, Babacar (Gil Dias, min. 66). Técnico: Stefano Pioli
Placar: 1-0, min. 30, Quagliarella. 2-0, min. 60, Quagliarella. 3-0, min. 68, Quagliarella. 3-1, min. 80, Carlos Sánchez
ÁRBITRO: Fabrizio Pasqua, auxiliado por Fabiano Preti e Alfonso Marrazzo. Amarelos: Torreira (SAM); Eysseric, Pezzella (FIO)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 21ª rodada da Serie A Tim 2017-18, no Stadio Luigi Ferraris, em Gênova, Itália

Em duelo direto por uma vaga à Europa League, a Sampdoria contou com Quagliarella inspirado para vencer a Fiorentina com autoridade por 3 a 1, pela 21ª rodada da Serie A. O centro-avante marcou os três gols da Samp, enquanto Carlos Sánchez fez o gol viola.

Com 33 pontos, a Sampdoria mantém a sua então ameaçada 6ª colocação, quebrando a sequência de oito jogos da Viola sem perder no Italiano - antes eram duas vitórias e seis empates. A Fiorentina parou em 28, perdeu a chance de subir na tabela e agora ocupa a 10ª posição.

Na próxima quarta-feira (24), a Sampdoria recebe a Roma, em jogo atrasado da 3ª rodada, às 17h45. No domingo (28), as equipes voltam a se enfrentar, agora pela 22ª rodada, na capital italiana, às 17h45. No mesmo dia, a Fiorentina recebe o Hellas Verona, às 12h. Partidas no horário de Brasília.

Com alguns desfalques e uma mudança de esquema tático, a Fiorentina entrou em campo com uma defesa com três zagueiros, e a Sampdoria foi superior na primeira etapa. A Samp teve 60% de posse de bola, e exigiu mais do goleiro visitante - inclusive um milagre aos 18 em finalização de Kownacki - , com cinco finalizações corretas, contra apenas uma da Viola. O gol dos mandantes veio aos 30. Praet cruzou da direita, Quagliarella ganhou a dividida de Pezzella e fuzilou Sportiello para abrir uma vantagem para o intervalo em Gênova.

O panorama da segunda etapa não sofreu grandes alterações, apesar de a Fiorentina chegar a assustar Viviano, a Sampdoria continuou sendo o melhor time em campo. Aos 15, Ramírez conseguiu ótimo passe e Quagliarella saiu frente a frente com o goleiro, tocando na saída de Sportiello para ampliar a vantagem. Stefano Pioli fez duas alterações na Viola aos 20, para tentar uma mudança de postura, porém, aos 23, Praet conectou Ramírez, que deu mais um assistência para Quagliarella completar sua tripletta e fazer 3 a 0.

A Viola conseguiu descontar aos 35: Biraghi cobrou escanteio, Saponara desviou e Carlos Sánchez desviou de cabeça para fazer 3 a 1, mas a reação parou por aí. Assim, a Sampdoria manteve sua posição na zona de UEL e quebrou a sequência de oito jogos da Fiorentina sem perder na Serie A.