Com dois gols de Kessié, Milan conquista primeira vitória de virada na Serie A contra Cagliari

Volante se destaca com grande atuação e assegura três pontos ao Diavolo

Com dois gols de Kessié, Milan conquista primeira vitória de virada na Serie A contra Cagliari
Kessié foi às redes duas vezes (Foto: Divulgação/AC Milan)
Cagliari
1 2
Milan
Cagliari: Cragno; Romagna, Ceppitelli, Pisacane; Faragò, Barella, Cigarini, Ionita (Deiola), Padoin (Cossu); Sal (Farias), Pavoletti. Técnico: Diego López
Milan: Donnarumma; Calabria, Bonucci, Romagnoli e R. Rodríguez; Biglia, Kessié (Borini) e Bonaventura (Locatelli); Suso (Abate), Kalinic e Çalhanoglu. Técnico: Gennaro Gattuso
Placar: 1-0, min. 8, Barella. 1-1, min. 36, Kessié. 1-2, min. 42, Kessié.
ÁRBITRO: Marco Guida (ITA). Cartões amarelos: Kalinic (min. 27), Suso (min. 45), R. Rodríguez (min. 56), Barella (min. 65), Deiola (min. 72), Pavoletti (min. 81), Cigarini (min. 90+4). Cartões vermelhos: R. Rodríguez (min. 80), Barella (min. 88).
INCIDENCIAS: Partida válida pela 22ª rodada da Serie A, realizada na na Sardegna Arena, em Cagliari, Itália.

Milan conquistou sua primeira vitória de virada na atual edição da Serie A. Os rossoneri visitaram o Cagliari, na Sardenha, neste domingo (21), em jogo válido pelo 21ª rodada da liga, e venceu por 2 a 1. O promissor meia Nicoló Barella abriu o placar para o time rossoblù, mas o volante Franck Kessié marcou duas vezes e garantiu o triunfo para o Diavolo.

A derrota fez o Cagliari se manter na 16ª colocação na tabela com 20 pontos e começa a ver a zona de rebaixamento se aproximando. Na próxima rodada, visita o Crotone, em duelo direto na luta contra a degola.

Já o Milan subiu na tabela e agora é o sétimo colocado com 31 pontos. Receberá a Lazio na próxima rodada, buscando manter a boa fase.

Milan toma susto, mas vira o placar

O jogo começou com o Diavolo tomando a iniciativa das ações ofensivas, mas foi surpreendido logo aos sete minutos, quando Barella recebeu a bola pelo lado esquerdo do ataque do Cagliari, invadiu a área e chutou no canto, Donnarumma foi pra bola, mas errou o tempo e não impediu o gol.

Esse gol, porém, não mudou o panorama da partida, mas deixou os donos da casa um pouco mais confiantes para tocar a bola no meio de campo e no ataque. O Cagliari quase aumentou o placar em boa trama ofensiva que terminou num belo passe para Diego Farias, o atacante chutou, Donnarumma defendeu com os pés e no rebote, a defesa afastou.

O Milan chegou com perigo com Kessié que fez tabela com Kalinic e mandou um chutaço de fora da área, mas Cragno fez grande defesa. Alguns minutos depois, Kalinic recebeu na área e foi derrubado, pênalti para o Diavolo: na cobrança, Kessié bateu com muita categoria e igualou o marcador.

Não contente com o empate, o time dirigido por Gennaro Gattuso seguiu pressionando o Cagliari e quase virou em finalização do camisa 7 do Milan, mas o atacante croata bateu muito fraco. Mas a vantagem rossonera veio um pouco antes do apito final, a bola ficou com Kalinic que inteligentemente tocou para trás e o volante marfinense completou para o fundo das redes, marcando seu segundo gol no jogo.

Cagliari tenta, mas Milan consegue segurar a vitória

Na segunda etapa, o panorama mudou um pouco, já que o Cagliari estava atrás do placar e precisava sair mais para o jogo em relação a primeira etapa. Já o Milan mantinha a posse de bola, porém com mais cadência, buscando acalmar o ímpeto dos donos da casa.

Mas a primeira chance foi do Milan com o dono da partida, Kessié dominou de frente para a área, mas mandou pra fora. O Cagliari investia bastante na bola alta que poderia favorecer o centroavante Pavoletti, mas Bonucci e Romagnoli o marcaram muito bem.

Em novo ataque do Diavolo, Bonaventura recebeu passe de Çalhanoglu e mandou no cantinho, mas Cragno fez outra grande defesa e evitou o terceiro gol rossonero. Alguns minutos depois, os donos da casa assustaram com Farias que aproveitou rebote do Donnarumma, mas chutou para fora.

O segundo tempo também foi marcado por muitos erros de ambas as equipes que se defendiam bem, mas não conseguiam criar chances claras de gol. Muitos erros de passe, muitas faltas e muito nervosismo que minaram a equipe do Cagliari que não conseguiu ser efetiva, melhor para o Milan que defendia o resultado.

No final da partida, ainda ocorreram duas expulsões: primeiro de Ricardo Rodríguez, do Milan, deixando a equipe rossonera com um a menos por alguns minutos, até Barella cometer falta em Biglia e também deixar o campo mais cedo. Em uma última bola na área, Romagna subiu mais que todo mundo e cabeceou pra fora, decretando o resultado final da partida.