Verona goleia Fiorentina fora de casa e respira na luta contra rebaixamento

Viola falha muito, visitantes aproveitam e vencem por 4 a 1 em pleno Artemio Franchi

Verona goleia Fiorentina fora de casa e respira na luta contra rebaixamento
Foto: Francesco Grigolini/Fotoexpress/Hellas Verona
Fiorentina
1 4
Hellas Verona
Fiorentina: Sportiello; Laurini, Pezzella (Milenkovic, min. 73), Astori, Biraghi; Badelj, Veretout, Benassi (Gil Dias, intervalo); Chiesa, Thereau (Saponara, intervalo), Simeone. Técnico: Stefano Pioli
Hellas Verona: Nicolas; Ferrari, Caracciolo, Vukovic, Farès; Rômulo (F. Zuculini, min. 89), Büchel, Valoti, Ryder Matos; Kean (Souprayen, min. 62), Petkovic (Calvano, min. 70). Técnico: Fabio Pecchia
Placar: 0-1, min. 11, Vukovic. 0-2, min. 20, Kean. 0-3, min. 46, Kean. 1-3, min. 53, Gil Dias. 1-4, min. 55, Ferrari
ÁRBITRO: Claudio Gavillucci, auxiliado por Daniele Bindoni e Emanuelle Prenna. Amarelos: Benassi, Biraghi (FIO); Caracciolo, Kean, Valoti, Farès (VER)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 22ª rodada da Serie A Tim 2017-18, no Stadio Artemio Franchi, em Florença, Itália

Penúltimo colocado da Serie A, o Hellas Verona visitou Florença e saiu com um grande resultado diante da Fiorentina. A goleada por 4 a 1 foi construída com gols de Vukovic, Kean (duas vezes) e Ferrari. O gol da Viola foi marcado por Gil Dias.

Agora sem vencer há quatro rodadas, a Fiorentina para nos 28 pontos, estacionada na 11ª posição. O Verona continua em 19º, com 16, três pontos atrás da saída da zona de rebaixamento.

No próximo domingo (4/2), a Fiorentina joga o derby dell'Appennino contra o Bologna, fora de casa, às 12h. No mesmo dia, mas às 9h30, o Verona joga em casa contra a Roma. Jogos no horário de Brasília.

Ex-Viola aparecem para dar assistência e Verona abre vantagem

Voltando a ter todos os jogadores disponíveis, o técnico Stefano Pioli escalou o seu XI titular mais recorrente, mas a Fiorentina fez uma partida sem a mesma consistência de outros momentos. Logo aos 2, Chiesa aproveitou escorregão de Farès e tocou para Simeone, que finalizou tirando do goleiro, mas a bola foi tirada em cima da linha.

Apesar deste começo promissor, a Viola foi castigada pela desatenção aos 11. Na segunda tentativa de cruzamento decorrente de um escanteio, Rômulo levantou na segunda trave e o estreante Vukovic subiu mais alto que a defesa e abriu o placar para os visitantes.

Mesmo tendo mais de 67% de posse de bola e 10 finalizações, contra quatro do Verona, a Fiorentina se mostrou um time nervoso e desesperado após sair atrás do placar. Aos 18, Chiesa pegou o rebote na entrada da área, girou para cima da defesa e finalizou, com desvio, perigosamente à direita do gol. No minuto seguinte, em jogada de contra-ataque pela direita, Ryder avançou, cruzou de bico e Kean apareceu na entrada da pequena, finalizando de primeira e ampliando a vantagem do Verona.

A Fiorentina manteve a posse e o domínio territorial no restante da primeira etapa, mas cedeu contra-ataques perigosos para o Verona e teve dificuldades para superar a defesa rival. Aos 31, após lançamento do campo de defesa, Kean ganhou dos dois zagueiros e finalizou de pé esquerdo, por cima. Dois minutos depois, Benassi recebeu na entrada da área e ajeitou para Simeone, que limpou a marcação e finalizou de canhota, para fora. Apesar das tentativas da Viola, principalmente por parte de Chiesa, o time da casa ouviu vaias após o apito final do árbitro na primeira etapa e foi para o intervalo perdendo por 2 a 0.

Verona aproveita falhas e goleia em Florença

Para o segundo tempo, o técnico Stefano Pioli trocou os pouco participativos Benassi e Thereau por Saponara e Gil Dias. Logo nos primeiro segundos, a Fiorentina teve chance de descontar. Chiesa recebeu de Biraghi, chutou forte de canhota e carimbou a trave. Mas, no contra-ataque na sequência, Petkovic avançou pela esquerda e assistiu Kean, que bateu de primeira para fazer 3 a 0.

A Viola teve um sopro de esperança aos 8. Gil Dias fez jogada individual pela direita, e arriscou chute forte de canhota, vencendo Nicolas e descontando para os mandantes. Porém, o Verona tratou de acabar com a esperança da Fiorentina. Dois minutos depois, após cruzamento da direita, Laurini afastou para a frente da área, e Ferrari completou para transformar a vitória dos visitantes em goleada.

No restante da partida, a Fiorentina, pressionada pela torcida, tentou voltar para o jogo, mas falhou nas finalizações. Aos 14, Biraghi roubou a bola no campo de ataque, bateu forte de canhota, mas Nicolas segurou firme. Aos 25, após combinação de Biraghi com Chiesa, Badelj finalizou de pé esquerdo, mas parou na trave.

Aos 32, após bola rebatida na área, Gil Dias ficou com rebote e finalizou, mas Nicolas evitou milagrosamente o segundo gol do português. O Verona teve tranquilidade e maturidade para administrar sua grande vantagem e, apesar de ser pressionado, não teve sua vitória ameaçada.

Já nos acréscimos, Veretout bateu falta e Saponara, na pequena área, finalizou de cabeça, mas perdeu grande chance, mandando à direita do gol. No fim, a Fiorentina voltou a perder em casa, aumentou a desconfiança sobre o elenco e se afastou ainda mais mais da parte de cima da tabela, enquanto o Verona conquistou um grande resultado para inspirar o time na luta contra o descenso.