Nainggolan se espelha em Totti e não descarta assinar contrato vitalício com a Roma

Feliz no clube, meia não demostra vontade de trocar de time

Nainggolan se espelha em Totti e não descarta assinar contrato vitalício com a Roma
Nainggolan afastou mais uma vezes os rumores de que poderia deixar a Roma (Foto: Soccrates Images/Getty Images)

Encerrou-se mais uma janela de transferências e Radja Nainggolan, apesar de ter o nome ligado a várias equipes da Premier League e da China, permaneceu na Roma. Pilar do meio-campo giallorosso, o belga não mostra vontade de deixar o clube, pelo contrário.

"Estou muito feliz com a Roma e não vejo nenhum motivo para sair", afirmou ao canal Sky Sports Italia. "Tenho tudo o que preciso, já que nessas situações nem uma tonelada de dinheiro pode mudar sua ideia", completou o camisa 4, que não descartou a possibilidade de assinar um contrato vitalício com a agremiação italiana.

"Eu poderia assinar um contrato de vida com a Roma, haja vista que já disse não a muitos outros clubes. A menos que, claro, um dia eles decidam me expulsar. Agora estou feliz aqui e o importante para mim é ser feliz", ressaltou.

+ Polêmico, Nainggolan reitera 'ódio' à Juventus e fala sobre afastamento da Seleção Belga

Caminhando para deixar seu nome marcado na história da Roma, Nainggolan se espelha na maior bandeira do clube, Francesco Totti. O ex-camisa 10 pendurou as chuteiras ao fim da última temporada e virou diretor do clube.

"Ele era um jogador no cenário mundial e em todos os lugares que ele tocava, as pessoas gritavam o seu nome. Eu acho que ele ganhou respeito no campo por ser o campeão que ele era. Quando se aposentou, todos no estádio foram às lágrimas. Tinha que acontecer mais cedo ou mais tarde, mas era um momento horrível para ele. Ainda sentimos falta dele no vestiário, ele representa a Roma", disse.

Totti é uma referência para Nainggolan (Foto: Alberto Pizzoli/AFP)
Totti é uma referência para Nainggolan (Foto: Alberto Pizzoli/AFP)

Nainggolan revelou, ainda, que demorou a se acostumar com a figura do "Totti dirigente", e destacou a importância do ex-jogador, mesmo que sem meião e chuteira, dentro do vestiário da equipe.

"Totti continua sendo uma pessoa muito importante para mim. Foi estranho para ele no início, mas com esse novo papel dentro do clube, ele pode entrar no vestiário e tentar estar perto do time. É sempre bom ter seu rosto sorridente e um ex-jogador que pode nos dar uma mão nos bastidores", concluiu.