Manchester United melhora no segundo tempo, bate Norwich e segue sonhando com Champions

Red Devils melhoram na segunda etapa, vencem Norwich com gol de Mata e agora torcem para um tropeço do rival City; Norwich aproxima-se da queda

Manchester United melhora no segundo tempo, bate Norwich e segue sonhando com Champions
Foto: Mike Hewitt/Getty Images
Norwich City
0 1
Manchester United
Norwich City: Ruddy; Pinto, Martin, Bassong, Olsson; Redmond, Howson (Dorrans), O'Neil, Brady Mbokani); Hoolahan; Jerome (Bamford). Alex Neil.
Manchester United: De Gea; Valencia, Smalling, Rojo, Darmian (Jackson); Carrick (Mensah), Herrera, Mata, Lingard (Schneiderlin); Memphis, Rooney. Van Gaal.
Placar: 0-1, Mata (71').
ÁRBITRO: C. Pawson. Cartões amarelos: O'Neil (92').
INCIDENCIAS: Partida válida pela 37ª rodada da Premier League, realizada no Carrow Road, Norwich, Norfolk.

Na manhã desse sábado (7), o Norwich City recebeu a equipe do Manchester United no Carrow Road, em partida válida pela 37ª rodada da Premier League. Os visitantes saíram vitoriosos por 1 a 0, com gol marcado por Juan Mata

Com  a vitória, o United chega aos 62 pontos e fica a apenas um do rival City, que entra em campo amanhã diante do Arsenal. Já o Norwich aproxima-se da Champioship e continua na 19ª colocação com 31 pontos.

Na próxima rodada, a última, o Norwich visita o Everton. Já o Manchester United tem partida atrasada na terça-feira (10), contra o West Ham, em Londres. 

Primeira etapa morna e placar inalterado

Nos 45 minutos iniciais, as chances criadas pelas equipes foram reduzidas e os goleiros pouco trabalharam. O United começou a partida tentando dominar o meio de campo com Mata, Herrera e Lingard. Porém, essa tentativa pouco durou, visto que as primeiras boas chegadas foram dos donos da casa. Pela direita, o Norwich tentou uma investida inicial, mas a zaga do Manchester United cortou.

Antes do fim dos dez minutos iniciais, Jerome teve uma boa oportunidade, talvez a melhor da primeira etapa. O camisa 10 recebeu cruzamento da esquerda e cabeceou bem para boa defesa de De Gea.

Com a ausência de Martial, vetado pouco antes do começo do confronto, a equipe de Van Gaal tinha pouca criatividade e Memphis, que jogava na sua posição, pouco fazia. Quando tinha oportunidades individuais perdia facilmente a bola para os defensores dos Canários.

Valencia, pela direita, tentava chegar e quase criou uma boa oportunidade após entrar na área com velocidade e tentar tabela com Mata, mas a bola não retornou aos pés do equatoriano e ficou com a zaga do Norwich. Pouco depois, Mata teve chute prensado e em seguida sofreu falta frontal ao gol. Na cobrança, Memphis bateu mal e jogou na barreira. O jovem Lingard também tentou de fora da área, entretanto, não ofereceu perigo ao gol de Ruddy.

Como resposta, o time treinado por Neil saia para o ataque nos contra-ataques, porém o último passe não saiu como esperado e pouco perigo foi levado a meta de De Gea. Já no fim do primeiro tempo, Jerome tentou jogada individual, todavia, Rojo cortou. 

United é melhor no segundo tempo; Mata marca e garante vitória

A segunda etapa foi muito diferente da primeira. O time de Manchester voltou melhor e conseguiu jogar o que não jogou no primeiro tempo. Do outro lado, o Norwich lutou, mas não chegou ao gol.

O time treinado por Van Gaal parecia outro no segundo tempo. Peças como Rooney, Herrera e Mata, principalmente, apareceram frequentemente nos 45 minutos finais. Logo aos seis minutos, Mata, pela direita, lançou Ander Herrera dentro da área e o ex-jogador do Athletic Bilbao desequilibrado finalizou para fora.

Do outro lado, o Norwich não ameaçava o gol de De Gea, até que o jovem Borthwick-Jackson falhou e a bola sobrou para O’Neil, que finalizou perigosamente sobre o gol do goleiro espanhol. Aos 26 minutos, Rooney, como centroavante, foi lançado no comando de ataque, limpou bem a zaga adversária, teve calma e rolou para Mata finalizar de forma segura e enfim abrir o placar.

Foto: Mike Hewitt/Getty Images
Foto: Mike Hewitt/Getty Images

Dois minutos depois, o Norwich assustou a torcida do United, pois após cobrança de falta, Jerome cabeceou para fora. De acordo que o jogo ia se aproximando do seu final, os Red Devils perdiam chances de ampliar o placar. Inicialmente, Schneiderlin, que havia entrado no lugar de Lingard, perdeu boa oportunidade de marcar ao finalizar para fora, de forma perigosa.

Pouco depois, Depay, que fez partida fraca, quase marcou. O atacante holandês cobrou falta bem e a bola saiu por pouco do gol de Ruddy. E já no último minuto de jogo, Ander Herrera puxou contra-ataque, passou para Mata e recebeu de volta do espanhol, mas o camisa 21 finalizou mal por cima da meta do Norwich.