Burnley vence já rebaixado Charlton e conquista título da Championship

O time de Lancashire, que vive momentos de sobe e desce para a Premier Legue, estará de volta na temporada 2016-17

Burnley vence já rebaixado Charlton e conquista título da Championship
Foto: Justin Setterfield/Getty Images
Charlton
0 3
Burnley
Charlton: Heaton; Lowton, Keane (Duff, min. 85), Mee, Ward; Boyd, Marney, Barton, Arfield (Dyer, min. 72); Vokes (Barnes, min. 64), Gray.
Burnley: Pope; Fanni, Diarra, Teixeira, Fox; Harriot (Suk-Young, min. 83), Kashi (Ba, min. 88), Cousins, Lookman; Gudmundsson (Jackson, min. 67), Vetokele.
Placar: 0-1, min. 20, Vokes. 0-2, min. 49, Boyd. 0-3, min. 51, Gray.
ÁRBITRO: Roger East. Amarelos: Barnes (min. 66). Harriot (min. 72)
INCIDENCIAS: Última rodada da football championship 2015-16, a ser jogada em The Valley, em Londres, Inglaterra; a partida começa às 8h30.

O Burnley venceu o já rebaixado Charlton Athletic para garantir o título da Football League Championship - a segundona inglesa, aplicando um sonoro 3 a 0 contra os mandantes da vez no The Valley, em jogo da 46ª e última rodada do certame, em jogo ocorrido nesse sábado (7) às 8h30.

Com isso o time de Lancashire alcançou 93 pontos, ficando a frente de Middlesbrough e Brighton & Hove - os rivais que ainda tinham pretensões ao título e que empataram neste sábado, na disputa pela acirradissima Championship. Já o desesperançoso Charlton manteve-se nos 40 pontos e na 22ª colocação, sendo rebaixado junto com MK Dons e Bolton.

No próximo ano, os caminhos não poderiam ser mais distintos, afinal com todas as honrarias possíveis, o time dos Clarets conseguiu recuperar-se e alcançar novamente a desejadíssima Premier League para a temporada 2016/17. Enquanto isso, o Charlton se pôs um degrau abaixo nesse sonho do primeiro escalão, sendo relegado à Football League One - terceira divisão do futebol inglês.

O recém-promovido clube contou para seu título com uma série de veteranos clássicos do futebol inglês, entre os titulares está o falastrão Joey Barton, enquanto ainda compõem o elenco o ex-goleiro do English Team, Paul Robinson, além de Michael Duff, ex-capitão da seleção irlandesa. Outras figurinhas conhecidas são no ludopédio da terra da rainha podem ser vistas no campeão recém-promovido, como Stephen Ward e Llod Dyer.

Clarets começam a construir o resultado

Ao contrário do que poderia se esperar de um jogo onde os dois times já tem seus destinos definidos, a partida começou quente e aberta. Tanto dono da casa, quanto visitante buscavam jogo e criavam oportunidade, um verdadeiro espetáculo.

Mas aos 20 minutos, os francos postulantes a campeões da temporada 2015/16, deram números iniciais ao placar. O lateral-esquerdo Stephen Ward mandou a bola para o centroavante Sam Vokes, que pertinho do gol bateu sem chances para o protetor da meta adversária e fez 1 a 0.

O restante do jogo reservou um verdadeiro bombardeio para o goleiro Tom Heaton do Burnley, que se saiu muito bem, defendendo os chutes de Johann Berg Gudmundsson e Callum Harriot, logo após o gol de sua equipe.

A toada final da primeira etapa via o Charlton, mesmo que já relegado, tentando por água no chope de seu rival do dia e tentando - ao menos - mostrar uma boa despedida para sua torcida na Championship, conseguindo voltar para o vestiário a frente dos visitantes tanto em chutes a gol, quanto em posse de bola.

O título vai para Lancashire

Sem deixar o adversário respirar, a mudança era visivel do lado visitante. O Burnley com quatro minutos jogados pela segunda etapa, consegue um gol importantíssimo. Após passe de Andre GrayGeorge Boyd arriscou de fora da área com a perna esquerda e acertou o canto direto do goleiro Nick Pope. 2 a 0 para o time de grená.

O time de Lancashire parecia em estado de graça, ao passo que dois minutos depois, veio mais um tento. Gray recebeu de Dean Marney e sem ângulo encontrou em um chute de esquerda o canto esquerdo da meta adversária, ampliando o placar para um já elástico 3 a 0.

Nos minutos seguintes ao gol, pouco vinha acontecendo. Mas mesmo com a enorme desvantagem, méritos devem ser dados ao time do Charlton, que continuava buscando jogo e deram um susto quando o cronômetro marcava exata uma hora de jogo, somando-se os dois tempos, quando Igor Vetokele bateu cruzado de direita e viu a bola passar a centímetros da trave. 

Apesar de o time mandante ainda fazer algum esforço, pouquíssimo aconteceu após o terceiro gol do certame. Apenas esperava-se o apito final para o Burnley soltar de vez o grito de "é campeão!" só que com toda a fleuma britânica, é claro.