Mesmo após derrota, Van Gaal mantém crença em vaga do United na UCL: "Ainda estamos na briga"

Com a derrota desta terça, o Manchester United não depende apenas de si para conseguir uma classificação para a Champions League

Mesmo após derrota, Van Gaal mantém crença em vaga do United na UCL: "Ainda estamos na briga"
(Foto: Paul Gilham/Getty Images)

Os sonhos de classificação do Manchester United para Champions League 2016-17 ficaram difíceis nesta terça-feira (10). Em jogo atrasado da 30ª rodada, os Red Devills foram a Londres enfrentar o West Ham na despedia de seu estádio, Boleyn Ground. E com a derrota por 3 a 2, o time do treinador Van Gaal não depende mais de si para conseguir uma classificação para a competição europeia na última rodada da Premier League.

O jogo foi agitado e com duas viradas no placar. Os Hammers saíram na frente com gol de Sakho logo aos 10 minutos, mas Martial marcou duas vezes para virar a favor do United no segundo tempo. Porém, não demorou muito para o West Ham empatar com Antonio, quatro minutos depois que Martial virou, aos 76’. Aos 80’, a virada do West Ham veio com Wiston Reid.

O resultado deixou o lado azul de Manchester feliz. Agora, o Manchester City precisa ganhar seu jogo final para que o Manchester United não tenha mais chances de classificação. Para Van Gall, a briga não acabou ainda, mas o resultado foi frustrante.

O desapontamento é porque estávamos ganhando de 2 a 1. Mudamos a partida a nosso favor de um jeito fantástico. Mas eles ganharam com duas bolas paradas. Eu disse no conferência antes do jogo que seria um jogo emocional. Os torcedores estavam desde o primeiro minuto cantando. Claro que isso foi uma grande influência. As circunstâncias da partida não eram normais. Como somos o Manchester United, tínhamos que saber lidar com isso. Na última partida podemos passar o City, ainda. Eles podem perder e nós ganharmos. Brigamos a temporada inteira por vaga na Champions League e brigaremos até o final. Podemos terminar em 4º ainda. A diferença é que agora dependemos do City perder ponto e antes tínhamos a classificação em nossas mãos”, disse.

"As circunstências foram anormais, mas não estou procurando desculpas. Quando você está 2 a 1 na frente faltando 20 minutos de jogo, você tem que manter a posse de bola. Demos muitas faltas a eles também e, assim, os convidamos para jogar a bola na nossa  área e pagamos por isso", continuou o holandês.

Na próxima rodada, o Manchester United joga em casa, no Old Trafford, contra o Bornemouth, que não batalha mais contra rebaixamento. Já o Manchester City vai ao país de Gales enfrentar o Swansea, que também não batalha por muito na Premier League.

"Hoje foi um golpe duro de aceitar, mas contra o Bornemouth temos quer jogar nosso máximo para não darmos ao Manchester City uma passagem de graça para a Champions League. Nessa liga resultados inesperados acontecem com frequência e o Swansea está numa forma muito boa. Mas temos um jogo difícil contra o Bornemouth também”, finalizou Van Gaal.