Guus Hiddink afirma decepção com gol de empate sofrido no último minuto

O técnico do Chelsea também rasgou elogios a Eden Hazard pela grande partida e pelo gol marcado

Guus Hiddink afirma decepção com gol de empate sofrido no último minuto
Guus Hiddink cumprimentando Jürgen Klopp (Foto: Divulgação/Chelsea)

Nesta quarta (11), o Chelsea foi a Anfield enfrentar o Liverpool em partida que havia sido adiada do Campeonato Inglês e empatou por 1 a 1. Hazard abriu o placar para os Blues e Benteke empatou no fim da partida. Com o resultado, o Chelsea permanece em 9º, já o Liverpool, permanece em 8º. 

Após a partida, Guus Hiddink concedeu entrevista coletiva: "Foi, naturalmente, uma grande decepção no último minuto, mas posso dizer que o Chelsea jogou um jogo perfeito hoje à noite," disse, Hiddink entusiasmado. "Estávamos na defensiva bem organizados. Ofensivamente nós tivemos a intenção de marcar o que nós fizemos através do belo gol do Éden [Hazard]."

"Depois disso, tivemos a intenção de ir para o segundo, mas nós não matamos o jogo no segundo tempo. Tivemos duas ou três chances boas, mas geralmente eu posso estar muito satisfeito com o desempenho da equipe, embora foi um belo presente para o Liverpool no último minuto. Jogamos com muita intenção e ambição e é assim que eu gosto de ver-nos jogar."

Eden Hazard foi a estrela do jogo, marcou para o Chelsea e Hiddink sente que ele está perto de voltar à boa forma: "Ele teve um ano difícil. Ele teve lesões, voltava, tinha mais lesões, e o tornou vulnerável fisicamente. As últimas semanas ele vem trabalhando em um programa para tirá-lo totalmente em forma. Nós não jogamos com ele em jogos inteiros. Ele está constantemente recebendo sua forma, e você pode ver o que ele é capaz de fazer."

"A natureza deu-lhe um monte de talento. Ele é talentoso, ele é inteligente, ele pode ganhar um-contra-um em qualquer lugar do campo, o que é muito importante. Ele joga com coragem. Ele recebe um monte de contato físico, mas mesmo assim ele continua. Ele está em forma, mentalmente e fisicamente, e é um prazer ver esses tipos de jogadores. Todo o trabalho num emprego recebe críticas e é como você lida com isso. Eles são todos humanos e pode ser possível que isso afeta você um pouco, mas é sempre bom ver a reação quando você está criticado como ele era."

Guus Hiddink colocou o atacante Tammy Abraham, jogador formado nas categorias da base do Chelsea em campo, e comentou sobre a estreia do jovem: "Eu gostei muito da atitude do jovem. Ele está treinando de vez em quando com a gente. Ele tem desempenhado um monte de jogos com os Sub-21, com a sub-19s, com os menores de 18 anos, é o que tem dificultado um pouco para estar conosco por um longo tempo, que é a coisa mais importante, mas ele tem estado conosco por um par de semanas e podemos ver o seu potencial."

"É claro que ele deve crescer com os seus pequenos toques, mas isso é normal para um menino de 18 anos de idade. Ele já desempenha fisicamente como um homem, e é bom ver aqueles jogadores que vem da Academia."

Hiddink falou com profundidade sobre os jogadores da Academia do Chelsea e a importância de colocar esses jogadores para treinar com a equipe principal: "A Academia está entregando, e outros jogadores como Traore que têm estado conosco por um longo tempo."

"Há outros jogadores treinando com a gente que gostaria de ver mais. Eu tenho um ponto que é um pouco controverso. Quando Chelsea está jogando em um monte de campeonatos - Sub-18, Sub-19, Sub-21 - é bom ter ganho estes copas, mas é ainda melhor quando esses caras têm suas sessões de treinamento com a gente também. Não podemos avaliar a forma como abordamos o seu futuro. Nós mostramos com Traore no último semestre. Quando cheguei, ele era como um bezerro que estava cambaleando, mas agora ele está se acostumando com o futebol dos homens. Tammy quando ele está treinando com a gente já está mostrando que ele pode aprender muito rápido.

"Assim que possível, devem intensificar, mas não é fácil. Primeiro, eles devem jogar com os homens que experimentaram o futebol da Premier League por um longo tempo. Você pode dar um monte de jovens a sua estreia, mas não ir até o topo, porque não é fácil fazer o último passo, e eles seriam expostos sem ter ainda a qualidade ou a substância para fazê-lo."

O Chelsea volta à campo no próximo domingo (15) contra o campeão Leicester City, em Stamford Bridge.