Depois de péssima campanha, Everton demite técnico Roberto Martínez

Depois de outra temporada 'sem sal', treinador espanhol viu seu trabalho questionado pela direção e torcida e não suportou a pressão

Depois de péssima campanha, Everton demite técnico Roberto Martínez
Foto: Christopher Lee/Getty Images

Depois de 37 rodadas, o Everton contabiliza 10 vitórias, 14 empates e 13 derrotas num total de 44 pontos, ocupando a 12ª posição. Na temporada passada terminou uma posição acima do que está hoje. Esses dois desempenhos que segundo os torcedores não estão à altura do clube, levou à demissão do treinador da equipe Roberto Martínez nesta quinta-feira (12), anunciado pelo clube em seu perfil oficial no Twitter. O espanhol ainda tinha mais três anos de contrato com o clube de Merseyside, que agora procura um novo manager.

Durante as três temporadas em que esteve no comando dos Toffees, Martínez viu seu trabalho seguir o caminho contrário ao sucesso: no primeiro ano (temporada 2013/14) conseguiu um quinto lugar e a maior pontuação da história do clube na Premier League, o que elevou as expectativas para os próximos anos, visto que tinha bons jovens jogadores em mãos.

Nos dois anos que se sucederam, campanhas em 11ª em 2014/15 e atual 12ª na PL fizeram com que os torcedores do Everton questionassem os métodos feitos pelo ex-Wigan, o que acarretou na sua demissão. Apesar de tudo, a direção, em nota no site oficial da agremiação, exaltou as coisas boas que o treinador trouxe ao seu agora ex-clube.

“O Presidente e a Direção gostaria de deixar claro seus agradecimentos pela dedicação e compromisso que Roberto [Martínez] mostrou ao longo das três temporadas no clube. Martínez tem sido um grande embaixador do time, conduzindo ele mesmo na maioria das vezes com muita integridade e dignidade. Assegurou, além da maior pontuação na Premier League, um lugar nas oitavas de final da UEL e participação nas semifinais das duas competições domésticas [Copa da Liga e Copa da Inglaterra]. Ele também tem tido participação enorme no desenvolvimento de alguns jovens jogadores, os treinando até honras internacionais”, escreveu o Everton.

Agora o time de Liverpool corre contra o tempo para achar um novo treinador e iniciar o planejamento para a nova temporada. Frank de Boer, que deixou o Ajax, Manuel Pellegrini, Ronald Koeman, Mark Hughes e até Rafa Benítez são os nomes mais especulados para assumir o cargo deixado por Martínez. David Unsworth, treinador do sub-21, será o encarregado de treinar o time contra o Norwich City no domingo, na partida final da PL.