Brighton sofre com lesões e vê Sheffield Wednesday abrir vantagem por vaga na PL

Visitantes fizeram três alterações por problemas físicos e ficaram com um a menos após lesão de Knockaert em derrota por 2 a 0, que deixa os Owls perto da final dos playoffs

Brighton sofre com lesões e vê Sheffield Wednesday abrir vantagem por vaga na PL
Wallace abriu o caminha da vitória dos mandantes (Foto: Divulgação/Sheffield Wednesday)
Sheffield Wednesday
2 0
Brighton
Sheffield Wednesday: Westwood; Hunt, Loovens, Lees, Pudil; Bannan, Lee, Alex López (Nuhiu, min. 64), Wallace (Marco Matias, min. 67); Forestieri, Hooper (Lucas João, min. 83). Técnico: Carlos Carvalhal
Brighton: Stockdale; Bruno, Goldson (Rosenior, min. 39), Greer, Bong; Sidwell (Towell, min. 49), Kayal, Skalak, Knockaert; Baldock, Hemed (Wilson, min. 39). Técnico: Chris Hughton
Placar: 1-0, min. 45, Wallace. 2-0, min. 74, Lee
ÁRBITRO: Andre Marriner, auxiliado por Scott Ledger e Darren Cann. Amarelos: Wallace, Pudil, Marco Matias (SHW); Bruno (BHA)
INCIDENCIAS: Partida de ida das semifinais dos playoffs de acesso da Championship 2015-16, no Estádio Hillsborough, em Sheffield, Inglaterra. Público: 34.260 torcedores

Na partida de ida das semifinais dos playoffs da Championship, que definem o último time a subir para a Premier League, o Sheffield Wednesday, que terminou a fase regular em 7º, aproveitou os problemas físicos do Brighton, que foi o 3º, e venceu por 2 a 0. Wallace e Lee marcaram os gols que dão boa vantagem para os Owls no segundo jogo.

A partida de volta, no American Express Stadium, em Brighton, acontece na próxima segunda-feira (16), às 15h45. Não há critério de gols fora de casa, somente saldo de gols. Portanto, se o Brighton vencer por dois gols de diferença, o jogo vai para a prorrogação.

Owls largam na frente em primeiro tempo equilibrado

Por jogar em casa, o Sheff Wed começou o jogo pressionando e jogando perto da área do Brighton, mas os visitantes conseguiram a primeira grande chance. Aos 7, em grande jogada de Knockaert pela direita, Bruno cruzou para a área e Baldock bateu de primeira, mas a bola desviou na defesa e saiu pela linha de fundo. Na cobrança de escanteio, Hemed tocou de cabeça e acertou a trave de Westwood.

A resposta dos Owls veio aos 9. Após jogada pelo meio com Forestieri, que avançou pelo meio e rolou para Wallace bater forte de fora da área, mas Bong tirou no meio do caminho. Instantes depois, Wallace novamente arriscou de longe e desta vez exigiu grande defesa de Stockdale.

Depois do começo superior dos mandantes, o Brighton passou a controlar a posse de bola e correr menos riscos, enquanto o Wednesday apostava nos contra-ataques. Aos 19, em jogada que começou no lançamento do goleiro, Hooper tentou desviar, mas a bola passou e sobrou com Forestieri, que bateu forte e marcou o gol pros mandantes. A torcida dos mandantes chegou a comemorar o gol, mas o assistente Darren Cann anulou corretamente o gol do italiano por impedimento.

Após o gol anulado, os times assumiram uma postura mais conservadora, com o Brighton sempre comandando a posse de bola e o Wednesday buscando as velocidades para contra-atacar. Aos 39, o técnico Chris Hughton teve que fazer duas mudanças nos Seagulls por lesão: Goldson e Hemed deram lugar a Rosenior e Wilson.

Para piorar para os visitantes, aos 45, o Sheff Wed conseguiu o que buscou durante toda a primeira etapa. Em jogada de contra-ataque, Forestieri abriu no lado direito e Wallace arriscou novamente de fora da área, desta vez vencendo o goleiro Stockdale e abrindo o placar no Hillsborough.

Brighton sofre fisicamente e Sheff Wed se aproveita

O Brighton, que já havia feito duas alterações no primeiro tempo por contusão, teve mais problemas na segunda etapa. Logo aos 4, Sidwell também foi substituído por Towell por conta de lesão. Para piorar, aos 15, Knockaert teve que sair de maca e os Seagulls ficaram com 10 jogadores.

Nessa situação, o Brighton tentou segurar o jogo e não proporcionar ao rival chances de gol. Apesar de ter 59% de posse de bola e ser superior nas finalizações - 15 a 7 -, em nenhum momento o Sheff Wed realmente exercer uma pressão, mesmo com as alterações ofensivas de Carlos Carvalhal.

Aos 24, em falta frontal sofrida pelo próprio, Skalak com perigo por cima do gol de Westwood. Em uma das poucas oportunidades que os visitantes cederam, o Sheff Wed aproveitou. Forestieri deu passe no meio da defesa do Brighton, a bola desviou em Bruno e sobrou livre para Lee, que bateu no canto direito do goleiro Stockdale para fazer 2 a 0.

O Brighton até tentou descontar, mas o desgaste pela inferioridade numérica foi um grande obstáculo. Aos 32, após bola lançada por Rosenior, Skalak bateu de primeira e mandou com perigo por cima do gol. No fim, o Sheffield Wed foi quem parecia próximo de um terceiro gol, mas a vantagem final de 2 a 0 ainda é grande para a partida de volta na casa do adversário.