Roy Hodgson afirma que corte na Inglaterra foi muito díficil

Mesmo assim, elogiou a postura dos jogadores que ficaram fora da Euro 2016

Roy Hodgson afirma que corte na Inglaterra foi muito díficil
Foto: Divulgação/The FA

O treinador da seleção inglesa, Roy Hodgson, anunciou os 23 convocados para disputa da UEFA Euro 2016 na última terça-feira. Na convocação, havia dois cortes em relação a pré-lista que disputou os amistosos contra Turquia e Austrália. Danny Drinkwater, do Leicester e Andros Townsend, do Newcastle ficaram de fora, se juntando a Fabian Delph, que já havia sido cortado por conta de uma lesão.

"Foi uma decisão muito difícil para mim", disse Hodgson à imprensa em sua coletiva nesta quarta-feira (1) antes do amistoso contra Portugal.

"Fiquei muito feliz com os 26 e encantado com a maneira como os três jogadores não selecionados trabalharam durante esse período. Ontem foi um dia difícil para mim, ter que dizer a eles que não estavam na lista final de 23", afirmou triste o treinador.

Roy também falou sobre a postura dos jogadores. "Mas devo dizer que os jogadores foram fantásticos. Eles foram compreensíveis da necessidade que eu tenho que tomar uma decisão. Eles são disciplinados e profissionais em qualquer ponto de vista e, claro, eles desejaram bem a todos que ficaram e afirmaram que desfrutaram o tempo de preparação."

"Estou satisfeito, agora que eu tenho 23 jogadores que eu quero, podemos nos estabelecer e se concentrar na disputa à frente", concluiu o técnico.

A seleção da Inglaterra volta a campo nesta quinta-feira (2), contra a seleção de Portugal às 15h45 (horário de Brasília).