Eslováquia e Inglaterra se enfrentam por vaga nas oitavas da Eurocopa

Apesar de ocupar a primeira colocação até o momento, uma derrota para a Eslováquia pode tirar a vaga da Inglaterra e causar uma desastrosa eliminação precoce da equipe de Roy Hodgson

Eslováquia e Inglaterra se enfrentam por vaga nas oitavas da Eurocopa
Eslováquia
Inglaterra
Eslováquia: Kozacik; Pekarik, Skrtel, Durica e Hubocan; Kucka, Hrosovsky, Hamsik; Mak, Duris e Weiss.
Inglaterra: Hart; Walker, Cahill, Smalling e Rose; Alli, Dier e Rooney; Lallana, Kane (Vardy); Sterling (Sturridge).
ÁRBITRO: Carlos Velasco Carballo (ESP).
INCIDENCIAS: Partida válida pela 3ª e última rodada da fase de grupos da Eurocopa, a ser disputada no Geoffroy-Guichard, em Saint-Étienne, França.

No Grupo B da Eurocopa, nada esta garantido. A prova disso é que, mesmo na liderança, uma derrota para a Eslováquia pode tirar da Inglaterra a vaga para a próxima fase da competição. Com apenas três pontos separando o primeiro do último colocado, o English Team depende só de si mesmo para avançar para as oitavas e, a vitória sobre o País de Gales na rodada anterior, parece ter dado aos jogadores e á torcida a confiança necessária para buscar a classificação nesta segunda-feira (20), às 16h. 

Mesmo sabendo que o empate já asseguraria a classificação inglesa, Roy Hodgson mira a vitória para passar em primeiro do grupo afinal, a equipe que conquistar a melhor posição terá de enfrentar um segundo ou terceiro colocado de outro grupo, além de poder jogar a primeira partida da fase de mata-mata em Paris, que fica próxima ao local de treinamento onde a seleção inglesa está hospedada. Sabendo que ninguém esta garantido porém, o treinador chamou a atenção para a Eslováquia. “Tem jogadores formidáveis. No ataque, Hamsik, Duda e Weiss e, atrás, há Skrtel, que eu treinei no Liverpool. Vai ser complicado” alertou. 

Com foco total na partida que define o rumo da seleção, e que pode influenciar em seu futuro com técnico da equipe, Hodgson possui uma única dúvida para a partida: dar ou não a titularidade aos heróis da vitória sobre o País de Gales. Autores dos gols que levaram ao triunfo na última quinta-feira (16), os atacantes Daniel Sturridge Jamie Vardy iniciaram a competição como reservas, e no jogo passado entraram nas vagas de Raheem Sterling e Harry Kane. O jogador do Tottenham, em especial, tem sofrido críticas por parte da imprensa devido a suas atuações na Euro, que o fizeram ser sacado para a entrada de Vardy nas duas partidas disputadas. Caso o treinador opte por iniciar a partida com os dois atletas que eram suplentes até então, estes deverão herdar as posições dos mesmos jogadores que substituíram na última rodada. 

Por sua vez, a Eslováquia vem tentando conter a euforia que se instaurou após a vitória sobre a Rússia, pela segunda rodada. Esse foi o primeiro triunfo da seleção do país desde seu desmembramento da antiga da antiga Tchecoslováquia em dois países, em 1993. De quebra, os eslovacos ainda têm chances de conquistar uma vaga para as oitavas, mais um feito histórico. 

Grande parte da esperança dessa seleção está depositada em um jogador para o qual o técnico da seleção inglesa já pediu para que seus comandados se atentem: Marek HamsÍk, autor de um dos gols mais bonitos do torneio contra a Rússia. A imprensa local, empolgada com a atual campanha que a equipe e, em especial o jogador, tem feito, comparou o meia à Cristiano Ronaldo, que por sua vez ainda não marcou nesta Eurocopa. Com humildade porém, HamsÍk não se mostrou preocupado com o brilho individual, e diz que apenas faz o que pode para ajudar seus companheiros. "Eu? Estrela da equipe eslovaca? Não sei, só tento jogar da melhor forma possível para ajudar a equipe a passar da fase de grupos", declarou o jogador. 

O confronto decisivo será disputado no Geoffroy-Guichard, em Saint-Étienne. Simultaneamente, País de Gales e Rússia se enfrentam no Stadium Municipal de Toulouse para definir quem serão as seleções a estarem entre as 16 melhores do continente na próxima fase da competição.